HSAMAblog

terça-feira, 3 de outubro de 2017

O Desespero de um Solteiro (tema de abertura, história e tema de encerramento do filme) (abril de 2018).






























































































































HQs Março de 2018 77. 1º. desenho do filme O Desespero de um Solteiro!..pngHQs Março de 2018 78. 2º. desenho do filme O Desespero de um Solteiro!..pngHQs Março de 2018 79. 3º. desenho do filme O Desespero de um Solteiro!..pngHQs Março de 2018 80. 4º. desenho do filme O Desespero de um Solteiro!..pngHQs Março de 2018 81. 5º. desenho do filme O Desespero de um Solteiro!..pngHQs Março de 2018 82. 6º. desenho do filme O Desespero de um Solteiro!..pngHQs Março de 2018 129. Mairane Castelli, cantora (filme O Desespero de um Solteiro!)..png
HQs Março de 2018 202. Doutor Maxpir Ado e Doidivanas da Silva Brito (filme O Desespero de um Solteiro!), novo desenho..pngHQs Abril de 2018 87. Marihá, Hairan e Anne (filme O Desespero de um Solteiro!), novo desenho..png





HQs Março de 2018 77. 1º. desenho do filme O Desespero de um Solteiro!..pngHQs Março de 2018 78. 2º. desenho do filme O Desespero de um Solteiro!..pngHQs Março de 2018 79. 3º. desenho do filme O Desespero de um Solteiro!..pngHQs Março de 2018 80. 4º. desenho do filme O Desespero de um Solteiro!..pngHQs Março de 2018 81. 5º. desenho do filme O Desespero de um Solteiro!..pngHQs Março de 2018 82. 6º. desenho do filme O Desespero de um Solteiro!..pngHQs Março de 2018 129. Mairane Castelli, cantora (filme O Desespero de um Solteiro!)..png
HQs Março de 2018 202. Doutor Maxpir Ado e Doidivanas da Silva Brito (filme O Desespero de um Solteiro!), novo desenho..pngHQs Abril de 2018 87. Marihá, Hairan e Anne (filme O Desespero de um Solteiro!), novo desenho..png






Letra musical romântica O Amor É a Coisa Mais Exótica e Pirada da Face da Terra!
♪Quando você se sente tão amargurado, carente, desiludido, isolado e solitário, é porque precisa muito e mesmo de alguém!♫
♪Se você ainda não possui uma pessoa que lhe sustente emocionalmente, precisará encontrá-la de vez para se que sinta bem!♫

♪Quando se fala de amor, se fala muito mais do que de meros, puros e simples pensamentos e sentimentos!♫
♪É uma coisa tão intensa e profunda da qual não estamos nada isentos!♫

♪Não existe nada de errado em se amar alguém, muito pelo contrário!♫
♪Até porque, para esse tipo de coisa, realmente, nada, nem ninguém chega a ser páreo!♫

♪Se você ama a vida e quer amar muito mais, é porque precisa de uma companheira!♫
♪Sua estada nesse plano existencial já vem como pré-definida, mas, ao lado de outra pessoa, não mais se parece com uma coisa tão passageira!♫


Roteiro O Desespero de um Solteiro
Resumo do filme.

Gênero: Comédia Dramática Romântica.

Sinopse: Um escriturário precisa conquistar uma fotógrafa para provar aos colegas de trabalho e a si mesmo que não é um triplo doente mental.

<FADE IN>



Parte I: Quando a Vida de Alguém É Tão Boa que Chega a Ser Tão Ruim!
 “CASA DE FREDERICO LORENZONI”
FREDERICO LORENZONI <EM TOM DE TRISTEZA E MELANCOLIA>: — Meu nome é Frederico Lorenzoni, trabalho em um escritório e levo uma vida mansa de solteiro. Todos os dias, eu acordo cedinho e vou para o serviço trabalhar. No entanto, minha rotina não é das melhores e eu mesmo já estou muito mais do que ciente de tamanha realidade.
<FREDERICO TERMINA O CAFÉ DA MANHÃ, SE VESTE, ENTRA NO CARRO, CHEGA AO ESCRITÓRIO E ENTRA PARA IR TRABALHAR COMO SEMPRE>
 “ESCRITÓRIO DE CONTABILIDADE VALORES EM ALTA”
FUNCIONÁRIO (1) <SORRINDO IGUAL A UM IMBECIL>: — E aí, Frederico? Cadê a gatinha?
FREDERICO: — E desde quando minha vida pessoal lhe agrada e lhe interessa?
FUNCIONÁRIO (2): — Ora, rapaz! Todos sabemos que você é o maior louco, psicopata e retardado mental! Não possui ninguém, fica bancando o magnânimo como quem se acha bom demais só por estar solteiro e ainda se acha inteligente demais por jogar na frente de todo mundo que você mesmo é o cara!
<FREDERICO FAZ UMA CARA BEM MAIS FECHADA E NÃO REAGE A PRINCÍPIO>
FREDERICO <CHATEADO E IRRITADO>: “Pessoal doido, maníaco e problemático é outra coisa! Desde quando eles têm algo a ver com o que faço e deixo de fazer?”
 “CASA DE MARIHÁ BORGES E CARVALHO E DE ANNE BORGES E CARVALHO”
MARIHÁ: — Eu sinto muita pena do Frederico... por que os colegas do escritório não o reconhecem, não o respeitam e não o valorizam pelo que ele é, faz e tem?
HAIRAN: — Pois é, amiga! Nós damos a maior força ao cara e ele, ainda assim, continua se sentindo tão para baixo!
ANNE: — Mas, enfim, paciência, não é mesmo?
 “ESCRITÓRIO”
FREDERICO <DESANIMADO E FRUSTRADO ENQUANTO EXAMINA ALGUNS PAPÉIS>: “Muitas vezes, penso e sinto que a Marihá, a Hairan e a Anne são as únicas pessoas no mundo inteiro que se importam, se interessam e se preocupam muito e mesmo comigo... depois de meus pais, é claro! Assim é a vida, ontem, hoje e amanhã!”
 “CASA DO CASAL LORENZONI”
REPÓRTER DE TV (MASCULINO) <SORRINDO>: — E a fotógrafa Juliana Medeiros acaba de apresentar ao público sua mais nova coleção de fotografias personalizadas: Fenômenos da Natureza! Nessa obra, a autora retrata diversos cenários naturais e os elementos que os compõem, vindos de várias partes do Brasil! Nas próximas edições, ela estará passando pelos Estados Unidos e Argentina!
 “CLIC!”
SENHOR LORENZONI: — Francamente, já vi fotos bem melhores! Essa aí é, tão, somente, mais uma amadora do ramo, isso, sim!
SENHORA LORENZONI: — Só que você precisa reconhecer que ela vem se esforçando!
SENHOR LORENZONI: — Tirar fotos meia boca, até eu tiro! E, aliás, você mesma também!
SENHORA LORENZONI: — Não sei por que você tem tanto preconceito contra essas pessoas, mas deixemos isso para lá agora!
 “ESCRITÓRIO”
FUNCIONÁRIO (3) <DECEPCIONADO E DESAPONTADO>: — Rapaz, por que você não procura um bom tratamento? Acho que você ainda não sabe, só que loucura, psicopatia e retardo mental são problemas bem grandes e graves, é sério!
FREDERICO <EM TOM EXPLOSIVO>: — Não perguntei nada a você, nem a quem quer que seja, está sabendo?
FUNCIONÁRIO (3) <COMO QUEM ESTÁ EXTREMAMENTE IMPRESSIONADO E SURPRESO>: — Cara, seu caso é bem pior do que o que o resto do pessoal e eu imaginamos!
 “CASA DO CASAL LORENZONI”
SENHORA LORENZONI <ATENCIOSA E PREOCUPADA>: — Querido, você já reparou como nosso filho anda tão agitado, ansioso, irrequieto e nervoso?
SENHOR LORENZONI <EM TOM DE NEGAÇÃO>: — Ah, mas ele é assim mesmo! Ele também não nos conta nada sobre sua rotina no trabalho!
 “ESCRITÓRIO”
FREDERICO <SENTINDO DOR, SOFRIMENTO E TRISTEZA>: “Meus pais nem imaginam o que passo por aqui a cada novo dia! Também não sei se devo dizer a eles que estou sendo vítima de bullying! E, aliás, por que ninguém aqui no Brasil utiliza uma das duas traduções da palavra; que são intimidação e valentia? Brasileiro acha que tudo o que vem do idioma dos colegas do Norte é bom demais da conta... isso é, a grande maioria, eu mesmo sou uma exceção!”
 “BAR PINGA NI MIM”
AMIGO (1): — Por onde anda aquela figura, o Frederico?
AMIGO (2): — Não sei, ele praticamente não sai de casa, senão para ir ao escritório, banco ou supermercado!
AMIGO (3) <QUE ACABA DE CHEGAR>: — Acho que ele tem vergonha de ser o único em todo o escritório que não possui uma esposa.
 “ESCRITÓRIO”
FREDERICO <INQUIETO>: “E se a galera estiver certa? Será que sou, realmente, mais um louco, psicopata e retardado mental? O pior é que não quero ter que ir a nenhum profissional da área de saúde, não gosto de compartilhar minhas coisas com pessoas!”
 “BAR”
AMIGO (1): — Considero e estimo isso como sendo uma baita de uma judiação com o camarada!
AMIGO (2): — Eu também, afinal de contas, ele não tem culpa de estar solteiro. Ou isso, ou, se tem, é algo que não diz respeito a nada, nem a ninguém da humanidade e sociedade!
DONO DO BAR: — Sua conta, cavalheiros!
AMIGO (1): — Pois não, aqui está o cartão de crédito!
AMIGO (2): — Escute só, chefia, por acaso, você conhece o Frederico Lorenzoni?
AMIGO (3): — É um cara todo amargurado, carente, desiludido, isolado e solitário; ele é sempre humilhado e ofendido pelos colegas do escritório por continuar como solteiro.
DONO DO BAR: — Sim, sei quem é. Ele costumava vir aqui, só que sumiu de vez já faz seis meses.
 “ESCRITÓRIO, FIM DE EXPEDIENTE”
FUNCIONÁRIO (4) <ACENANDO COM A MÃO DIREITA>: — Tchau e até amanhã, amigo! Veja se deixa de ser louco, psicopata e retardado mental!
<FREDERICO NÃO REAGE À PROVOCAÇÃO>

Parte II: A Resistência em Se Abrir com os Pais e Visitar um Psicanalista!
FREDERICO <ENQUANTO CAMINHA EM DIREÇÃO A SEU CARRO>: “Já não sei mais o que fazer! Meus pais não entenderão a situação que tanto me cerca! E se eu contar meu problema a um psicanalista, ele dirá que não tenho cura!”
 “CASA DO CASAL LORENZONI”
DOUTOR MAXPIR ADO <EM UM PROGRAMA TELEVISIVO E SEGURANDO UM LIVRO>: — E eu mesmo, o Doutor Maxpir Ado, psicanalista com pós-doutorado escrevi este livro aqui, Lutando contra a Própria Psique! É um guia para pessoas desconfiadas, inseguras e receosas de si mesmas! O livro já foi traduzido em diversos idiomas; entre eles; o inglês, espanhol, francês, alemão, italiano e japonês!
SENHOR LORENZONI <APONTANDO PARA A TV>: — Esse homem aí é um tremendo de um charlatão, isso já está muito mais do que na cara!
SENHORA LORENZONI: — Você julga demais sem conhecer, saber e entender nem um pouco! Por que não damos a ele a chance de ajudar nosso filho?
SENHOR LORENZONI: — Como se nosso Frederico fosse querer algum tipo de ajuda afinal!
SENHORA LORENZONI: — Bem, não custa nada arriscar... exceto, talvez, nosso tempo, paciência, interesse, disposição e dinheiro, mas tudo na vida é um risco! E, aliás, a própria vida já é o maior de todos os riscos!
FREDERICO <ENQUANTO DIRIGE EM UM TRÂNSITO CAÓTICO>: “Só falta agora meus colegas descobrirem que gosto de mangá e anime! Tem gente que acha que esse tipo de coisa é só para criança, será que nunca ouviram falar nos shojo, shonen e hentai; que são, respectivamente, o mangá ou anime para adolescentes masculinos, o mangá ou anime para adolescentes femininas e o mangá ou anime para adultos?”
 “CASA DE HAIRAN ZUCCHERO”
MARIHÁ: — Já começo a desconfiar de que nosso grande amigo Frederico começou a acreditar de vez que os colegas dele estão certos!
HAIRAN: — Só que ele não é nem louco, nem psicopata, nem retardado mental, não vê isso quem não quer!
ANNE: — Além disso, desde quando namoro ou casamento sexo define decência, dignidade e honra de alguém mesmo?
 “CASA DO FUNCIONÁRIO (5)”
FUNCIONÁRIO (5) <CONVERSANDO AO TELEFONE COM O FUNCIONÁRIO 6>: — Pois é, rapaz! Quem sabe se aquele psicanalista, o tal de Doutor Maxpir Ado não ajuda nosso amigo, não é mesmo?
FUNCIONÁRIO (6): — Como de fato, o panaca está precisando de muita ajuda!
DIA SEGUINTE...
 “CONSULTÓRIO DO DOUTOR MAXPIR ADO”
DOUTOR <CONVERSANDO AO TELEFONE COM A SENHORA LORENZONI>: — Você está me dizendo que seu filho é complexado, discreto, reservado e tímido demais? Olhe só, minha senhora, não sei se você entendeu, mas aqui não é asilo para loucos, psicopatas e retardados mentais; é consultório psicanalítico, está sabendo?
SENHORA LORENZONI <FURIOSA, INDIGNADA E REVOLTADA>: — Só que ele não é nada disso! Como você pode sair julgando as pessoas dessa forma?
DOUTOR: — Também já me disseram que eu não sou psicanalista, mas eu tenho uma série de diplomas: já fui técnico, bacharel, mestre, doutor, e, agora, sou pós-doutor! Aliás, não, agora, agora, isso já tem doze anos!
<A SENHORA LORENZONI DESLIGA O TELEFONE>: ” CLANG!”
DOUTOR <PENSATIVO E COM OS DEDOS ESQUERDOS POR DEBAIXO DO QUEIXO>: “Tsc, tsc! É como dizem por aí: “Não se agrada a todos!” e “Santo de casa não faz milagres”!”!”
 “CASA DE FREDERICO”
FREDERICO <SENTADO DE FRENTE PARA O PRIMO>: — Ah, mas que bom que você chegou agora, primo! Já não aguento mais isso tudo e pior até: começo a achar que, realmente, sou louco, psicopata e retardado mental!
PRIMO DE FREDERICO <COLOCANDO A MÃO DIREITA NO OMBRO ESQUERDO DE FREDERICO E SORRINDO>: — Calma, rapaz! Você tem que manter a calma, o humor e o nível! Além disso, você por acaso sabe o que são loucura, psicopatia e retardo mental?
FREDERICO <JÁ COM OS OLHOS LACRIMEJANDO, BRILHANDO E AVERMELHADOS>: — Loucura: perda de noção da realidade, causada pelo excesso de emoções; e; ainda que sem más intenções, seu portador pode causar bastantes estragos até a si próprio (assim como, por exemplo, quem acha que pode saltar do alto de um prédio e voar!)! Psicopatia: estado de espírito onde o enfermo se torna frio, calculista e estrategista, sem dar a mínima para as emoções, tanto as alheias como as próprias, seu portador sabe que o que faz está errado e não liga para nada, nem ninguém (assim como, por exemplo, um maníaco por armas e assassino sequencial!)! Retardo mental: evolução intelectual totalmente abaixo da que se espera, muito embora, curiosamente, seu portador demonstre algum tipo de afetividade, ao mesmo tempo em que pode sofrer uma série de inexplicáveis ataques de hiperatividade e euforia (assim como, por exemplo, quem aparenta não possuir inteligência e se comporta como alguém superfeliz!)!
 “CASA DE JULIANA MEDEIROS”
JULIANA MEDEIROS <MEXENDO EM ALGUNS ÁLBUNS DE FOTOGRAFIAS>: “Essas fotos que tirei mais recentemente ficaram todas péssimas! Por que será que é tão complicado assim achar assistentes fotográficos que sejam bons o bastante?”
PRIMO: — Só que você não tem cara de doente mental! Além disso, gosto de você porque vejo muitas coisas boas em seu íntimo, sendo ou não de minha família!
<FREDERICO SORRI POR UM BREVE PERÍODO DE TEMPO>
 “CASA DO PATRÃO DE FREDERICO”
PATRÃO DE FREDERICO: — Pois é, querida! O Frederico está sempre se queixando dos colegas, mas eles só estão sendo bem-humorados e brincalhões!
ESPOSA DO PATRÃO: — Pois não é isso o que parece ser de verdade! Em minha opinião, o Frederico está bastante agitado, ansioso, irrequieto e nervoso!
 “CASA DE FREDERICO”
FREDERICO: — Não falarei sobre isso com meus pais, e, muito menos, com aquele tal de Doutor Maxpir Ado!
PRIMO: — Só que você necessita de muita ajuda!
 “CASA DE JULIANA”
JULIANA: “Preciso dar uma acalmada, descansada, distraída e relaxada! Esse trabalho de fotógrafa é deveras cansativo, enjoativo e estressante! Eu queria ser desenhista, mas meus pais me disseram que não tenho coordenação motora para tanto e acabei acreditando!”

Parte III: O Desesperado, a Sonhadora e o Meliante!
 “LANCHONETE FOME BRABA”
MARIHÁ: — Andei fazendo algumas observações e constatei que um raro cometa está vindo em direção à Terra em bem poucos dias.
HAIRAN: — Quase ninguém dá crédito à profissão de astrônoma! Por que não escolheu algo bem mais simples?
ANNE: — Poderia ter sido professora de Português, de Literatura e de Produção de Texto, revisora de texto ou clarinetista, por exemplo!
REPÓRTER DE TV (FEMININA): — Comunicamos a todos que o famoso e perigoso criminoso Doidivanas da Silva Brito acaba de fugir da cadeia... fechem todas as portas e janelas de suas residências e empresas porque o homem não está para brincadeira! Ardiloso, chantagista, sequestrador e terrorista profissional! Fiquem de olho nessa ameaça!
<MARIHÁ, HAIRAN E ANNE FICAM BOQUIABERTAS>
DONO DO BAR <LAVANDO ALGUNS PRATOS>: — E desde quando baderneiro, marginal, transgressor e vândalo se tratam de profissões?
 “CASA DO CASAL LORENZONI”
SENHOR LORENZONI: — Você sabia que nem todos os loucos, psicopatas e retardados mentais se encaixam na categoria dos criminosos?
SENHORA LORENZONI: — Sei, sim... Agora, você sabe também que chamar as pessoas assim nos dias atuais é um tipo de bullying. Atualmente, os nomes mais comuns são, respectivamente, insano, antissocial e deficiente intelectual; que é para mostrar respeito a essas pessoas.
 “CONSULTÓRIO”
DOUTOR: — Eu não iria atendê-lo, mas como sua mãe me acusou, me ameaçou e me insultou; dizendo que eu seria denunciado, processado e preso por discriminar você, ofender você e preconceituar você, vamos lá então! Conte-me seu problema em detalhes e informações!
FREDERICO <JÁ BASTANTE AGITADO, ANSIOSO, IRREQUIETO E NERVOSO>: — Meus colegas de escritório cismam comigo o tempo todo que, devido a já ser um homem adulto e ainda estar solteiro, só posso ser louco, psicopata e retardado mental! Eles dizem que sou louco por contrariar a realidade de que a mulher é vital para a felicidade e ignorá-la solenemente, psicopata por querer jogar na cara deles sem dó, nem piedade, nem clemência que estão errados em acharem que a mulher é alguém tão importante e continuar agindo como se ela não servisse e retardado mental por não processar em minha mente que é a mulher quem faz o homem!
 “CASA DE MARIHÁ E DE ANNE”
MARIHÁ: — Fiz algumas pesquisas na internet e descobri as etimologias exatas dos nomes louco, psicopata e retardado. Louco é uma palavra que só existe em português, em espanhol e em galego, no segundo sentido, loco. Vem do árabe, LAUQA, “tonto” , “bobo” ou “tolo” . Psicopata se formou no século XIX e vem do alemão, PSYCHOPATISCH, criada a partir do Grego PSYKHÉ, “mente” ou “alma” , mais PATHOS, “sofrimento” , “doença” ou “enfermidade” . E retardado vem do latim, RETARDARE, “fazer demorar” , de RE-, prefixo intensificativo, mais TARDARE, “atrasar” ou “demorar” , de TARDUS, “o que atrasa” ou “o que vem depois” .
HAIRAN: — Sabem que eu acho que o Frederico precisa de muita e mesma ajuda? Mas acredito que só quem possa fazer isso seja uma entidade muito mais forte, poderosa e ousada do que nós todos!
ANNE: — Seria esse o caso se ele acreditasse, confiasse e deixasse que ela lhe fizesse algo de bom! O problema é que ele não faz por onde, não muda de postura e continua acreditando que a culpa de sua dor, de seu sofrimento e de sua tristeza é de tudo e de todos!
 “CONSULTÓRIO”
DOUTOR <EXTREMAMENTE IMPRESSIONADO E SURPRESO>: — Como é que é? Você já quis se suicidar exatas trinta vezes pelo que seus colegas lhe fizeram?
FREDERICO <DE MÃOS CRUZADAS>: — Sim, Doutor, certamente, infelizmente e realmente!
DOUTOR: — E eles então o convenceram de que é louco, psicopata e retardado mental?
FREDERICO: — Temo que sim! Eu agora preciso convencer a eles e a mim mesmo de que não sou nada disso!
ENQUANTO ISSO, DO LADO DE FORA DO CONDOMÍNIO DO CONSULTÓRIO...
JULIANA <FRUSTRADA E GUARDANDO O CELULAR NA BOLSA>: “Era só o que me faltava! Meu assessor fotográfico agora decidiu tirar férias! O que mais me acontecerá a partir de agora mesmo?”
DOIDIVANAS <GRITANDO BEM ALTO>: — MUITO BEM, BELEZOCA! VÁ ME PASSANDO TODOS OS SEUS PERTENCES OU EU MATO VOCÊ!
JULIANA: — Prontinho... Agora, sim, já não me falta mais nada!
DOIDIVANAS < DEBOCHADO, IRÔNICO E SARCÁSTICO>: — Falta ter as pernas um pouco mais finas e curtas, mas isso também não é culpa sua!
FREDERICO <SAINDO DO CONDOMÍNIO>: “R$300,00 por uma mera, pura e simples consulta? Catapimba! E o pior foi que ele não me ajudou em coisíssima nenhuma! Estou aqui, pensando se retorno mais vezes e...”
JULIANA: — Olhe que eu chamarei a polícia, sabia?
DOIDIVANAS <SORRINDO>: — Mesmo eu tendo aqui comigo uma metralhadora de calibre e potência máximas?
JULIANA <ASSUSTADA>: — SOCORRO! TEM UM DOIDO, MANÍACO E PROBLEMÁTICO ME AGREDINDO E ME ATACANDO!
FREDERICO <BASTANTE INCOMODADO>: — Seu fútil, imbecil e inútil, deixe a senhorita em paz, agora mesmo, beleza?
<JULIANA SORRI E BRILHA OS OLHOS DE TANTA ALEGRIA>
DOIDIVANAS <SORRINDO MAIS UMA VEZ>: — Ah, é sério? E o que você pensa em fazer se posso matar você em fração de segundos?
FREDERICO <MIRANDO A PERNA ESQUERDA EM DIREÇÃO AO PISSURICO DE DOIDIVANAS>: — ISSO AQUI, Ó!
 “TUM!”
DOIDIVANAS <GEMENDO, GRITANDO E PULANDO DE TANTA DOR>: — AI, UI, AI, UI!
JULIANA <FELICÍSSIMA>: — Puxa vida, senhor, muito obrigada... é sério mesmo, de coração!
FREDERICO: — Disponha! Nós agora amarraremos esse malandro, pilantra e trapaceiro e chamaremos a polícia!
MEIA HORA MAIS TARDE...
 “UUUUÓÓÓÓ!”
JULIANA <ACENANDO E SORRINDO>: — Tchau, moço, foi um prazer!
FREDERICO <AFLITO>: — Espere! Ainda não nos apresentamos devidamente! Meu nome é Frederico, qual o seu?
(FREDERICO FICA BASTANTE CABISBAIXO)
 “Acho que ela não me ouviu, também que nunca mais nos veremos!”

Parte IV: Pedindo a Ajuda aos Pais de uma Vez por Todas!
 “CASA DO CASAL LORENZONI”
PRIMO: — Pois é, tios! O Frederico não anda mais acordando, comendo e dormindo direito já faz três semanas! Tanto é que ele está cada vez mais abatido, magro e pálido!
SENHOR LORENZONI: — Mesmo depois de ir ao Doutor... como é mesmo o nome dele?
SENHORA LORENZONI: — Maxpir Ado, psicanalista com diploma em pós-doutorado.
 “CASA DE FREDERICO”
FREDERICO <DEITADO DE PONTA–CABEÇA NA CAMA DE SEU QUARTO>: “A coisa mais engraçada é que penso e sinto que já vi aquele rosto antes em algum lugar... mas onde terá sido afinal?”
 “AGÊNCIA FOTOGRÁFICA TIRO E QUEDA”
JULIANA <BERRANDO AO TELEFONE>: — COMO ASSIM, CONTRATO CANCELADO PELO CLIENTE? VOCÊS ACHAM QUE VIDA DE FOTÓGRAFA É MOLEZA E SIMPLICIDADE?”
 “CLANG!” <O TELEFONE É DESLIGADO>
Mas que droga! Tem gente que acha que fotografia é brincadeira!
ASSESSOR DE JULIANA: — Eu avisei a você de que não deveria querer fazer negócios com determinadas criaturinhas!
JULIANA: — Você faz tanta hora com minha cara que eu nunca sei quando é sério e quanto não é!
<O ASSESSOR FAZ QUE SIM COM AS MÃOS>
 “CASA DO CASAL LORENZONI” 
SENHOR LORENZONI: — E você sabe o que está acontecendo com ele agora exatamente?
SENHORA LORENZONI: — Sim, temos que saber de tudo!
PRIMO: — Bem, ele tem medo e vergonha de que vocês saibam, mas... ele está sendo vítima de bullying no escritório!
SENHOR E SENHORA LORENZONI <BASTANTE IMPRESSIONADOS E SURPRESOS>: — Como assim, bullying no escritório?
PRIMO: — Os colegas pensam que ele é louco, psicopata e retardado mental só porque ainda está solteiro! Segundo eles, o Frederico é louco por achar que não precisa de mulher (contrariando a realidade), psicopata por achar que mulher não é relevante (discriminando, ofendendo e preconceituando o sexo feminino) e retardado mental por não entender que mulher pode ser agradável (usando baixa capacidade intelectual).
(OS PAIS FICAM BOQUIABERTOS)
 “CASA DO PATRÃO”
PATRÃO <ATENDENDO A UM TELEFONEMA DE UM DE SEUS FUNCIONÁRIOS>: — Alô? Sim, pode falar! Como é que é? Vocês querem que eu mande internar o Frederico em um hospício? Veja bem, prezo por demais todos os meus funcionários, mas essa brincadeira de vocês todos já foi longe demais! Ah, e você ainda vem me dizer que é sério? Minha esposa estava certa: vocês todos são um banco de esquizofrênicos, neuróticos e paranoicos!
 “CASA DO CASAL LORENZONI”
PRIMO: — E tem mais uma coisinha: o Frederico não para de pensar em uma mulher que ele viu e se esqueceu de perguntar como se chama!
SENHOR LORENZONI: — Só falta agora nosso filho cometer a besteira de querer conquistá-la apenas para convencer a todos de que não é nenhum doente mental!
SENHORA LORENZONI: — Temo e receio de que ele vá fazer isso, sim!
PRIMO: — Se irá, só irá e como irá!
 “CASA DE JULIANA”
JULIANA <ATENDENDO A UM TELEFONEMA DE UM EX-CLIENTE>: — Se você não quer mais trabalhar como modelo fotográfico para mim, está tudo ótimo! Arranjarei outro modelo masculino!
 “CLANG!” <JULIANA DESLIGA O TELEFONE>
 “Mas quem poderá ser essa pessoa? Não conheço ninguém que sirva para ser o modelo de que tanto preciso! Tem que ser alguém alto, bonito, elegante e expressivo!”
TRÊS HORAS MAIS TARDE...
 “CASA DO CASAL LORENZONI”
SENHOR LORENZONI: — Filho, você precisa se abrir conosco!
SENHORA LORENZONI: — Sim, isso mesmo! Além de sermos seus pais, também somos seus maiores orientadores!
FREDERICO: — Já reclamei com o patrão que os colegas andam fazendo bullying comigo e ele insiste que é só uma coisa bem-humorada e brincalhona! E, agora, para piorar, não tiro da cabeça uma mulher que conheci há três semanas e que nem faço ideia do nome!
SENHOR LORENZONI: — Seu primo já nos contou que você pretende conquistar uma namorada apenas para vencer uma aposta idiota do escritório!
SENHORA LORENZONI: — E já vamos lhe adiantando de que, de longe, não é uma boa ideia!
 “CASA DO PATRÃO”
PATRÃO <SENTADO NA CAMA E COM A MÃO ESQUERDA FECHADA POR DEBAIXO DO QUEIXO>: “O que faço? Se demitir praticamente todo mundo, precisarei ir à falência e não possuo outro negócio! Por outro lado, se mantiver todo mundo em seus cargos, o Frederico continuará sofrendo demais em quantidade e qualidade!”
 “CASA DO CASAL LORENZONI”
SENHOR LORENZONI: — Filho, olhe bem uma coisa: você não é nem louco, nem psicopata, nem retardado mental, sabia disso?
SENHORA LORENZONI: — E, aliás, já faz um bom tempo que as nomenclaturas já foram alteradas em respeito aos transtornados mentais (não mais doentes mentais também!): a loucura passou a ser insanidade, a psicopatia passou a ser o transtorno de personalidade antissocial e o retardo mental passou a ser deficiência intelectual, os tempos agora são outros!
FREDERICO: — Mas os caras me disseram que para não ter namorada ou esposa, mesmo após já ser tão grande (como é meu caso), só pode ser louco, psicopata e retardado mental!
 “CASA DO FUNCIONÁRIO (7)”
FUNCIONÁRIO (7) <CHATEADO E IRRITADO ALÉM DA CONTA>: “Sinceramente, não faço ideia de como é que o patrão ainda deixa que um louco, psicopata e retardado mental trabalhe lá no escritório!”
 “CASA DE MARIHÁ E DE ANNE”
REPÓRTER DE TV <MASCULINO>: — Recentemente, cientistas brasileiros, americanos e argentinos andaram descobrindo novas formas de tratar (ou, pelo menos, amenizar) os problemas dos insanos, antissociais e deficientes intelectuais. Contaremos o que foi que descobriram logo depois do intervalo!
<MARIHÁ, HAIRAN E ANNE FAZEM CARAS PARA LÁ DE FECHADAS>
Parte V: O Escriturário e a Fotógrafa Se Reencontram!
 “CASA DO CASAL LORENZONI”
SENHOR LORENZONI: — Filho, você não pode ser teimoso assim!
SENHORA LORENZONI: — Seu pai está certíssimo: lembre-se daquele antigo colega de faculdade dele, que inventou de namorar só para poder constar, ou, simplesmente, porque lhe deu na telha e sofreu grandes e graves danos emocionais!
FREDERICO: — Mas o pessoal do escritório insiste que um homem adulto que não tem nem namorada, nem esposa é por ser louco, psicopata e retardado mental!
 “CASA DE JULIANA”
JULIANA: — Pois é, mãe! E você acredita que o cretino e medíocre desmarcou em cima da hora, logo quando eu já estava com todos os preparativos para o serviço em mente? E eu não sei de ninguém que sirva para o serviço no lugar dele! Agora, sim, onde encontrarei essa pessoa?
 “CADEIA DE MAUS ELEMENTOS, SEGURANÇA MÁXIMA”
DOIDIVANAS <DIRIGINDO-SE A UM COLEGA DE CELA>: — Amigo, topa me ajudar a sair daqui?
COLEGA DE CELA <LIXANDO AS UNHAS>: — E o que eu ganharia ou ganharei em troca afinal?
DOIDIVANAS: — Poderemos ser colaboradores e parceiros em uma série de novos golpes, os quais ficarão bem mais fáceis e rápidos do que se feitos por um de nós sozinho!
<O COLEGA SORRI E ACENA A CABEÇA COMO QUE DIZENDO QUE SIM>
 “CASA DE JULIANA”
SENHORA MEDEIROS: — Realmente, é bem difícil achar alguém assim, ainda mais nos dias atuais!
SENHOR MEDEIROS: — Mas você ainda não viu ninguém mesmo com um perfil assim?
JULIANA: — O pior é que não... especialmente se considerar que conheço bem pouca gente, assim, socialmente!
 “ESCRITÓRIO”
FUNCIONÁRIO (8): — Rapaz, como é que um louco, psicopata e retardado mental como você pode continuar circulando tranquilamente por toda a metrópole?
FREDERICO: — Já não sei de mais nada! Só sei que preciso de uma namorada urgentemente!
 “CASA DO PRIMO”
DOUTOR <NA TV>: — E, agora, falarei um pouco dos principais sintomas do louco, do psicopata e do retardado mental! Louco: ele não tem medo de passar vergonha em público e comete atitudes que vão contra o caráter e o costume. Assim como, por exemplo, pegar um pedaço de madeira e querer bater em alguém, achar que é Napoleão Bonaparte e correr nu em público. Psicopata: ele possui dificuldades em sentir empatia por alguém. Ele tem que emular as emoções e a empatia com os outros, e, dessa forma, ele aprende como manipulá-las. Por definição, é o maior manipulador do mundo. Assim como, por exemplo, violentar as mulheres, dirigir carros roubados e torturar os outros. Retardado mental: ele possui baixo aprendizado, déficit de atenção e relaxamento. Assim como, por exemplo, não pensar no funcionamento correto das coisas dentro de um caráter mais realista, aprender as coisas de uma forma completamente errada e não fazer as coisas direito.
 “CLIC!”
PRIMO <FURIOSO, INDIGNADO E REVOLTADO>: “Esse sujeito me dá tanta antipatia, nojo e pavor!”
SEIS HORAS MAIS TARDE...
FREDERICO <SAINDO DO ESCRITÓRIO>: “Bolas! O pneu de meu carro furou e eu terei que ir para casa de táxi, Uber ou 99! O problema nem é pagar, só que sim que já estou bastante acostumado a utilizar o próprio veículo!”
JULIANA <DENTRO DO CARRO DELA>: — Moço, você está precisando de alguma ajuda?
FREDERICO: — Meu carro está com o pneu furado... eu agora terei que chamar um táxi, Uber ou 99!
JULIANA <SORRINDO>: — Quer carona?
FREDERICO <TODO CONTENTE E EMPOLGADO>: — Oba, quero, sim!
JULIANA: — Sabe, moço... preciso de um modelo fotográfico que seja alto, bonito, elegante e expressivo... você não quer trabalhar para mim?
FREDERICO <DEVERAS IMPRESSIONADO E SURPRESO>: — Moça, olhe só: não é por nada mesmo, mas você deve estar me confundindo com outra pessoa! Sou um escriturário! E, aliás, eu já vi você antes!
JULIANA: — Você é quem deve estar me confundindo, jamais lhe vi antes em toda a minha vida! E como saberei se você não é um daqueles assaltantes ou paqueradores ambulantes?
FREDERICO: — Não sou, não... eu achava que ser solteiro não tinha nada de errado, só que meus colegas de escritório afirmaram que sou louco, psicopata e retardado mental, tudo porque sou o único sem esposa em toda a empresa!
JULIANA <ASSUSTADA>: — Nossa, mas por que eles achariam ou acharão isso tudo de alguém como você afinal?
FREDERICO: — Bem, eles dizem que sou louco por acreditar que mulheres não são interessantes e ser contra elas, que sou psicopata por tratá-las com escárnio e zombaria e retardado mental por não saber que elas são fundamentais.
JULIANA: — E isso o que eles falam é verdade?
FREDERICO: — Para lhe falar a verdade, já nem sei mais! Ando tão confuso e desnorteado com isso tudo! Agora, eu salvei você de um criminoso há não muitas semanas!
JULIANA: — Que criminoso? Você deve estar cometendo algum tipo de engano ou invenção!
FREDERICO: — Não estou, não! Eu até chutei o pissurico do infeliz para lhe salvar!
JULIANA <JÁ NÃO MAIS SE CONTENDO>: — Esses seus colegas têm toda a razão... você é louco, psicopata e retardado mental, sim!
FREDERICO: — E se eu for de verdade, a culpa é minha?
JULIANA <APONTANDO PARA FORA DO CARRO COM A MÃO ESQUERDA>: — Já chega... FORA DE MEU VEÍCULO!
FREDERICO: — Espere, nós nem ao menos nos apresentamos corretamente!
JULIANA: — Ah, quer dizer então que, agora, devo me identificar para alguém que sofre de loucura, psicopatia e retardo mental?
FREDERICO: — Está havendo algum tipo de equívoco, sabia disso?
JULIANA: — Sim, você está correto nisso... pensei e senti que você fosse legal e normal, só que vejo que me equivoquei!
FREDERICO: — Pode me dizer seu nome antes de ir embora, por favor e muito obrigado?
JULIANA: — Não e eu também chamarei a polícia!
FREDERICO: — Não faça isso, eu lhe peço, eu lhe suplico, eu lhe imploro!
 “CASA NOTURNA VENHA QUE É TUDO DE BOM”
MARIHÁ: — Sou feliz sendo astrônoma, mas vejo que o Frederico não é feliz sendo escriturário!
HAIRAN: — Também gosto bastante de ser tradutora e modelo, só que e ele?
ANNE: — E ainda acho ótimo podendo ser arquiteta, uma pena que ele esteja tão mal assim!



Parte VI: Quando Ir para a Delegacia Só Piora a Coisa Toda para Todos!

REPÓRTER DE TV (MASCULINO): — E estamos aqui, na Penitenciária Segurando as Pontas, onde um homem é acusado de usar e abusar de uma mulher e quase acabar com ela! A vítima, que não quis ter seu nome e sua imagem expostos disse que o agressor confessou ser portador de loucura, psicopatia e retardo mental!
DOUTOR <EM SEU CONSULTÓRIO>: “Eu sabia, tinha a mais absoluta e plena certeza!”
SENHOR E SENHORA LORENZONI <BOQUIABERTOS>: — Mas esse é nosso filho!
DOUTOR: “Acho que farei um novo artigo acadêmico sobre as diferenças entre louco, psicopata e retardado mental! Talvez, isso ajude a curar de vez pessoas como esse aí!”
 "ESCONDERIJO DE DOIDIVANAS"
DOIDIVANAS: — Nosso primeiro grande golpe em conjunto será o de invadir a Agência Fotográfica Tiro e Queda! Renderemos todo mundo e levaremos tudo o que estiver por lá!
COLEGA: — Não parece ser grande coisa, só que, enfim, você é quem sabe o que faremos agora!
DIA SEGUINTE...
 “PENITENCIÁRIA SEGURANDO AS PONTAS”
DELEGADO: — Vocês possuem muita sorte de meu filho ser amigo do sobrinho de vocês! Caso contrário, seu filho morreria de tanta dor, sofrimento e tristeza... literalmente!
<O SENHOR E A SENHORA LORENZONI FAZEM UMAS CARAS DE EMBURRADOS>
 “CONSULTÓRIO”
DOUTOR <ESCREVENDO EM SEU NOTEBOOK>: “Louco: alguém que age pelo excesso de emoções. Quem sofre de loucura (conhecida também como insanidade) não tem más intenções e faz coisas que desafiam e violam a realidade. O louco é, simplesmente, uma pessoa sem consciência do que faz; podendo ser extremamente agressivo e perigoso, dependendo bastante do grau da doença.

Psicopata: ao contrário do louco, é alguém que age pela ausência de emoções. Quem sofre de psicopatia (conhecida também como transtorno de personalidade antissocial) é duro, frio e calculista ao extremo; não liga para o que é certo, sabe exatamente o que está fazendo, manipula qualquer pessoa, lugar ou coisa a sua volta e forja uma personalidade totalmente diferente da verdadeira. Nem todo psicopata é criminoso, mas, caso seja, não necessariamente é um assassino sequencial.

Retardado mental: existe a par do louco e do psicopata, sendo alguém com baixo desenvolvimento intelectual. Quem sofre de retardo mental (conhecido também como deficiência intelectual) tem bastante dificuldade de aprendizado, é taxado de estúpido por muita gente e não interage normalmente com todo mundo.”
  “CASA DE JULIANA”  
JULIANA: — Pois é, pai e mãe! O sujeito é um perfeito doente mental! Imaginem, por exemplo, que, do nada e sem mais nem menos, ele disse que já me conhecia pessoalmente! Ora, pois, jamais vi esse sujeito em toda minha vida!
SENHORA MEDEIROS: — E ele já foi capturado pela polícia?
SENHOR MEDEIROS: — Sim, como foi a coisa toda?
JULIANA: — Foi preso, só que já foi liberado... a polícia parece que é desocupada, ignorante e incompetente!
SENHORA MEDEIROS: — Mas e se tiver sido um engano?
SENHOR MEDEIROS: — Isso mesmo, esse tipo de erro acontece!
JULIANA: — Meu erro foi ter confiado nesse panaca!
 “CASA DE FREDERICO”
SENHORA MEDEIROS: — Filho, por que não se esquece de vez dessa mulher, seja lá quem, o que e como ela seja e de onde tiver vindo?
SENHOR MEDEIROS: — Realmente, é melhor tirá-la da cabeça logo!
FREDERICO: — Não dá, ela tem uma personalidade bastante forte, marcante e única!
 “CASA DE MARIHÁ E DE ANNE”
MARIHÁ: — E aquele tal de pós-doutor ainda se enaltece, se gaba, se orgulha e se vangloria tanto assim de seus diplomas!
HAIRAN: — Pois é, não dá para entender esse farsante e impostor!
ANNE: — Dá até vontade de denunciá-lo legalmente!
 “CASA DO PRIMO”
PRIMO <AO TELEFONE>: — Pois é, mãe! O Frederico não tira a tal da mulher da cabeça nem a muito custo... ou, melhor dizendo, a todo custo!
DUAS HORAS MAIS TARDE...
 “AGÊNCIA”
JULIANA <AO TELEFONE COM UM CLIENTE>: — Tudo bem, pode vir aqui hoje à tarde para fazermos a entrevista! De repente, você é o modelo fotográfico de que preciso!
 “ESCRITÓRIO”
FUNCIONÁRIO (9): — O patrão se recusa a demitir o Frederico!
FUNCIONÁRIO (10): — Uma pena isso, só que ele mudará de ideia, cedo ou tarde!
FREDERICO <DIGITANDO NO COMPUTADOR DA EMPRESA>: “Droga, preciso, pelo menos, descobrir o nome dela... mas quem irá me ajudar nessa?”
 “TOC! TOC!” <ALGUÉM BATE NA PORTA DA AGÊNCIA>
JULIANA <INCOMODADA E INSATISFEITA>: “Que coisa isso! Falei para o cara que é só para vir à tarde e ele vem agora?” — Escute aqui, eu já tinha combinado com você que... mas hein?
<DOIDIVANAS E O COLEGA FAZEM UM SORRISINHO AMARELO, AO MESMO TEMPO EM QUE JULIANA FAZ UMA CARA DE BESTA>


Parte VII: O Caos e a Desordem na Agência!
DOUTOR <NA TV>: — E eu agora explicarei como alguém pode ser louco, psicopata e retardado mental ao mesmo tempo! Existem duas possibilidades: a pessoa alterna os sintomas ou mescla determinados aspectos de cada um! Um de meus pacientes sofre de loucura, psicopatia e retardo mental ao mesmo tempo! <O DOUTOR MOSTRA A FOTO DE FREDERICO>
 “CLIC!”
ANÔNIMO <COMENTANDO COM A ESPOSA>: — Mas isso é um total absurdo! O Frederico é nosso vizinho e amigo de longa data e esse sujeito tão parvo e tosco não tem que fazer isso com ele!
ESPOSA: — Sim, é verdade! Tem muito mais e mesmo que ser denunciado, processado e preso para largar mão de ser besta!
 “AGÊNCIA”
JULIANA <FULA DA VIDA>: — Olhe só, essa brincadeira já foi longe demais, sabia? Além de você chegar a um horário completamente diferente do combinado, ainda vem fazer toda essa teatralidade só para me consumir todo o pouco tempo, paciência, interesse e disposição que me restam?
DOIDIVANAS: — Será que você ainda não entendeu, sua infeliz? Sou Doidivanas da Silva Brito, ardiloso, chantagista, sequestrador e terrorista profissional!
COLEGA: — E eu sou o comparsa dele!
DOIDIVANAS: — SILÊNCIO, SEU PALERMA! Olhe só, boneca, a coisa toda funciona da seguinte forma: você me passa todo o dinheiro e demais coisas de valor por aqui, não dá um único pio e nós iremos embora daqui pacificamente, está bem assim?
JULIANA: — Eu já disse: cansei-me de toda essa brincadeira de mau gosto!
DOIDIVANAS <SEGURANDO UM REVÓLVER CALIBRE 38 E SORRINDO>: — Esse revólver é de brinquedo em sua concepção oficial e original?
JULIANA <COMEÇANDO A FICAR BEM ASSUSTADA>: — Mas então, você não é o cliente que estou aguardando?
DOIDIVANAS <JÁ CANSADO, ENJOADO E ESTRESSADO O BASTANTE>: — É CLARO QUE NÃO, SUA PIRANHA!
JULIANA: — JÁ CHEGA, TEREI QUE CHAMAR A POLÍCIA!
COLEGA <SORRINDO>: — Creio que isso não seja possível, pois cortamos todos os fios telefônicos!
JULIANA: — Só que ainda tenho meu celular!
COLEGA <AINDA SORRINDO>: — Mesmo com o monitor estraçalhado?
JULIANA <ASSUSTADA DE UMA VEZ POR TODAS>: — SOCORRO, TEM UMA DUPLA DE DOIDOS, MANÍACOS E PROBLEMÁTICOS AQUI DENTRO!
DOIDIVANAS: — Também não adianta sair gritando, sua infiel! Fechamos e trancamos devidamente todas as portas e janelas!
 “ESCRITÓRIO”
FUNCIONÁRIO (11): — Ei, pessoal! Vocês viram que aquele pós-doutor expôs uma foto do Frederico na televisão?
DEMAIS FUNCIONÁRIOS <GARGALHANDO HISTERICAMENTE ENQUANTO CAEM DAS CADEIRAS>: — UARRARRARRARRÁ!
FREDERICO <NA SALA DO PATRÃO>: — Patrão, você precisa demitir esse pessoal todo urgentemente!
PATRÃO <TODO SEM JEITO>: — Olhe só, meu caro, sei que você possui dor, sofrimento e tristeza! Mas a empresa não rende sem funcionários, onde você acha que encontrarei substitutos?
FREDERICO: — Você muda de negócio e eu de empresa!
PATRÃO: — Ah, não, você só pode estar de brincadeira, não é mesmo?
 “CASA DE HAIRAN”
MARIHÁ: — O pessoal do observatório astronômico e eu andamos fazendo determinados estudos e pesquisas e constatamos que existem mais do que trinta novos planetas extrassolares.
HAIRAN: — Caramba, isso é muita coisa!
ANNE: — Quem diria, não é verdade?
REPÓRTER DE TV <FEMININA>: — E estamos aqui, diretamente da Agência Fotográfica Tiro e Queda, onde o criminoso profissional Doidivanas da Silva Brito e seu novo comparsa acabam de roubar todo o ambiente de trabalho! Na ocasião, telefones acabaram destruídos, portas e janelas trancadas e a própria responsável pela empresa, a fotógrafa Juliana Medeiros sequestrada pelos vilões!
SENHOR LORENZONI <ABISMADO>: — Cacetada, que situação mais trágica essa!
SENHORA LORENZONI <IGUALMENTE ABISMADA>: — E, depois, ainda dizem que o mundo é um local sério para se habitar!
DOIDIVANAS <DIRIGINDO COM JULIANA AMARRADA DE CORPO E ROSTO ATRÁS DO VEÍCULO>: — Não lhe disse que esse golpe seria perfeito e sublime, meu bom e velho rapaz?
COLEGA: — Sim, e eu, de fato, não deveria ter duvidado!
MEIA HORA MAIS TARDE...
 “DELEGACIA”
SENHOR MEDEIROS <AFLITO>:
— Delegado, por favor, ajude a encontrar nossa filha!
SENHORA MEDEIROS <IGUALMENTE AFLITA>: — Sim, nós temos muito medo do que possa acontecer!
DELEGADO <COM OS DEDOS DA MÃO DIREITA DEBAIXO DOS LÁBIOS>: — Bem, embora eu seja um só, meus homens poderão se espalhar até que os bandidos apareçam!
<O SENHOR E A SENHORA MEDEIROS SORRIEM>
 “ESCRITÓRIO”
FREDERICO: — Patrão, não estou me sentindo nada bem... se possível, prefiro ser dispensado do serviço hoje! Amanhã cedo, retornarei normalmente!
PATRÃO: — Compreendo e concordo, deve ter sido mesmo péssimo para você aguentar aquele cara na televisão!
 “ESCONDERIJO”

DOIDIVANAS <ESCREVENDO UMA CARTA COM CANETA E PAPEL>: “Caros Senhor e Senhora Lorenzoni,

Estamos aqui, em posse de sua filha. Se vocês não nos enviarem a quantia de um trilhão de reais, a dondoca morre, estão sabendo?

Atenciosamente,

Doidivanas da Silva Brito e seu comparsa”

FREDERICO <ENTRANDO EM SEU CARRO>: “Que vida dura! Além de sofrer bullying no escritório, não encontro uma forma nem de rever aquela mulher, nem de tirá-la da cabeça, o que devo fazer?”

Parte VIII: O Reencontro Durante uma Viagem de Avião!
DIA SEGUINTE...
 “ESCRITÓRIO”
PATRÃO: — Pois muito bem, Frederico! Você viajará para Vitória (Espírito Santo) para fazer um servicinho especial para nossa empresa!
FREDERICO: — Mas patrão, lá é muito quente!
PATRÃO: — Quer manter seu emprego ou ser despedido?
FREDERICO: — Bom, está certo!
 “AGÊNCIA”
JULIANA: “Fui chamada para tirar fotos em uma feira literária de Vitória (Espírito Santo)... não gosto da quentura daquele lugar, só que o que se pode fazer? Preciso desse serviço para me manter e irei lá então!”
 “CASA DE MARIHÁ E DE ANNE”
DOUTOR <NA TV>: — E aqui estou eu, acompanhado de dois colegas de escritório daquele meu paciente que sofre de três doenças mentais ao mesmo tempo. Eles vieram dar seus depoimentos sobre o outro.
FUNCIONÁRIO (12): — Pois é, Doutor! O Frederico é um baita de um doente mental! Ele fica se achando bom demais apenas porque é o único solteiro de toda a empresa!
FUNCIONÁRIO (13): — E ainda vem jogar na cara de todo mundo que é a pessoa mais legal e normal da face da Terra!
 “CLIC!”
MARIHÁ: — Esse cara é imprestável e perigoso!
HAIRAN: — Falou e disse, minha amiga!
ANNE: — Ele tem que ser destituído de seu diploma e de sua profissão!
 “ESCONDERIJO”
DOIDIVANAS: — Bem, a polícia nos pegou de jeito e escapamos... tranquilamente e sem esforço! Mas eu agora fiquei sabendo que aquela fotógrafa bonitinha estará indo para Vitória (Espírito Santo) a trabalho... por isso mesmo, já providenciei passagens áreas para nós, que iremos disfarçados! Dessa forma, iremos pegá-la de surpresa!
COLEGA: — Esse lugar poderia ter praias limpas para poder compensar o excesso de calor, mas paciência!
DOIDIVANAS: — A propósito: quando nós voltarmos, você irá me apresentar a seus amigos! Temos que montar uma quadrilha completa!
COLEGA: — É isso aí mesmo, Doidivanas!
 “CASA DO CASAL LORENZONI”
PRIMO: — Ainda não sei quem, o que e como é ela e de onde veio, só que temos que dar um jeito de descobrir isso de vez!
SENHOR LORENZONI: — Pois é, mas não temos pista alguma dela!
SENHORA LORENZONI: — O Frederico já lhe contou algo mais a respeito dela?
PRIMO: — Ele disse que ela é fotógrafa; e que; embora fosse tão culta, elegante e refinada no começo, após um tempo, acabou sendo extremamente estúpida.
SENHOR LORENZONI: — Outro dia, apareceu uma fotógrafa na TV... mas não nos lembramos do nome dela.
SENHORA LORENZONI: — Só que não deve ser a mesma pessoa... seria muita coincidência! Até porque, existem inúmeras fotógrafas por aqui!
PRIMO: — Sim, é verdade!
 “AEROPORTO MILHAS POR HORA”
AEROMOÇA: — Já encontrou seu assento, senhor?
FREDERICO: — Ainda não... estou com bastantes dificuldades.
AEROMOÇA: — Empreste-me sua passagem para eu poder ajudá-lo, por favor.
 “CONSULTÓRIO”
DOUTOR: — Sabem que estou fazendo a sequência de meu livro original... O primeiro foi Lutando contra a Própria Psique, já o segundo será Combatendo a Triplicidade das Doenças Mentais.
FUNCIONÁRIO (11): — Esse livro deverá ajudar o Frederico de uma vez por todas, tomara que venda bastante!
FUNCIONÁRIO (12): — Sim, será algo extremamente importante!
 “LINHAS AÉREAS ALTURA MÁXIMA”
AEROMOÇA: — Seu assento é do lado direito daquela mulher ali.
FREDERICO: — Bom, está certo, muito obrigado!
AEROMOÇA: — Disponha e excelente viagem para você!
FREDERICO <EXTREMAMENTE IMPRESSIONADO E SURPRESO>: “Ei, mas é ela! Aquela mulher... preciso muito e mesmo falar com ela de volta!” — Bom dia, moça!
JULIANA: — Bom dia, moço!
FREDERICO: — Olhe só, sei que isso parece bem absurdo, bizarro e crasso, só que já nos vimos duas vezes... isso é, com essa, já são três.
JULIANA <ASSUSTADA>: — Impossível! Eu me lembro perfeitamente bem de todos e tudo que já conheço e você, definitivamente, não se parece com ninguém que já vi antes!
FREDERICO: — Mas você me disse que é fotógrafa profissional!
JULIANA: — Espere aí: você andou me espionando?
FREDERICO: — Não foi isso aí, não... sabe, primeiro, eu salvei você de um criminoso profissional; e; depois, você estava me dando uma carona e me mandou para a polícia por engano!
JULIANA <IRRITADA DE VEZ>: — Essa me achando com cara de mentirosa e sádica?
FREDERICO <TODO SEM JEITO>: — Escute aqui! Não me importa, não me interessa e não me preocupa se você se acha a imperadora do universo, está legal? Simplesmente preciso falar com você agora ou não será em outro momento!
JULIANA: — AEROMOÇA, TEM UM CARA QUE EU NÃO CONHEÇO ME ACUSANDO, ME AMEAÇANDO E ME INSULTANDO!
AEROMOÇA: — Senhor, isso é verdade?
FREDERICO <AMEDRONTADO>: — Somente disse a ela que já nos vimos antes, o que não é mentira!
JULIANA <JÁ ESGOTADA>: — Tem um pós-doutor em Psicanálise que comenta já ter recebido no próprio consultório alguém que é louco, psicopata e retardado mental ao mesmo tempo... não sei se você o conhece, só que você é idêntico a ele!
AEROMOÇA <TODA SEM JEITO>: — Senhor, lhe peço gentilmente para que deixe a passageira em paz ou será expulso do voo!
FREDERICO: — Mas o que acontece é que...
JULIANA: — O que acontece é que você é um stalker!
FREDERICO: — Você poderia, pelo menos, falar em bom português, que é perseguidor incessante!
JULIANA: — Eu não recebo ordens de gente parva e tosca! Muito menos de alguém louco, psicopata e retardado mental!
<A AEROMOÇA OLHA PARA FREDERICO DE UMA MANEIRA NADA LEGAL, AGRADÁVEL E SIMPÁTICA>
FREDERICO: — Bom, está certo! Eu só queria saber o nome dela e se nós poderíamos ser amigos, só que deixemos isso para lá então!
JULIANA: — Eu já li em muitos jornais, revistas e livros que loucura, psicopatia e retardo mental contaminam aos outros!
DOIDIVANAS <SENTADO LOGO ATRÁS DOS DOIS>: — Pode deixar que dará tudo certo novamente, meu camarada!
COLEGA <SENTADO AO LADO DIREITO DE DOIDIVANAS>: — Não confiaria menos em você do que agora!
 “CASA DO PRIMO”
PRIMO: — O Frederico não tira aquela mulher da cabeça nem a ferro e fogo!
TIO DE FREDERICO: — Ele precisa urgentemente frequentar um psicanalista!
TIA DE FREDERICO: — Mas não aquele que aparece na TV o tempo todo!
 “CASA DE HAIRAN”
MARIHÁ: — Vocês sabem que crueldade e desumanidade possuem nomes, rostos e personalidades!
HAIRAN: — Pois é, pessoal bastante descarado e nojento esse!
ANNE: — Só temos que pensar em algo a ser feito e o quanto antes!
TRÊS HORAS MAIS TARDE...
FREDERICO <TODO DESILUDIDO E FRUSTRADO ENQUANTO ANDA PELAS RUAS>: “Bolas! Ainda não acredito que aquela mulher me desqualificou, me humilhou e me rebaixou mais uma vez! Da próxima vez, utilizarei alguma nova abordagem!”
JULIANA <EM OUTRO PONTO DA METRÓPOLE E ABORDANDO DOIDIVANAS E O COLEGA>: — Com licença, senhores, será que podem me informar onde é que está havendo uma feira literária por aqui, por gentileza e muito obrigada?
DOIDIVANAS <COM UM SORRISINHO AMARELO>: — Ah, sim, claro! Venha conosco!
COLEGA: — Mas chefe... não sabemos de feira literária! Acabamos de chegar para sequestrar essa piranha e...
DOIDIVANAS <ENCOSTANDO O COTOVELO ESQUERDO BEM NO CENTRO DO ESTÔMAGO DO COLEGA>: — Não ligue para meu amigo, ele é humorista!
JULIANA: — Não vi graça nisso! Agora, podem me dizer onde fica a feira?
COLEGA <COCHICHANDO>: — Chefe, por que me fez isso? Doeu demais, está sabendo?
DOIDIVANAS <COCHICHANDO>: — Você não tem que ficar nos entregando, seu imbecil!
JULIANA <TODA INCOMODADA>: — Que conversa é essa afinal? Detesto segredinhos!
DOIDIVANAS: — Er... estávamos debatendo sobre qual o caminho mais fácil e rápido para chegar!
JULIANA: — Ah, bom! Aí, sim!

Parte IX: O Charlatão e o Meliante Se Confrontam!
DOIDIVANAS <APONTANDO PARA A DIREITA>: — O local é logo ali, moça!
JULIANA <COM OS DEDOS DIREITOS DEBAIXO DO QUEIXO>: — Que estranho! Já vim aqui outras vezes e não me lembro de o local ter sido outro!
COLEGA: — Estranho seria ver você sem o silicone!
JULIANA: — O que você acaba de dizer?
DOIDIVANAS <TAPANDO A BOCA DO COLEGA COM A MÃO ESQUERDA>: — Ele disse: “Estranho seria ver você sem o ciclone!” . Ciclone é uma gíria para designar alguém que pensa mais rapidamente do que outrem.
 “CASA DE MARIHÁ E DE ANNE”
REPÓRTER DE TV (MASCULINO): — E Doidivanas da Silva Brito, o famoso ardiloso, chantagista, sequestrador e terrorista que já fugiu da prisão mais de trinta vezes continua com o paradeiro completamente desconhecido! Quem souber cadê o animal, telefone para 1985-2018.
MARIHÁ: — Esse aí, sim, é quem precisa ser capturado urgentemente!
HAIRAN: — Sim, ele é uma verdadeira e imensa ameaça para a humanidade e a sociedade!
ANNE: — Mas quem irá detê-lo de vez?
 “PONTO DE ÔNIBUS EM VITÓRIA (ESPÍRITO SANTO)”
FREDERICO: “Como poderei convencer aos colegas de escritório e a mim mesmo de que não sou nem louco, nem psicopata, nem retardado mental se aquela mulher se recusa a falar comigo?”
 “BECO AFASTADO”
JULIANA: — Ei, esse aí não é o local do evento!
DOIDIVANAS: — E não é mesmo!
JULIANA: — Ah, já entendi! Você é aquele sujeito louco, psicopata e retardado mental que aquele pós-doutor em Psicanálise tanto comenta!
DOIDIVANAS: — Mulher, você andou bebendo, fumando e cheirando alguma coisa?
COLEGA: — O chefe não é doente mental!
JULIANA: — Como assim? O que você quer dizer com chefe afinal?
FREDERICO <JÁ NO ÔNIBUS>: — Senhora, onde fica o Escritório de Contabilidade Valores em Alta?
SENHORA IDOSA <AO LADO ESQUERDO DE FREDERICO>: — Ei, você não é aquele doente mental da TV?
FREDERICO: — Você não respondeu a minha dúvida!
SENHORA IDOSA: — Nem você a minha, estamos quites então!
 “5ª. FEIRA LITERÁRIA VICIADOS EM LIVROS”
JORNALISTA (MASCULINO): — Como Se sente divulgando seu livro por aqui, Doutor Maxpir Ado?
DOUTOR: — Excelente, formidável e lendário! Meu trabalho tem ajudado a bastantes famílias com problemas e dificuldades!
 “CASA DE HAIRAN”
MARIHÁ: — Precisamos testemunhar a favor do Frederico no tribunal!
HAIRAN: — Só que ninguém acreditará que o Doutor é imprestável e perigoso!
ANNE: — E ainda tem aquele tal de Doidivanas!
 “FEIRA”
COLEGA <COCHICHANDO>: — Chefe, o que nós viemos fazer por aqui mesmo?
DOIDIVANAS <COCHICHANDO>: — Render toda essa patota e armar as maiores confusões e encrencas!
DOUTOR: — Ótima tarde, cavalheiros! Querem comprar meu livro?
DOIDIVANAS: — Não sabíamos que você era humorista!
DOUTOR: - Como assim? Sou pós-doutor em Psicanálise e jamais brinco em serviço!
DOIDIVANAS: — Conhecemos você da TV! Ninguém pode ser louco, psicopata e retardado mental ao mesmo tempo!
COLEGA: — Sim, pois o psicopata é a antítese do louco e o retardado mental é alguém a parte! Ou seja, você é um charlatão!
DOUTOR: — Charlatão é seu umbigo, estão sabendo?
DOIDIVANAS: — Nosso umbigo é, sem dúvidas, muito mais criativo, divertido e inteligente do que o seu!
<O DOUTOR SE IRRITA DE VEZ>

Parte X: Uma Fotógrafa Vale Mais do que Três Trilhões de Reais!
DOUTOR: — Estou vendo que vocês dois também são loucos, psicopatas e retardados mentais! Escreverei em meu novo livro que isso tudo é contaminante!
DOIDIVANAS <DEVERAS IMPRESSIONADO E SURPRESO>: — Rapaz, pare de surtar agora! Você é uma fraude e pronto!
COLEGA: — Primeiro que esses sintomas não possuem curas, embora os tratamentos possam ajudar bastante em quantidade e qualidade! Segundo que você nem sabe os nomes certos deles: a loucura se chama insanidade, a psicopatia se chama transtorno de personalidade antissocial e o retardo mental se chama deficiência intelectual! Fora que o nome certo das doenças mentais é transtornos mentais!
DOUTOR: — SEGURANÇAS, EXPULSEM DAQUI ESSES DOIS LOUCOS, PSICOPATAS E RETARDADOS MENTAIS, AGORA MESMO!
<DOIDIVANAS E O COLEGA SÃO AGARRADOS, CADA QUAL, POR DOIS SEGURANÇAS ENORMES, FORTÕES E DE OMBROS LARGOS>
DOUTOR: — E não voltem nunca mais com suas doenças mentais que contaminam, combinado e esclarecido?
 “FILIAL DO ESCRITÓRIO EM VITÓRIA”
FREDERICO <ACABANDO DE ENTRAR>: “Ainda bem que, por aqui, estou livre de meus colegas habituais!”
MEIA HORA MAIS TARDE...
 “ESCONDERIJO NO BECO”
DOIDIVANAS <AO TELEFONE>: — Pois é, Senhor Lorenzoni! Três trilhões e meio pelo resgate de sua belíssima filha! E se reclamar, o preço do resgate para quatro trilhões!
<JULIANA APARECE COM O CORPO AMARRADO E A BOCA ENTALADA AO LADO DO COLEGA, QUE ESTÁ COM UM SORRISINHO AMARELO>
 “ESCRITÓRIO EM VITÓRIA”
FREDERICO <DIRIGINDO-SE AO PATRÃO LOCAL>: — Com licença! Sou Frederico Lorenzoni e viajei até aqui por determinação da matriz da empresa.
PATRÃO LOCAL <SORRINDO>: — Pois muito bem, seja extremamente bem-aceito e bem-vindo à capital capixaba, meu bom e velho homem!
<FREDERICO EXPRESSA UM LARGO SORRISO SEM MOSTRAR OS DENTES>
JULIANA <FRANZINDO A TESTA>: “JÁ CHEGA DESSE NEGÓCIO TODO DE PESSOAS COM TRIPLA DOENÇA MENTAL!”
 “CASA DE MARIHÁ E DE ANNE”
MARIHÁ <ACENANDO E SORRINDO>: — Estou indo para o serviço, até mais, garotas!
HAIRAN <ACENANDO E SORRINDO>: — Falou, amiga!
ANNE <ACENANDO E SORRINDO>: — Valeu, irmã!
 “FEIRA”
ORGANIZADOR DA FEIRA <INTRIGADO>: “Catapimba, mas cadê aquela fotógrafa que eu contratei para o evento? Ela jamais faltou e já estou sem ideias do que fazer agora!”

Parte XI: O Natal É Época de Se Renovar e Se Apaixonar!
 “ESCRITÓRIO EM VITÓRIA”
PATRÃO LOCAL <INTRIGADO>: — Mas me diga, Frederico: por que seus colegas insistem que você só pode ser louco, psicopata e retardado mental?
FREDERICO <TODO SEM JEITO>: — Louco por não ter noção da realidade, psicopata por ser frio e calculista e retardado mental por ter baixa capacidade intelectual. Se não percebo que a mulher é valiosa, sou louco. Se a desprezo, sou psicopata. E se não raciocino para saber que ela faz toda a diferença, sou retardado mental.
PATRÃO LOCAL: — Só que você não tem cara de doente mental!
FREDERICO: — Pois é, mas eu preciso de uma namorada urgentemente!
 “CASA DO CASAL LORENZONI”
REPÓRTER DE TV (FEMININA): — E a busca pela fotógrafa Juliana Medeiros continua! Ela ficou de aparecer em uma feira literária em Vitória (Espírito Santo) e sumiu sem explicação! Acredita-se que ela tenha se perdido durante o voo! Ah, esperem só um momento! De acordo com informações que me foram repassadas agora mesmo, a Juliana está em posse de uma dupla de criminosos profissionais!
SENHOR LORENZONI: — Quem faria uma coisa dessas?
SENHORA LORENZONI: — Não sei... quem sabe, aquele tal de Doidivanas e alguém que ele conheça!
 “OBSERVATÓRIO ASTRONÔMICO LUA BOLADA”
MARIHÁ <AO TELEFONE E DO LADO DE UM TELESCÓPIO>: — Alô? Oi, Hairan, pode falar!
HAIRAN <AFLITA>: — Marihá, surgiu uma notícia na TV de que uma fotógrafa, a Juliana Medeiros foi sequestrada por dois criminosos profissionais! A Anne e eu achamos que um deles é aquela tal de Doidivanas!
ANNE: — Fale para ela que essa tal fotógrafa e a mulher que o Frederico não tira da cabeça devem ser a mesma pessoa!
 “ESCRITÓRIO EM VITÓRIA”
PATRÃO LOCAL: — Certamente que se fosse um doente mental, já teria sido detido e não estaria trabalhando conosco na realidade!
FREDERICO: — Só que eles insistem que eu me acho o cara apenas porque continuo como solteiro até os dias atuais!
  “APARTAMENTO DO CASAL MEDEIROS”
SENHOR MEDEIROS <AFLITO>: — Querida, não temos mais dinheiro para dar a nenhum bandido, o que faremos agora?
SENHORA MEDEIROS <DESOLADA>: — Ah, já não sei de mais nada, querido! E ela estava tão contente em participar daquela feira literária!
 “ESCONDERIJO NO BECO”
DOIDIVANAS: — Gatinha, ainda esperamos pela bufunfa de seus pais!
COLEGA: — Chefe, será que não podemos dividir a gostosona e esquecer o dinheiro?
DOIDIVANAS: — Essa baranga não me agrada! Precisamos do dinheiro e já!
COLEGA: — Bom, está certo! Mas eu ainda preferia a boazuda mesmo!
<JULIANA FAZ UMA CARA PÉSSIMA>
 “ESCRITÓRIO EM VITÓRIA”
PATRÃO LOCAL: — Escute só, Frederico... você parece bem cansado, enjoado e estressado. Dê um passeio um pouco e volte após arejar a cabeça, o que me diz da ideia?
<FREDERICO SORRI>
QUINZE MINUTOS MAIS TARDE...
 “RUA LATERAL À DO BECO”
FREDERICO <EXTREMAMENTE PENSATIVO>: “Já nem sei mais por onde estou andando agora! Simplesmente quero achar aquela mulher!”
DOIDIVANAS <VOZ VINDO À DIREÇÃO DE FREDERICO>: — Não adianta, meu bem! Você somente será liberada depois que nós formos pagos!
COLEGA <VOZ VINDO À MESMA DIREÇÃO>: — Sim, veja se não se esquece mais disso!
FREDERICO: “Tem alguém em perigo... como eu mesmo não gostaria de estar em perigo, acho melhor ir dar uma olhada nisso tudo, que já está deveras estranho!”
DOIDIVANAS <COM UM SORRISINHO AMARELO>: — Agora, nós...
 “BLAM!” <FREDERICO DERRUBA A PORTA COM OS DOIS BRAÇOS E A PERNA DIREITA>
COLEGA <AMEDRONTADO>: — Chefe, é aquele cara que o Doutor chamou de doente mental!
DOIDIVANAS <COCHICHANDO>: — Quieto, seu palerma!
FREDERICO <COM UM OLHAR BEM CLÍNICO>: — Ei, esperem aí! Vocês são o Doidivanas e o comparsa dele!
COLEGA <QUASE RINDO>: — Não, não, meu bom e velho rapaz... está havendo algum engano de sua parte!
FREDERICO: — Dizem que sou louco, psicopata e retardado mental, só que eu não sou tão besta quanto pareço!
 “APARTAMENTO DO CASAL MEDEIROS”
SENHOR MEDEIROS: — Querida, o Natal é daqui a três dias e ainda estamos sem a Juliana!
SENHORA MEDEIROS: — As forças do bem irão nos devolver nossa filha!
DOIDIVANAS: — Pois é, você nos pegou agora! Mas e daí, o que fará conosco?
COLEGA: — Sim, veja se nos explica logo!
FREDERICO <MEXENDO NO BOLSO ESQUERDO DA CALÇA>: — Tenho comigo um vidro de inseticida... fui alertado de que Vitória é cheia de muriçocas!
DOIDIVANAS E COLEGA: — É sério mesmo que você usará isso contra nós dois agora?
FREDERICO: — Sim... é um superinseticida de última geração!
<FREDERICO ABRE O VIDRO DO INSETICIDA E APERTA O BOTÃO> “SSS...”

DOIDIVANAS E COLEGA: — COF! COF!
<FREDERICO E JULIANA SORRIEM UM PARA O OUTRO>
CINCO MINUTOS MAIS TARDE...
FREDERICO: — Bem, acabo de salvar você e tudo parece estar em ordem agora, só que ainda não sei qual seu nome!
JULIANA: — Primeiramente, muitíssimo obrigada por me salvar daqueles dois canalhas! Mas, agora, fiquei com muito medo de me identificar para pessoas que acabo de conhecer!
 “BIP! BIP!” <TOCA O CELULAR DE FREDERICO>
FREDERICO: — Alô? Ah, oi, Marihá! Você não irá acreditar: eu acabo de salvar a... como é que é? A Hairan e a Anne estão lhe dizendo que elas são a mesma pessoa?
JULIANA <TODA CONFUSA E DESORIENTADA>: — Como assim, somos a mesma pessoa? Que papo é esse?
FREDERICO: — Depois eu falo com vocês todas, abraços e até a próxima!
<FREDERICO DESLIGA O CELULAR>
JULIANA <FURIOSA, INDIGNADA E REVOLTADA>: — Eu exijo que você se explique agora mesmo!
FREDERICO: — Minhas amigas Marihá, Hairan e Anne, as únicas pessoas em quem confio muito e mesmo por sinal estão me dizendo que...
JULIANA <JÁ NO LIMITE DA COISA TODA>: — Fale logo o que possui a falar, mas que coisa!
FREDERICO: — Você é aquela fotógrafa que havia sido capturada antes pelo Doidivanas... estou atrás de você há mais de cinco semanas!
JULIANA: — Você é alguém tão impuro e pervertido, um tarado, talvez?
FREDERICO: — Escute só, sei que pode parecer algo tão absurdo, bizarro e crasso, mas eu fiz uma aposta com meus colegas de escritório envolvendo sua pessoa!
JULIANA: — Ah, já entendi tudo agora!
FREDERICO: — É sério? Uau!
JULIANA: — Você é o louco, psicopata e retardado mental que o Doutor Maxpir Ado descreveu na TV, não sei como não notei isso a tempo!
FREDERICO: — Meus colegas enfiaram em minha cabeça que por eu ser o único solteiro da firma, apenas poderia ser louco, psicopata e retardado mental. Por isso, decidi ir atrás de uma namorada. Só que, agora, gosto de você de verdade!
JULIANA: — Você é muito mais falso do que uma nota de R$3,00, seu cara de pau, cara dura e descarado!
FREDERICO: — Espere aí, precisamos conversar imediatamente!
JULIANA: — Não negocio nada com nenhum doente mental, morou?
FREDERICO: — Você está confusa além da conta, sabia?
JULIANA: — JÁ CHEGA! PARA GARANTIR QUE ESTAREI LIVRE DE VOCÊ, IREI PARA CASA DE ÔNIBUS EM VEZ DE IR DE AVIÃO!
<FREDERICO FICA CABISBAIXO>
 “VÉSPERA DO NATAL, CASA DOS PAIS”
SENHOR LORENZONI: — Filho, procure tirar essa mulher tão fútil, imbecil e inútil de sua cabeça!
SENHORA LORENZONI: — Sim, isso será muito melhor para ela e para você também, por de certo!
FREDERICO <DESILUDIDO E FRUSTRADO>: — Muito grato a ambos por toda a atenção e interesse, mas não quero conversar sobre isso!
<OS PAIS NÃO REAGEM E APENAS OBSERVAM O FILHO IR PARA SEU QUARTO>
 “APARTAMENTO DO CASAL MEDEIROS”
SENHOR MEDEIROS: — Filha, você não tem que ficar com mágoa, rancor e ressentimento daquele cidadão tão controverso, contraditório e hipócrita!
SENHORA MEDEIROS: — Sim, existem doentes mentais no mundo inteiro e ele não é o pior exemplo deles!
JULIANA <DESILUDIDA E FRUSTRADA>: — Já chega dessa conversa toda!
E DÁ MEIA
NOITE...
FREDERICO E JULIANA <PENSATIVOS AO MESMO TEMPO, CADA QUAL, NA JANELA DO QUARTO DOS PAIS>: “Não gosto de me desentender com ninguém, só que não fiz nada contra aquela
 coisa!”

Parte XII: A Mais Nova Ameaça de Suicídio!
 “CASA DE HAIRAN”
MARIHÁ <APONTANDO PARA A TV>: — Olhe só, Frederico! A Hairan está na TV no concurso de Misse Modelo Universal 2018!
HAIRAN: — Sim, e eu sou a favorita entre as finalistas!
ANNE: — Você não está feliz por ela?
FREDERICO <ABATIDO E DESANIMADO>: — Desculpe-me, Hairan... sei que isso é muito importante para você, mas não quero fazer nada, a não ser...
MARIHÁ, HAIRAN E ANNE <ASSUSTADAS>: — A não ser o que, Frederico?
 “CASA DE JULIANA”
JULIANA <SENTADA NO SOFÁ DE FRENTE PARA UMA AMIGA>: — Pois é, amiga! Esse cara é um completo alienado e desligado! Deveria era ser detido pelas autoridades, isso, sim!
AMIGA <COLOCANDO A MÃO DIREITA EM CIMA DO OMBRO ESQUERDO DE JULIANA>: — De repente, ele não pensou no que estava fazendo na hora! O que acha de perdoá-lo?
JULIANA <ASSOMBRADA>: — Você andou se contaminando com esse cara? O Doutor Maxpir Ado anda dizendo na TV que a triplicidade das doenças mentais pega mesmo, viu?
 “CASA DO CASAL LORENZONI”
SENHOR LORENZONI <AO TELEFONE E QUASE SEM FÔLEGO>: — Como assim, ele está querendo se suicidar mais uma vez, Marihá? Precisamos ajudá-lo de algum modo e em algum momento! O que faremos nesse caso?
SENHORA LORENZONI: — Pergunte à Marihá se ela sabe o nome dessa fotógrafa... De repente, a moça cede aos apelos desesperançosos de nosso filho!
SENHOR LORENZONI <JÁ BEM AFLITO>: — Nenhuma de vocês sabe? Como é que nós faremos então? Ah, tem uma amiga sua que sabe? Que maravilha! Pergunte a ela, por favor e muito obrigado!
 “CLANG!” <O SENHOR LORENZONI DESLIGA O TELEFONE>
SENHORA LORENZONI: — Tomara que nós resolvamos isso de uma vez por todas!
 “CASA DE JULIANA”
REPÓRTER DE TV (MASCULINO): — Isso parece mentira, só que Doidivanas da Silva Brito acaba de fugir da prisão pela trigésima quinta vez!
JULIANA <QUASE ENGASGANDO COM UM SANDUÍCHE>: — GASP! Era só o que me faltava! Daqui a pouco, a polícia militar irá atrás de mim também!
AMIGA: — Você não tem que comparar um sujeito que está caidinho de amor por você com um ardiloso, chantagista, sequestrador e terrorista!
JULIANA: — Você bebeu, fumou ou cheirou alguma coisa por acaso? Está na cara que esse doente mental andou contaminando uma tonelada de gente!
 “APARTAMENTO DO CASAL MEDEIROS”
SENHOR MEDEIROS: — Querida, a Juliana ainda não superou a decepção com aquele cara, o que faremos?
SENHORA MEDEIROS: — Eu não sei... e, para lhe ser franco, esse homem não tem cara de ser louco, psicopata ou retardado mental!
DIA SEGUINTE...
 “ESCRITÓRIO”
FREDERICO: — Patrão, o que é que eu faço? Eu apenas queria vencer uma aposta idiota, só que comecei a gostar dela de verdade! Minha ideia era provar para os outros funcionários que não sou um completo doente mental, mas vejo que isso tudo foi a maior bobagem!
PATRÃO: — Rapaz, você precisa saber duas coisas: mulheres não são objetos para serem usadas e você não deve agir sem pensar!
 “AGÊNCIA”
PORTEIRO <SORRINDO>: — Bom dia, Juliana!
JULIANA <FINGINDO CONTENTAMENTO>: — Bom dia para você também, meu amigo!
SECRETÁRIA DE JULIANA <SEGURANDO O TELEFONE>: — Juliana, que bom que você chegou! Duas irmãs e a amiga dela querem falar com você ao telefone!
JULIANA: — E eu conheço essa gente?
SECRETÁRIA DA JULIANA: — Não, só que elas são amigas de alguém que você conhece!
JULIANA: — Bem, sabe que não conheço tanta gente assim, mas posso ver de quem se tratam! Alô? Perdoem-me, só que está acontecendo algum engano: não conheço ninguém de nome Frederico ou de sobrenome Lorenzoni! Como é que é? Aquele doente mental que é a pessoa a quem vocês estão se referindo? Digam-lhe que não quero saber dele!
 “CLANG!” <JULIANA DESLIGA O TELEFONE!”
HUNF!
 “ESCONDERIJO”
COLEGA <AO LADO DE OUTROS QUATRO CARAS>: — Bom, chefe! Esses são meus companheiros! Conversei com eles ontem e aceitaram integrar a quadrilha!
DOIDIVANAS <SORRINDO E DE MÃOS CRUZADAS>: — Ah, maravilha! Ouçam todos, tenho um plano para acabar de vez com aquela fotógrafa! É o seguinte:...
BEM MAIS TARDE...
 “CASA DE MARIHÁ E DE ANNE”
MARIHÁ <TODA SEM JEITO>: — É, Frederico, nós todas sentimos muito e mesmo! A Juliana não quer saber de você nem pintado!
FREDERICO: — E como faço para avisá-la de que estarei me suicidando?
HAIRAN <PASMA>: — Você não pode fazer isso! Ainda mais que na semana que vem, será sua festa de aniversário!
FREDERICO: — As pessoas se lembrarão de mim na memória ao invés de na presença!
ANNE <TRISTE>: — Amigo, veja se dá a volta por cima! Até porque, o que essa deslavada e tresloucada tem, assim, de tão especial?
FREDERICO: — Ela tem toda uma complexidade e uma essência que ninguém mais tem na realidade!
 “ESCONDERIJO”
DOIDIVANAS: — Entenderam bem o plano?
<OS DEMAIS FAZEM QUE SIM COM A CABEÇA E DOIDIVANAS ENTÃO SORRI>
 “CONSULTÓRIO”
SECRETÁRIA DO DOUTOR <CONVERSANDO COM UM HOMEM>: — Senhor, eu já lhe disse que o Doutor está de férias e somente retorna daqui a quarenta dias!
HOMEM <ACHANDO INACEITÁVEL A SITUAÇÃO>: — Eu só quero saber mais sobre essa questão toda da triplicidade das doenças mentais! Acho que minha esposa está ficando igual!
SECRETÁRIA DO DOUTOR <SEGURANDO UM PEDAÇO DE PAPEL>: — Aqui está o celular dele! Agora, sim, veja se dá um tempo!
<O HOMEM SORRI>

Parte XIII: O Charlatão Lança Seu Mais Novo Livro!
 “CASA DE HAIRAN”
MARIHÁ: — Escute só, Frederico, a Anne teve uma ideia de como lhe ajudar!
HAIRAN: — Sim, e nós acreditamos que lhe será bastante útil!
ANNE: — Já que sou arquiteta profissional, arquitetei um belo plano para você: como quem falou com ela foi a Marihá, ela ainda não conhece minha voz. Oferecerei meus serviços a ela para que possa ter um ambiente de trabalho ainda maior, e, então, você sai de trás do prédio e diz a ela que foi uma surpresa!
<FREDERICO SORRI>
 “CASA DO CASAL LORENZONI”
REPÓRTER DE TV (FEMININA): — E estamos aqui, com o Doutor Maxpir Ado, pós-doutor em Psicanálise! Ele trouxe seu mais novo livro, que será lançado em poucas horas: Combatendo a Triplicidade das Doenças Mentais!
SENHOR LORENZONI <FURIOSO, INDIGNADO E REVOLTADO>: — Esse animal tem que ser preso de uma vez por todas!
SENHORA LORENZONI: — Se a polícia fizesse algo contra esse tipo de meliante, seria uma belezura!
REPÓRTER DE TV (FEMININA): — Conte
nos mais sobre esse seu trabalho tão complexo, intenso e profundo, Doutor, o que pode nos dizer?
DOUTOR <TODO ORGULHOSO E POMPOSO E SEGURANDO SEU LIVRO>: — Eu antes não sabia que a mesma pessoa poderia ser alguém louco, psicopata e retardado mental ao mesmo tempo. Isso até conhecer um escriturário, Frederico Lorenzoni. Os colegas dele foram quem perceberam que ele é assim, pois concluíram que o sujeito não poderia ser normal sem possuir uma namorada ou esposa.
 “CASA DO PRIMO”
PRIMO: — Mas que cara mais fútil, imbecil e inútil esse!
ESPOSA DO PRIMO: — Falou e disse, meu querido!
DOUTOR: — Eu próprio, por exemplo, sempre digo que gosto muito de minha esposa, que ela é muito importante em minha vida e que rezo bastante por nossos entes queridos.
<A REPÓRTER DE TV SORRI PARA O DOUTOR>
 “APARTAMENTO DO CASAL MEDEIROS”
SENHOR MEDEIROS: — Começo a achar que é esse tal Doutor aí quem precisa de tratamento e urgentemente!
SENHORA MEDEIROS: — Compreendo e concordo plenamente! Aquele meu tio, que se mudou para Vila Velha (Espírito Santo) já me disse uma vez como é o perfil de um doente mental e eu não vejo algo em comum com esse escriturário!
 “CASA DE JULIANA”
AMIGA: — Juliana, aquele cara, o Doutor Maxpir Ado está judiando do escriturário que você tanto desdenha e esnoba!
JULIANA: — E daí? Ele tem é que fazer o trabalho dele e ponto final!
AMIGA: — Mas você não acha que é uma tremenda de uma profanação o que esse especialista está fazendo?
JULIANA: — E por que eu deveria achar isso afinal?
AMIGA <APONTANDO PARA A TV>: — Veja você mesma, agora!
DOUTOR: — O sujeito é tão patético e ridículo que nem uma fotógrafa de meia tigela quis saber dele afinal!
JULIANA <QUASE ENFARTANDO>: — Esse sujeito é um completo de um pirado, isso, sim! Rápido, veja se me ajuda a localizar aquele rapaz, como é o nome dele que já me esqueci?
AMIGA: — Frederico Lorenzoni, do Escritório de Contabilidade Valores em Alta.
<JULIANA SORRI E FAZ UM SINAL DE POSITIVO COM O DEDÃO ESQUERDO>
 “CASA DE FREDERICO”
MARIHÁ: — Você verá, estimado amigo: tudo ficará bem!
HAIRAN: — É isso aí: nem desista, nem desanime!
ANNE: — Utilize o poder do pensamento positivo e verá como as coisas fluirão de vez!
<FREDERICO ERGUE A CABEÇA E SORRI>
 “CASA DO PRIMO”
PRIMO: — Ligarei para a Marihá agora! A Hairan, a Anne e ela deverão testemunhas contra esse picareta de uma figa!
 “CASA DE MARIHÁ E DE ANNE”
MARIHÁ <SEGURANDO O TELEFONE>: — Frederico, a Juliana está querendo falar com você ao telefone!
FREDERICO: — Quem é essa aí?
HAIRAN: — A fotógrafa por quem você está apaixonado!
FREDERICO: — Ela veio me humilhar e me ofender mais vezes?
ANNE: — Não, seu bobo! Ela quer ajudar você contra o Doutor Maxpir Ado!
<FREDERICO SORRI>
DOUTOR <ENTRANDO EM SEU CARRO DE ÚLTIMA GERAÇÃO E SATISFEITO>: “Com certeza, esse livro venderá ainda mais do que o anterior!”
FREDERICO <JÁ AO TELEFONE E PRATICAMENTE LACRIMEJANDO>: — Você viu o que aquele babaca fez comigo em plena cadeia nacional?
JULIANA <TODA SEM JEITO>: — Vi, sim e lhe peço perdão! Eu não pensei que seus colegas fossem tão perversos, nem que você fosse tão sensível!
FREDERICO <SORRINDO>: — Nesse caso, eu também lhe peço perdão! Não foi nem que pensei mal: foi que não pensei mesmo!
JULIANA: — Você pode vir aqui em casa ainda hoje?
 “APARTAMENTO DO CASAL MEDEIROS”
ATOR DE NOVELAS: — Não acredito que você duvidou de minha palavra quando eu lhe disse que a amava! Aliás, eu não a amava: eu a amo de verdade!
ATRIZ DE NOVELAS: — Tenho culpa se você é meio Zé
ruela e sem noção? Aliás, meio, não: completamente!
SENHOR MEDEIROS <INCOMODADO>: — Querida, quer desligar essa porcaria digital de uma vez por todas? Assistindo a esse lixo televisivo, parece que você compara os protagonistas com nossa filha e com aquele rapaz!
SENHORA MEDEIROS: — Mas essa novela é um clássico: O Amor Não Tem a Ver com os Olhos é a novela mais reprisada nas últimas décadas!
POUCAS HORAS MAIS TARDE...
 “CASA DE JULIANA”
 “Tomara que ele venha logo... esse tal de Doutor Maxpir Ado é uma real ameaça para a humanidade e a sociedade!”
AMIGA: — Juliana, tem um cara ao telefone, deve ser ele! Atenda logo, já que está dando na TV que aquele Doutor está lançando seu livro agora!
JULIANA: — Pode me passar! Alô, é você, Frederico?

Parte XIV: O Charlatão Une Forças com o Meliante!
DOIDIVANAS <DISFARÇANDO A VOZ COM UM PRENDEDOR DE ROUPAS NO NARIZ>: — Sim, eu mesmo, a seu inteiro dispor, pode falar!
JULIANA: — Venha até aqui, agora mesmo! Já conversei com meu advogado por telefone e ele está disposto a assumir sua causa contra o Doutor Maxpir Ado!
DOIDIVANAS <SORRINDO>: — Pode deixar, já estou indo!
<JULIANA SORRI>
 “CONSULTÓRIO”
HOMEM BEM VESTIDO <AO LADO DA ESPOSA>: — Doutor, você é nossa única salvação! Minha esposa leu seu mais recente livro, e, agora, ela já acredita estar com a tal triplicidade das doenças mentais que mencionou!
DOUTOR <SORRINDO>: — Que maravilha!
HOMEM BEM VESTIDO <IRRITADO>: — Chama esse problema de maravilha?
<A ESPOSA SE IRRITA TAMBÉM>
DOUTOR <GESTICULANDO COM AS MÃOS>: — Não, não, que maravilha que vieram ao local certo!
 “CASA DE MARIHÁ E DE ANNE”
MARIHÁ: — Temos que colocar esse tal de Doutor Maxpir Ado na polícia e na justiça!
HAIRAN: — Pois é, mas isso não será algo fácil e rápido!
ANNE: — De qualquer forma, nós temos que ser cautelosas e prudentes!
 “ESCONDERIJO”
DOIDIVANAS <AINDA AO TELEFONE>: — Então, Juliana, iremos nos encontrar no Beco da Rua dos Palmares!
JULIANA <BASTANTE IMPRESSIONADA E SURPRESA>: — Nossa, para que um lugar tão afastado como esse, Frederico?
DOIDIVANAS: — É para não chamar a atenção, sabe?
JULIANA: — Entendo... está bem, será por lá mesmo!
<DOIDIVANAS FAZ UM SORRISINHO AMARELO>
 “ESCRITÓRIO”
FUNCIONÁRIO (13) <COM A MAIOR CARA DE PASPALHO>: — Frederico, rapaz, nós soubemos que você deixou de se consultou com o Doutor Maxpir Ado... não acha que ser um doente mental limitará bastante sua vida? Precisa de tratamento!
FREDERICO <JÁ BASTANTE CHATEADO E IRRITADO>: — Não me importa, não me interessa e não preocupa mais o que vocês acham: já estou apaixonado por alguém!
FUNCIONÁRIO (13) <ENCOSTANDO O BRAÇO DIREITO NO BRAÇO ESQUERDO DE FREDERICO E PISCANDO O OLHO DIREITO>: — Já sabemos, é uma fotógrafa com o corpo todo esbelto, não é mesmo?
FREDERICO: — Ela agora me ajudará contra o Doutor, será testemunha legal minha!
FUNCIONÁRIO (13): — Só que você não pode impedir um cidadão tão correto e decente de exercer sua profissão!
FREDERICO: — Você está me tirando, é? Esse cara usou meu nome e minha imagem sem autorização!
MEIA HORA MAIS TARDE...
 “BECO DA RUA DOS PALMARES”
DOIDIVANAS <AO CELULAR>: — Alô? Quero falar com o Doutor Maxpir Ado! Como assim, ele está com um paciente e não pode atender neste momento? Saiba você que possuo informações que poderão ajudá-lo a conquistar mais clientes! Que bom que entendeu a influência e a relevância da coisa toda, chame-o agora mesmo então!
<DOIDIVANAS FAZ OUTRO SORRISINHO AMARELO>
 “CASA DO CASAL LORENZONI”
SENHOR LORENZONI: — Que sujeito mais besta! Imagine só: como é que alguém poderia ou poderá sofrer de loucura, psicopatia e retardo mental ao mesmo tempo?
SENHORA LORENZONI: — Os tempos agora são outros; e; por isso mesmo, as nomenclaturas vigentes são outras também: insanidade, transtorno de personalidade social e deficiência intelectual, não se esqueça!
PRIMO: — O Frederico já conversou com a Juliana, ela o ajudará naquilo que for preciso!
 “BECO”
DOIDIVANAS: — Pois é, Doutor! Tenho comigo informações essenciais, fundamentais e vitais para ajudá-lo a curar as pessoas com a triplicidade das doenças mentais, está entendendo? Irei a seu consultório amanhã cedo para podermos tratar disso!
<JULIANA DESCE DO CARRO SEM VER DOIDIVANAS E ESTE, AO VÊ-LA, SORRI>
REPÓRTER DE TV (MASCULINO): — E a família do escriturário Frederico Lorenzoni, do Escritório de Contabilidade Valores em Alta já anunciou que colocará o pós-doutor em Psicanálise Maxpir Ado na polícia e na justiça por injúria, calúnia e difamação! Agora, ele terá a ajuda da fotógrafa Juliana Medeiros, da Agência Fotográfica Tiro e Queda contra o sujeito! No que será que isso dará, minha gente?
 “CLIC”
ESPOSA DO PATRÃO <SORRINDO>: -” Até que enfim! Às vezes, a justiça tarda, mas não falha!”
 “BECO”
JULIANA: — Frederico, cadê você?
DOIDIVANAS <ESCONDIDO ATRÁS DE UMA LATA DE LIXO>: — Estou aqui, Juliana, à esquerda do muro à sua frente!
JULIANA: — Excelente, já estou indo aí!
<DOIDIVANAS SORRI>
 “APARTAMENTO DO CASAL MEDEIROS”
SENHOR MEDEIROS: — Parece-me que as coisas já estão devidamente esclarecidas entre aquele homem e a Juliana! Qual é o nome dele mesmo?
SENHORA MEDEIROS: — Frederico Lorenzoni, ele trabalha como escriturário.
 “BECO”
JULIANA <IMPRESSIONADA E SURPRESA>: — Ué, você não tem cara de ser o Frederico! E olhe que eu, no começo, olhava para ele e jurava jamais tê-lo visto antes!
DOIDIVANAS: — Você ainda não me reconheceu, sua baranga tão fútil, imbecil e inútil?
JULIANA: — Veja se me respeita: sou uma renomada fotógrafa e poderei jogá-lo na polícia e na justiça se for o caso!
DOIDIVANAS: — É AGORA, GALERA! CERQUEM, AMARREM E TRANQUEM ESSA ANOMALIA AMBULANTE TÃO PARVA E TOSCA!
<OS COLEGAS SE REÚNEM EM TORNO DE JULIANA>
JULIANA <APAVORADA>: — SOCORRO, TÊM UNS CARAS IRRESPONSÁVEIS, MALICIOSOS E MEGALOMANÍACOS ME PEGANDO!
DOIDIVANAS E COLEGAS <ENCOSTANDO AS MÃOS NAS BARRIGAS E INCLINANDO OS CORPOS>: — UARRARRARRARRÁ!

Parte XV: Um Espetáculo Musical com Muita Bagunça!
REPÓRTER DE TV <FEMININA>: — E já faz dois dias que a fotógrafa Juliana Medeiros desapareceu sem deixar indícios e vestígios! Os pais dela já estão bastante aflitos, desesperados e horrorizados! Mas que raios de país é esse, caros amigos espectadores?
 “CLIC!”
FREDERICO <EXTREMAMENTE DESANIMADO E FRUSTRADO>: — Que droga isso! Logo agora que eu tinha pensado em convidá-la para o próximo espetáculo musical da cantora de música romântica, rock e pop Mairane Castelli!
SENHOR LORENZONI: — Filho, vocês nem são amigos ainda e já está querendo ir além da conta?
SENHORA LORENZONI: — Sim, veja se aprende a ser contendido!
 “GRAVADORA SONORIZADA”
EMPRESÁRIO: — Sinto muito, Mairane! Ou você escolhe músicas mais de acordo com o público ou estará fadada ao fracasso!
MAIRANE CASTELLI: — Mas eu sou uma estrela em ascensão!
EMPRESÁRIO: — Muitas vezes, aparecem estrelas cadentes!
MAIRANE: — Bem, eu tenho algumas novas músicas para o espetáculo de amanhã à noite... veremos se não atrairão um bocado de gente!
<O EMPRESÁRIO SORRI>
DIA SEGUINTE...
 “CONSULTÓRIO”
SECRETÁRIA DO DOUTOR: — Doutor Maxpir Ado, tem um cara querendo falar com você!
DOUTOR: — Ah, excelente! Já estava esperando essa pessoa! Peça para que entre agora, por gentileza e muito grato!
<A SECRETÁRIA SORRI>
 “ESCONDERIJO”
COLEGA (1) <FAZENDO CARA DE CÍNICO, SÁDICO E SONSO>: — E aí, belezoca, tudo em ordem?
<JULIANA FAZ UMA CARA HORROROSA>
 “CASA DO FUNCIONÁRIO (14)”
FUNCIONÁRIO (14): — Rapaz, esse novo livro do Doutor Maxpir Ado é excelente! Inclusive e principalmente, comprei uma cópia para dar a um amigo de infância!
FUNCIONÁRIO (15): — É verdade, já é minha leitura favorita desde que foi anunciado!
 MEIA HORA MAIS TARDE...
 “ESCRITÓRIO”
PATRÃO <PREOCUPADO>: — O que houve, Frederico? Ainda está abatido pelo bullying do pessoal daqui da empresa?
FREDERICO <CABISBAIXO>: — Não, patrão... é porque a Juliana desapareceu há três dias e eu não sei quando e se voltarei a vê-la, entende?
<O PATRÃO TAMBÉM FICA TRISTE E PÕE A MÃO DIREITA NO OMBRO ESQUERDO DE FREDERICO>
FUNCIONÁRIO (16): — O Frederico está perdendo a chance de provar para nós todos e para si mesmo que não é nem louco, nem psicopata, nem retardado mental!
<O PATRÃO SE ENFEZA BASTANTE>
 “CASA DE HAIRAN”
MARIHÁ: — E o pior é que a Juliana pode nada querer com o Frederico!
HAIRAN: — Sim, ele pode possuir bastante dor, sofrimento e tristeza com isso tudo!
ANNE: — Coitado dele, mas paciência!
BEM MAIS TARDE...
 “GINÁSIO NAS ALTURAS”
REPÓRTER DE TV <MASCULINO>: — E estamos aqui, com a cantora de música romântica, rock e pop Mairane Castelli! Ela trouxe um repertório totalmente inédito e original hoje!
PRIMO <ENTRANDO NO LOCAL JUNTO COM FREDERICO>: — Anime-se, Frederico! A Juliana não está aqui fisicamente, só que ela está espiritualmente!
FREDERICO: — Mas eu a quero por perto de verdade, primo!
<O PRIMO FAZ QUE SIM COM A CABEÇA>
MAIRANE <TODA EMPOLGADA>: — E aí, meu povo, tudo na mais perfeita ordem? Sim, sou eu mesma: Mairane Castelli! Primeira música de hoje: O Amor Não Tem segredos, Surpresas e Polêmicas!
<O PÚBLICO SORRI, EXCETO POR FREDERICO E PELO PRIMO>
 “CASA DO CASAL LORENZONI”
SENHOR LORENZONI <SEGURANDO O TELEFONE FIXO>: — Querida, a irmã da Juliana está ao telefone... ela quer saber se você pode falar agora!
SENHORA LORENZONI <ASSUSTADA>: — Ai, será que ela tem notícias da Juliana?
IRMÃ DE JULIANA <APAVORADA>: — Oi, Senhora Lorenzoni! Sei que o Senhor Lorenzoni e você ainda não me conhecem, só que minha irmã parece ter sumido de vez!
<O SENHOR E A SENHORA LORENZONI FICAM PARA LÁ DE CABISBAIXOS>
 “ESCONDERIJO”
DOIDIVANAS: — Pois muito bem, pessoal! Alguns de vocês ficarão aqui, tomando conta da dondoca e garantindo que ela terá um tratamento adequado! Os demais e eu invadiremos o espetáculo musical daquela cantora de meia tigela!
<TODOS FAZEM QUE SIM COM AS CABEÇAS>
JULIANA <FURIOSA, INDIGNADA E REVOLTADA>: “Esse sujeito deve ir preso... mas como é que poderei sair daqui e jogá-lo na polícia e na justiça?”
 “GINÁSIO”
MAIRANE: — Vamos agitar o esqueleto agora, galera!

♪Quando você ama outrem, já sabe exatamente o que se passa!♫
♪Você tem pensamentos e sentimentos bem intensos e profundos!♫

♪Nada existe de oculto no amor: você ama a pessoa e vê isso no ato!♫
♪O amor é quando você se sente bem gostando de quem está vendo!♫

♪É algo muito forte, poderoso e ousado, por isso, deve ser valorizado!♫
♪Não tenha medo e vergonha de expressar e transmitir coisas da alma!♫

♪Até porque, amar é como estar nas alturas: a sensação é inigualável!♫
♪Trate seu amor da mesma forma que espera que lhe trate e seja feliz!♫

 “PLAC! PLAC! PLAC!”
 “CASA DO DOUTOR”
DOUTOR <FALANDO AO TELEFONE COM UM AMIGO>: — Pois é, meu caro! Meu mais recente livro está fazendo bastante sucesso! E, você sabe: é preciso que alguém ensine a combater de vez essas doenças mentais todas!
MEIA HORA MAIS TARDE...
 “GINÁSIO”
MAIRANE: — E a próxima música será...
DOIDIVANAS <GRITANDO EM UM TOM ENSURDECEDOR>: — TODO MUNDO PARADO AÍ, AGORA MESMO!
COLEGA (1) <IMITANDO O TOM DE VOZ DE DOIDIVANAS>: — Vocês ouviram o chefe, seu bando de infiéis!
DOIDIVANAS <SEGURANDO O COLEGA (1) PELO COLARINHO>: — Não repita tudo o que eu digo, entendeu bem?
COLEGA (1): — Só uma parte então já é suficiente?
<DOIDIVANAS FICA TODO ALTERADO E O COLEGA (1) FAZ QUE SIM COM A CABEÇA>
MAIRANE <TODA AGITADA, ANSIOSA, IRREQUIETA E NERVOSA>: — Quem é esse cara afinal? É um daqueles triplos doentes mentais que o Doutor Maxpir Ado descreveu na TV e em seu mais novo livro?
FREDERICO: — Não, ele é Doidivanas da Silva Brito, criminoso profissional... ardiloso, chantagista, sequestrador e terrorista!
MAIRANE: — Ei, você é o tal do doente mental que o Doutor descreveu!
PRIMO <FURIOSO, INDIGNADO E REVOLTADO>: — Nada disso, moça... não existem pessoas como as descritas pelo Doutor e o Frederico já é saudável o bastante!
<FREDERICO SORRI>
DOIDIVANAS <JÁ DE PACIÊNCIA ESGOTADA E ELEVANDO SEU TOM VOCAL AO MÁXIMO>: — SILÊNCIO! ESTOU AQUI, COM UMA METRALHADORA DE POTÊNCIA MÁXIMA! ALGUÉM AQUI QUER DISCUTIR COMIGO AGORA?
<TODOS OS PRESENTES FICAM BOQUIABERTOS ENQUANTO OS COLEGAS TODOS SORRIEM>

Parte XVI: Unindo Forças contra os Vilões pela Primeira Vez!
 “CONSULTÓRIO”
DOUTOR <PENSATIVO E LENDO O JORNAL>: “Mas que coisa! Só nesta semana, já estrearam mais três filmes de comédia dramática romântica... Tem que ser louco, psicopata e retardado mental ao mesmo tempo para perder tanto tempo, paciência, interesse, disposição e dinheiro com esse tipo de mistura!”
SECRETÁRIA DO DOUTOR: — Doutor, tem o tio de um novo paciente esperando que você o atenda!
<O DOUTOR SORRI>
TIO DO NOVO PACIENTE <TODO AFLITO>: — Doutor, que bom que o encontrei! Meu sobrinho está tendo um daqueles ataques de triplicidade das doenças mentais, li seu livro e acredito que poderá ajudá-lo nessa!
DOUTOR: — E por acaso, seu sobrinho gosta de filmes de comédia dramática romântica?
TIO DO NOVO PACIENTE <UM POUCO NERVOSO E ESTRANHANDO A DÚVIDA>: — Não, por que a pergunta?
DOUTOR: — Por nada, foi só uma pergunta aleatória e improvisada!
 “GINÁSIO”
FREDERICO <COCHICHANDO PARA O PRIMO>: — Tenho um plano para darmos uma lição no Doidivanas, primo! Ouça atentamente o que tenho a lhe dizer!
PRIMO <COCHICHANDO DE VOLTA>: — Pode mandar bala, brasa e chumbo, Frederico!
 “ESCONDERIJO”
JULIANA <PENSATIVA>: “Era só o que me faltava... Agora, sou a principal vítima de um ardiloso, chantagista, sequestrador e terrorista!”
 “GINÁSIO”
DOIDIVANAS: — E então, quem aqui deseja desafiar e violar minha autoridade?
PRIMO: — Eu tenho um desafio para você, Doidivanas!
DOIDIVANAS: — É mesmo? E do que se trata?
PRIMO: — Esvazie meus bolsos e verá!
DOIDIVANAS <EXTREMAMENTE IMPRESSIONADO E SURPRESO>: — Mas que tipo de desafio é esse afinal?
<FREDERICO E O PRIMO SORRIEM E PISCAM COM OS OLHOS ESQUERDOS UM PARA O OUTRO>
PRIMO <SORRINDO PARA DOIDIVANAS>: — Pode mexer e ficará sabendo logo em seguida!
DOIDIVANAS: — Se eu não fosse completamente lúcido, diria que você é louco, psicopata e retardado mental... só que, enfim, darei uma conferida e analisada!
REPÓRTER DE TV <MASCULINO>: — E ninguém sabe ainda do paradeiro da fotógrafa Juliana Medeiros! Inclusive e principalmente, o escriturário Frederico Lorenzoni e seus pais já deram seu apoio e solidariedade aos pais dela!
 “CLIC!”
DOUTOR <PENSATIVO>: “E desde quando doentes mentais se importam com alguém? Essa mídia é uma coisa tão sensacionalista e tendenciosa! Eu, hein? Quero é distância!”
 “GINÁSIO”
DOIDIVANAS <SORRINDO PARA O PRIMO DE FREDERICO>: — Veremos agora o que você tem em seus bolsos!
 “UUUUÓÓÓÓ!” <SURGE UM BARULHO IDÊNTICO AO DE UMA VIATURA DA POLÍCIA>
COLEGA (1) <JÁ BASTANTE AFLITO E ASSUSTADO>: — Chefe, parece que estamos enrascados e sem saída!
DOIVIDANAS <GRITANDO BEM ALTO>: — MALDIÇÃO! TEMOS QUE SAIR DAQUI AGORA!
FREDERICO <FALANDO AO CELULAR SEM SER VISTO>: — Sim, Delegado, sou eu mesmo, Frederico Lorenzoni! Acabo de enganar o Doidivanas com um truque bem antigo de ventriloquismo e a ajuda de meu primo! Além disso, já fotografei o indivíduo!
DELEGADO <BASTANTE CONTENTE E SATISFEITO>: — Que maravilha, Frederico! Já estou enviando meus homens para aí!
MEIA HORA MAIS TARDE...
 “ESCONDERIJO”
DOIVIDANAS <EXTREMAMENTE CABISBAIXO E INCONFORMADO>: — Não dá para acreditar nisso... quem, o que e como nos enganou e de onde veio?
COLEGA (1): — Agora que você mencionou, aquele rapaz se parece bastante com o Frederico!
<DOIDIVANAS SORRI E ERGUE AMBAS AS SOBRANCELHAS PARA O COLEGA (1)>
DELEGADO <DO LADO DE FORA E COM UM MEGAFONE>: — SABEMOS QUE ESTÁ AÍ DENTRO, DOIDIVANAS! LIBERE A JULIANA OU FAREMOS UMA INVESTIDA BEM PESADA CONTRA VOCÊ!
<DOIDIVANAS E OS COLEGAS TREMEM E SUAM DE TANTO MEDO>
COLEGA (1): — Chefe, tem uma saída pelo outro lado!
<DOIDIVANAS FAZ UM SORRISO BEM MAIS LARGO E SUTIL DO QUE O ANTERIOR>
CINCO MINUTOS MAIS TARDE...
DOIDIVANAS <JÁ AMARRADO E ENTRANDO NO CAMBURÃO SOB A BATUTA DE UM POLICIAL>: — QUE MALDIÇÃO! A POLÍCIA ME CERCOU TODINHO! COMO FIZERAM ESSA BAGUNÇA?
REPÓRTER DE TV (FEMININA): — Pois é, amigos! Frederico Lorenzoni e seu primo distraíram Doidivanas com um truque bem antigo de ventriloquismo e o primeiro ainda bateu uma foto na direção em que o vilão corria! Agora, temos que esperar o processo judicial que as famílias Lorenzoni e Medeiros estão movendo contra o Doutor Maxpir Ado por imprudência, insolência e negligência!
 “CLIC!”
DOUTOR <PENSATIVO, IMPRESSIONADO E SURPRESO>: “NÃO SOU LOUCO, PSICOPATA E RETARDADO MENTAL PARA IR PARAR NA POLÍCIA E NA JUSTIÇA!”
 “CASA DE JULIANA”
JULIANA <SORRINDO>: — Quero lhe agradecer e me desculpar por tudo e muito mais!
FREDERICO <SORRINDO DE VOLTA>: — De nada e sem problemas, podemos então namorar de vez?
JULIANA <MEIO DESCONFIADA, INSEGURA E RECEOSA>: — Ainda não... preciso de um tempo só para mim! Nada pessoal, compreende e concorda?
FREDERICO: — Perfeitamente! Amigos então?
<FREDERICO E JULIANA SE CUMPRIMENTAM NA FRENTE DOS PAIS DE AMBOS E TODOS SORRIEM MUTUAMENTE>
 “CASA DE HAIRAN”
MARIHÁ: — Vocês viram? O Frederico e a Juliana agora são amigos!
HAIRAN: — Sim, tomara que ele possa conquistá-la depois disso!
ANNE: — Esperamos por isso então!
DIA SEGUINTE...
 “CONSULTÓRIO”
JORNALISTA (FEMININA): — Como se sente sabendo que será denunciado, processado; e; talvez, preso, Doutor Maxpir Ado? O que pode dizer para a imprensa nesse momento tão delicado e desconfortável?
DOUTOR <SURTANDO CONTRA A JORNALISTA>: — VOCÊS, DA MÍDIA SÃO UNS FARSANTES, IMPUROS E NOJENTOS, ESTÁ SABENDO DISSO?
JORNALISTA: — Eu gravei isso o que você disse!
DOUTOR: — Também me colocará nas mãos da lei?
JORNALISTA <SORRINDO>: — Eu não...
<O DOUTOR FICA ALIVIADO>
Mas saiba que o Sindicato Organizado da Mídia Especializada poderá, deverá e irá fazer isso, sim!
DOUTOR <IRADO DE UMA VEZ POR TODAS>: — JÁ CHEGA DESSA ENCENAÇÃO TODA, VOCÊS SÃO TODOS LOUCOS, PSICOPATAS E RETARDADOS MENTAIS, SABIA DISSO?
 “CASA DE FREDERICO”
FREDERICO <AO TELEFONE COM O PRIMO>: — Pois é, primo! O patrão me deu três semanas de folga!
 “ESCRITÓRIO”
FUNCIONÁRIO (17) <TODO CHILIQUENTO E MELINDROSO>: — Eu não quero substituir as funções de um cara louco, psicopata e retardado mental!
PATRÃO <SORRINDO>: — Prefere que eu o demita de vez?
FUNCIONÁRIO (17) <ARRASADO E PERTURBADO EM DEFINITIVO>: — Você mesmo agora também ficou louco, psicopata e retardado mental! E sabe do que mais? Ninguém mais trabalhará para você a partir de amanhã, exceto pelo coitadinho e queridinho da empresa!
<O PATRÃO SORRI COM MUITO MAIS FLEXÃO E INTENSIDADE>

Parte XVII: Um Romântico Incurável no Carnaval!
 “CINCO DIAS ANTES DO CARNAVAL...”
 “CASA DE JULIANA”
JULIANA <ESCREVENDO EM SEU DIÁRIO>:

 “
Caro diário,

Recentemente, descobri não o que são a loucura, a psicopatia e o retardo mental, mas sim a insanidade, o transtorno de personalidade antissocial e a deficiência intelectual! Agora, eu já sei que não existem pessoas com aquela tolice toda da triplicidade dos transtornos mentais, chamados erroneamente de doenças mentais! Também já sei que o insano e o deficiente intelectual não têm condições de trabalhar, bem como que o antissocial pode ser banido de vez de seu trabalho fazendo muitas coisas erradas! E mais até, conquistei um novo amigo: o próprio Frederico Lorenzoni, quem, para mim, era alguém extremamente arrasado e perturbado! Na verdade, ele era assim, só que nem do jeito que eu pensava, nem por culpa de si mesmo: os antigos colegas de escritório lhe enfiaram bastantes minhocas no meio da cabeça!


 “CASA DE FREDERICO”
FREDERICO <AO TELEFONE>: — Pois é, Marihá! Ontem à noite, a Juliana e eu jantamos juntos, mas não como namorados ainda: por hora, ela é minha nova amiga! Tchau e mande lembranças a Hairan e a Anne!
REPÓRTER DE TV (MASCULINO): — Após a prisão de Doidivanas da Silva Brito, o próximo alvo da polícia é o Doutor Maxpir Ado! Segundo denúncias; em partes, das famílias do escriturário Frederico Lorenzoni e da fotógrafa Juliana Medeiros; em partes, do Sindicato Organizado da Mídia, o Doutor é um metido a espertalhão, intelectual e sabichão!
 “CLIC!”
<O PATRÃO E A ESPOSA SORRIEM>
 “CASA DO EX-FUNCIONÁRIO (18)”
EX-FUNCIONÁRIO (18): — A polícia tem é que prender o Frederico e a Juliana, isso, sim!
EX-FUNCIONÁRIO (19): — Pois é, só que a polícia e a justiça encobrem os verdadeiros criminosos!
 “CASA DE MARIHÁ E DE ANNE”
MARIHÁ <LIGANDO A TV>: — Garotas, a Mairane Castelli está cantando ao vivo agora!
HAIRAN: — Legal, em que programa ela está mesmo?
ANNE: — Pelo que saiu na propaganda do intervalo da reprise de O Amor Não Tem a Ver com os Olhos de ontem, ela deve estar no Sucessos Sucessivos.
APRESENTADOR: — E estamos aqui, ao vivo, com a cantora de música romântica, rock e pop Mairane Castelli! Como se sente estando na TV hoje, Mairane?
MAIRANE: — Sinto-me ótima! A carreira para mim é igual a vinho: quanto mais velha, melhor fica!
APRESENTADOR: — E o que você nos manda hoje?
MAIRANE: — Começarei com duas músicas mais recentes: Abalemos Geral e na Moral! e Cultura em Massa Muscular!, especialmente para o público da TV aberta!
 “CASA DO DOUTOR”
DOUTOR <AO TELEFONE>: — Sim, sou eu mesmo... o Doutor Maxpir Ado, pós-doutor em Psicanálise! Quem está aí do outro lado?
MAIRANE: — Com vocês, Abalemos Geral e na Moral!, só espero que vocês gostem!

♪A vida pode até ser bastante dura!♫
♪Mas quem faz sua vida é você!♫

♪Acalme-se, descanse, distraia-se e relaxe!♫
♪E, então, verá que não é tão ruim assim!♫

♪Não estou dizendo que é uma maravilha!♫
♪Mas, também, não que é um horror!♫

♪Se você preza sua vida, cuide bem dela!♫
♪Até porque, não pertence a outra gente!♫

MARIHÁ: — Essa cantora é de primeira qualidade!
HAIRAN: — Sim, muito melhor do que um bando de veteranos das décadas anteriores!
ANNE: — Ela agora irá cantar a música seguinte!
MAIRANE: — Agora, sim, Cultura em Massa Muscular!, especialmente para os seus e vocês mesmos!

♪Consumam quadrinhos, livros e filmes!♫
♪Podem parecer perda de tempo, mas não!♫

♪Pode-se, se deve e se vai aprender muito!♫
♪Lições de vida são o que não faltam neles!♫

♪Tem gente que julga sem antes conhecer!♫
♪Essas pessoas não imaginam o que fazem!♫

♪É claro que nem todas as obras são boas!♫
♪Só que dizer que todas são ruins é dose!♫

 “CASA DO DOUTOR”
DOUTOR: — Como assim, o presidente do Sindicato Organizado da Mídia? Entregar-me voluntariamente? Ah, não, vocês só podem estar de brincadeira! Estou na área de saúde há décadas e não deixarei de atender meus clientes! Ainda mais depois que a quantidade deles subiu consideravelmente devido à venda de meu mais recente livro!
 “CASA DE FREDERICO”
FREDERICO <AO TELEFONE>: — Você quer ir à Matinê de Carnaval do Clube de Regatas Forças Unidas, Juliana?
JULIANA: — Não sou fã de multidão, e, também, sou tímida demais.
FREDERICO: — Beleza, veja se me liga mais tarde caso mude de ideia!
JULIANA: — Pode deixar, Frederico!
 DIA DO CARNAVAL...
FREDERICO: “Bem, já que a Juliana não me ligou ainda, irei sozinho! O primo está viajando para ver alguns parentes, eu só não fui porque queria ver se saía com a Juliana, mas irei à Matinê, agora mesmo!”
REPÓRTER DE TV (FEMININA): — Eis um recado para todos os clientes do Doutor Maxpir Ado: ele já foi intimidado a comparecer ao Tribunal de Justiça Municipal, por isso mesmo, não se iludam mais com esse sujeitinho aí!
 “CLIC!”
EX-FUNCIONÁRIO (20): “Infelizmente, o ex
patrão vive defendendo e protegendo o Frederico! Ninguém mais aguentava essa situação no Escritório, e, portanto, fomos embora!”
 “CASA DE FREDERICO”
FREDERICO <AO TELEFONE>: — Pegarei você em vinte minutos, Juliana! Beijos de seu mais novo amigo!
MEIA HORA MAIS TARDE...
 “CLUBE DE REGATAS FORÇAS UNIDAS”
FREDERICO <ESTACIONANDO>: — Aqui estamos, amiga Juliana!
<JULIANA SORRI>
 “CASA DO DOUTOR”
DOUTOR: “A mídia agora deu para ser esquizofrênica, neurótica e paranoica... ISSO DEVE SER OUTRO CASO DA TRIPLICIDADE DAS DOENÇAS MENTAIS!”
 “CLUBE”
FREDERICO: — Que tal você e eu dançarmos como amigos?
JULIANA: — Sou péssima em dança, mas podemos fazer a experiência.
<FREDERICO SORRI>
JULIANA: “Estou vendo que o Frederico está mesmo disposto a me assumir como sua namorada... só que ainda não é a hora! Por outro lado, não quero magoá-lo, o que poderei, deverei e irei fazer?”
EX-FUNCIONÁRIO (21): — Frederico, você por aqui? Até que enfim, contarei ao resto do pessoal que você superou suas três doenças mentais de vez!
FREDERICO: — Vocês todos, desistam... aquele Doutor não entende de transtornos mentais!
EX-FUNCIONÁRIO (21): — O pessoal ainda está muito mais acostumado com o nome antigo, que é doenças mentais mesmo!
JULIANA: — Escute só, por que vocês todos não vão cuidar de suas vidas?
EX-FUNCIONÁRIO (21): — Já cuidamos... estamos todos felizes ao lado de nossas companheiras!
<FREDERICO E JULIANA FAZEM UMAS CARAS BEM ZANGADAS>
SEGURANÇA (MASCULINO): — Com licença, vocês três! O que está acontecendo por aqui agora?
FREDERICO E JULIANA: — Esse sujeito está nos atrapalhando e nos incomodando!
SEGURANÇA: — Você aí, o que pensa que está fazendo com esse casal tão bonito agora?
FREDERICO <COCHICHANDO>: — Devemos falar para o homem que nós somos apenas amigos?
JULIANA <COCHICHANDO>: — E inflar o ego desse sujeito que trabalhou com você?
<FREDERICO E JULIANA PISCAM OS OLHOS ESQUERDOS MUTUAMENTE>
EX-FUNCIONÁRIO (21): — Segurança, mande prender esses dois! Ele é o louco, psicopata e retardado mental da TV! Ele diz que a gatinha é a namorada dele, mas é mentira descarada e nojenta desses dois!
SEGURANÇA: — É impróprio e proibido humilhar e ofender aos outros frequentadores do clube... fique na sua ou será expulso de vez, combinado e esclarecido?
FREDERICO E JULIANA: — Você ouviu o segurança!
EX-FUNCIONÁRIO (21): — Ah, querem saber de uma coisa? Já chega... Irei embora daqui, algo que farei agora mesmo, está bem assim?
<FREDERICO E JULIANA SORRIEM E FRANZEM AS TESTAS>
SEGURANÇA <TODO SEM JEITO>: — O clube pede desculpas a vocês dois, cavalheiro e dama! Podem dançar como um bonito casal!
FREDERICO <SORRINDO>: — Ela não é minha namorada... é minha amiga!
JULIANA <SORRINDO>: — Mesmo assim, agradecemos bastante por todo o apoio e solidariedade!
<O SEGURANÇA SORRI PARA FREDERICO E JULIANA>
JULIANA <COCHICHANDO>: — Sei que você quer tanto que ambos sejamos namorados, só que aguarde mais um pouco!
FREDERICO <COCHICHANDO>: — Bom, está certo! Aguardarei pelo tempo necessário, possível e suficiente!
<FREDERICO E JULIANA SORRIEM MUTUAMENTE>

Parte XVIII: Uma Festa de Aniversário Nem um Pouco Romântica!
 “CASA DO EX-FUNCIONÁRIO (22)”
EX-FUNCIONÁRIO (22) <REUNIDO COM TODOS OS OUTROS>: — Bem, pessoal, fui informado por uma amiga em comum de que na semana que vem, será o aniversário da Juliana! Ou seja, essa é a melhor chance que teremos de fotografar e filmar a farsa do Frederico e dela juntos e entregá-los de vez à polícia e à justiça!
<TODOS SORRIEM MUTUAMENTE>
 “CASA DE FREDERICO”
FREDERICO <AO TELEFONE>: — Sua festa de aniversário? Ora, mas é claro que estarei por lá no dia e hora marcados, Juliana! Posso levar meu primo e minhas amigas Marihá, Hairan e Anne? Ah, maravilhosa! Estaremos presentes então, valeu?
 “CASA DO EX-FUNCIONÁRIO (22)”
EX-FUNCIONÁRIO (22): — Flagraremos o casal no ato do delito! Depois disso, ou os dois se rendem de maneira democrática e pacífica ou...
EX-FUNCIONÁRIO (23): — Ou o que, chapa?
EX-FUNCIONÁRIO (22): — Explodiremos a casa da perua para vermos se ela larga mão de ser besta e arruma um namorado com a mente sã!
TODOS OS PRESENTES <GARGALHANDO HISTERICAMENTE>: — UUUUAAAARRRRAAAARRRRAAAARRRRÁÁÁÁ!
  “CASA DE JULIANA”
JULIANA <PENSATIVA>: “Que irônico... jamais me passou pela cabeça ser amiga do Frederico! E a parte mais estranha da questão toda: como e por que eu sempre o reencontrava e não mais o reconhecia?”
 “CASA DO PRIMO”
PRIMO <AO TELEFONE>: — Tio, encontrei explicações sobre as origens da insanidade, do transtorno de personalidade antissocial e da deficiência intelectual! Se a tia e você forem à polícia e à justiça e apresentarem comprovações e evidências de que nenhum dos dois tem histórico de transtornos mentais na família, pode ser que isso ajude o Frederico! Só um detalhe: encontrei com os nomes antigos, ou seja, loucura, psicopatia e retardo mental.
 UMA SEMANA MAIS TARDE...
 “CASA DE JULIANA”
FREDERICO <ENTRANDO E ACOMPANHADO DO PRIMO, DE MARIHÁ, DE HAIRAN E DE ANNE>: — Ei, Juliana, já chegamos!
JULIANA: — Mas que maravilha! Podem entrar, meus pais e minha irmã estão na sala! Vocês foram os primeiros a chegar depois deles, aguardem que virão mais amigos depois!
FREDERICO: — Meus pais não vieram porque estão revisando os documentos do imposto de renda.
PRIMO: — Os meus também não porque precisaram ir resolver uns assuntos lá no sítio da família.
JULIANA: — Tudo bem, tenho certeza de que estão felizes!
 “DO LADO DE FORA...”
EX-FUNCIONÁRIO (24) <COCHICHANDO ATRÁS DE UMA MOITA>: — Eles já estão juntos, galera! Podemos partir para a emboscada agora mesmo!
 E VOLTANDO AO LADO DE DENTRO...
FREDERICO <DESCONFIADO, INSEGURO E RECEOSO>: — Penso e sinto que está tudo calmo e tranquilo além da conta!
JULIANA: — E isso lhe preocupa?
FREDERICO: — Não sei dizer isso a você... Só sei que é algo bem estranho para mim!
JULIANA: — Bobagem, aposto que seus ex
colegas de escritório já sumiram de vez do mapa!
<FREDERICO E JULIANA SORRIEM MUTUAMENTE>
PRIMO: — Sei que vocês nem namoram, nem nada... só que sabem que dariam ou darão um belo casal futuramente? Não me levem a mal por lhes dizer isso, por favor!
FREDERICO <SORRINDO>: — Cada coisa em seu tempo, primo! O que nem foi de ontem, nem é de hoje, de será de amanhã!
JULIANA: — Eu até que compreendo e concordo com o que você disse... mas ainda não me sinto preparada, sabe como é, não é mesmo?
<O PRIMO SORRI>
IRMÃ DE JULIANA <SORRINDO>: — Oi, você deve ser o primo do Frederico! Como vai você?
PRIMO <SORRINDO>: — Bom demais da conta! Minha esposa ainda não veio porque ela se enrolou bastante no trabalho, só que ela deve vir a qualquer instante.
IRMÃ DE JULIANA <AO LADO DO ESPOSO>: — Este aqui é meu esposo, ele trabalha como fazendeiro e pescador.
PRIMO: — Bacana, meus pais têm um sítio e eu os ajudo quando posso.
<FREDERICO SE APROXIMA DE JULIANA>
EX-FUNCIONÁRIO (25) <COCHICHANDO>: — É agora, gente!
FREDERICO <TODO SEM JEITO>: — Juliana, quero lhe dizer algo!
JULIANA: — Sim, pode me dizer... Sei que não é nada de mais ou de mal na realidade!
EX-FUNCIONÁRIO (26) <SEGURANDO A CÂMERA FOTOGRÁFICA E RINDO FEITO UM IMBECIL>: — Digam xis, seus pombinhos de araque!
FREDERICO E JULIANA <BASTANTE ASSUSTADOS>: — Como é que é a coisa toda?
 “FLASH!”
EX-FUNCIONÁRIO (27) <SEGURANDO A CÂMERA FILMADORA E RINDO FEITO UM IMBECIL TAMBÉM>: — Ele já bateu uma foto de vocês dois juntos e eu também já os estou filmando!
FREDERICO <FURIOSO, INDIGNADO E REVOLTADO>: — Por que vocês insistem, persistem e teimam em azucrinar as vidas de quem nada tem a ver com vocês?
JULIANA <FURIOSA, INDIGNADA E REVOLTADA>: — É isso aí, vocês todos são um bando de psicóticos! Chamaremos a polícia agora!
EX-FUNCIONÁRIO (28): — Nós já fomos devidamente informados desse truque tão parvo e tosco de ventriloquismo... Conosco, isso não colará!
EX-FUNCIONÁRIO (29): — E nós ainda temos certeza de que isso é só um blefe de sua parte!
MARIHÁ: — Por que vocês insistem, persistem e teimam em mexer com quem nada possui a ver com suas vidas?
HAIRAN: — Sim, vocês praticam o hatred, o bullying, o mobbing e o stalking!
ANNE: — E isso não é algo legal em duplo sentido!
EX-FUNCIONÁRIO (30): — Ah, vão dar lições de moral no Frederico e na Juliana, por gentileza!
EX-FUNCIONÁRIO (31): — Sim, ele é que é o doente mental por aqui e ela é a cúmplice dele!
<TODOS OS PRESENTES FAZEM UMAS CARAS BASTANTE FEIAS>
EX-FUNCIONÁRIO (32): — E agora, o grande final!
FREDERICO E JULIANA: — Como assim? Do que você está falando agora?
EX-FUNCIONÁRIO (32): — Tragam logo a dinamite, povo!
FREDERICO: — Ele disse o que eu creio ter dito?
JULIANA: — Sim, ele disse... só que isso não pode ser sério!
EX-FUNCIONÁRIO (32) <SEGURANDO A PÓLVORA>: — Vocês possuem certeza disso?
<TODOS OS PRESENTES LEVAM O MAIOR SUSTO DE SUAS VIDAS>
 “CASA DO CASAL LORENZONI”
SENHOR LORENZONI: — Que bom que o Frederico foi lá se divertir um pouco, ele está precisando realmente!
SENHORA LORENZONI: — Sim, ainda mais depois de tantos conflitos e choques!
 “CASA DE JULIANA <EXPLODIDA>“
 EX-FUNCIONÁRIO (33): — E então, o que acharam dessa?
 “UUUUÓÓÓÓ!”
EX-FUNCIONÁRIO (32) <DEVIDAMENTE APAVORADO> — Pessoal, mas que barulho horrível é esse agora?
TODOS OS EX-FUNCIONÁRIOS <INTEIRAMENTE AFLITOS> — É A POLÍCIA!
<TODOS OS PRESENTES SE ENFEZAM LEGAL>
EX-FUNCIONÁRIO (33): — AMIGOS, VAMOS DAR O SEBO NAS CANELAS AGORA!
ESPOSA DO PRIMO <PELO CELULAR E ESCONDIDA EM UMA MOITA À ESQUERDA> — Alô? Delegado? Os ex-colegas do Frederico explodiram a casa da Juliana e estão fugindo pela direita!
MEIA HORA MAIS TARDE...
REPÓRTER DE TV (MASCULINO): — E os ex
colegas de trabalho do escriturário Frederico Lorenzoni explodiram a casa da fotógrafa Juliana Medeiros ainda há pouco! O Delegado já está atrás desses caras desocupados, ignorantes e incompetentes! Vai o retrato falado de cada um dos 33 exfuncionários na sequência:...
SENHOR LORENZONI: — Como e por que esses caras ficam à solta?
SENHORA LORENZONI: — Quem sabe a resposta para essa pergunta?
 “EX
CASA DE JULIANA”
<JULIANA CHORA ATÉ NÃO AGUENTAR MAIS>
<SENHOR MEDEIROS>: — Filha, não se aflija tanto, esses doidos, maníacos e problemáticos não merecem suas lágrimas!
<SENHORA MEDEIROS>: — Sim, e, além disso, você tem o dinheiro do seguro da casa!
FREDERICO: — O que acha de ficar lá em casa até sua casa ser reconstruída?
<JULIANA FAZ QUE SIM COM A CABEÇA E FREDERICO E ELA SORRIEM MUTUAMENTE>

Parte XIX: Eis que Surge um Novo Modelo Fotográfico!
 “CASA DO PRIMO”
PRIMO <AO TELEFONE>: — Alô? Bom dia, meu amigo me disse que você é o melhor advogado da região! Preciso que você ajude meu primo contra um pós-doutor em Psicanálise que está acabando de vez com o nome e a imagem dele em público! Certo, irei até aí hoje à tarde!
 “CASA DE FREDERICO”
FREDERICO <DO LADO DIREITO DE JULIANA E NA FRENTE DO COMPUTADOR>: — Meu primo me enviou um e-mail contendo informações preciosas sobre as origens da loucura, da psicopatia e do retardo mental. Eles não têm mais esses nomes, mas é assim que eram chamados antigamente, sendo assim chamados nos artigos que ele encontrou.
JULIANA: — Beleza, iremos dar uma lida!

 “A ORIGEM DA LOUCURA: “No meio do mundo sereno da doença mental, o homem moderno não se comunica mais com o louco: existe, por um lado, o homem da razão, que delega o médico para a loucura, só autorizando assim uma relação através da universalidade abstrata da doença; existe, por outro lado, o homem de loucura, que só se comunica com o outro por intermédio de uma razão igualmente abstrata, que é ordem, coerção física e moral, pressão anônima do grupo, exigência de conformidade. Linguagem comum não há: ou, melhor, não há mais a constituição da loucura como doença mental, no final do século XVIII, constata um diálogo rompido, dá a separação como já adquirida e faz cair no esquecimento todas essas palavras imperfeitas, sem sintaxe fixa, mais ou menos balbuciantes e através das quais se dava o contato entre a loucura e a razão. A linguagem da psiquiatria, que é o monólogo da razão sobre a loucura só pôde se estabelecer sobre tal silêncio.” “

 “A ORIGEM DA PSICOPATIA: A existência de pessoas que, embora não apresentando sintomas de doença mental típica ou de retardo mental, se comportam socialmente de forma anormal, é um fato que tem chamado a atenção dos autores desde os primórdios da psiquiatria. Caracterizam-se tais casos por um comportamento antissocial que constitui a expressão primária do seu distúrbio na medida em que a atuação contra o meio externo é a forma escolhida para lidar com os conflitos internos. Carecendo de lealdade, de culpa, de consciência, de consistência, se distinguem das outras pessoas, que ao executarem até mesmo atos antissociais, o fazem numa continuidade motivacional mais compreensível para os outros e para eles. Tais casos, por isso, criam frequentemente impasses do ponto de vista clínico e legal. A natureza e a origem da psicopatia têm sido, ao longo do tempo, objeto de intensas controvérsias. Uma visão panorâmica das diversas opiniões, do início da psiquiatria no século XIX até os dias de hoje, mostra uma polarização de posições que vão desde a atribuição do comportamento psicopático a causas puramente orgânicas, com reforço no conceito de degeneração constitucional, até a atribuição dos distúrbios a estados adquiridos através de experiências afetivas primitivas, negando, portanto o inato. A maioria das opiniões atuais é, contudo, eclética, admitindo uma diversidade de fatores na constituição da psicopatia. Este conceito surgiu primitivamente como uma noção que se referia a um elemento isolado no contexto tanto da personalidade como totalidade, como de sua situação no tempo e no espaço.
Os pacientes eram depositários reais de segregação e perseguição social que deviam ser colocados à distância ou corrigidos. A emergência de uma psiquiatria que começou a investigar a inter-relação dinâmica do homem em sua totalidade com os homens na sociedade permitiu ampliar o conhecimento do funcionamento do homem em si e da sua inter-relação com os outros.” “

 “A ORIGEM DO RETARDO MENTAL: Retardo mental é atraso do desenvolvimento da inteligência e abrange pessoas com deficiência intelectual primária, que não conseguem acompanhar o ritmo normal de desenvolvimento da inteligência devido a um problema mental. Sua dificuldade não pode ser unicamente devida a cegueira, surdez ou mutismo, a uma paraplegia ou a um problema psiquiátrico. Este conceito é importante porque estas outras causas de dificuldade intelectual podem ser tratadas com medidas especiais, sejam método Braille para os cegos, linguagem de sinais para surdos e mudos, cadeira de rodas para paraplégicos, tratamento psiquiátrico para os psicóticos, e assim por diante. O retardo mental pode ter origem genética e existem centenas de distúrbios que já foram associados a esta condição. Dentre estes distúrbios, se encontram duas síndromes que estão entre as principais causas já identificadas de retardo mental: a síndrome de Down, que é a causa mais frequente de retardo mental de origem genética e a síndrome do cromossomo X frágil. Enquanto a síndrome de Down geralmente não é herdada, a síndrome do cromossomo X frágil é a causa mais frequente de retardo mental herdado (com alto risco de recorrência). Além dessas duas doenças genéticas, as alterações cromossômicas humanas, em geral, podem causar retardo mental, além de outros sinais clínicos.
O diagnóstico do retardo mental é dificultado pela complexidade de sua etiologia. Cerca de 50% dos afetados permanece sem diagnóstico mesmo após exaustivas pesquisas clínicas, laboratoriais e genéticas.” “

 “CASA DO DOUTOR”
DOUTOR <AO TELEFONE E PRATICAMENTE PASMO>: — Como é que é? Como assim, vocês são do Sindicato Organizado da Medicina e estão me proibindo de continuar trabalhando como médico e escritor? Não gostei dessa piada, vá passar trotes na vovozinha!
 “CASA DE FREDERICO”
FREDERICO: — Você quer que eu faça testes para ser seu mais novo modelo fotográfico?
<JULIANA FAZ QUE SIM COM A CABEÇA>
FREDERICO <PENSATIVO>: Sabe até que isso pode ser bom, considerando que estou mesmo atrás de um novo emprego... só não disse ao patrão ainda porque não tive chance, mas acho que falarei com ele amanhã!
JULIANA: — A propósito: iremos juntos para minha agência amanhã e eu dirigirei meu veículo!
<FREDERICO E JULIANA SORRIEM MUTUAMENTE>
DIA SEGUINTE...
 “AGÊNCIA”
JULIANA: — Chegamos! Agora, sim, você conhecerá meu local de trabalho!
FREDERICO: — Só não sei se darei conta de enfrentar os trocentos candidatos que devem estar na fila!
JULIANA: — Na verdade, você é o único candidato, meu amigo...
FREDERICO: — Isso é sério, minha amiga?
<JULIANA FAZ QUE SIM COM A CABEÇA E ELES SORRIEM MUTUAMENTE>
 “CASA DO DOUTOR”
DOUTOR <PENSATIVO>: “Aqueles dois, Frederico e Juliana devem estar por trás de toda essa galhofa! Quando eu botar minhas mãos neles...”
 “AGÊNCIA”
FREDERICO: — E bem, o que está achando de mim até agora, Juliana? Como modelo, não como algo bem diferente! Você sabe, não é?
<JULIANA FAZ QUE SIM COM A CABEÇA>
<E RESPONDE>: — Sabia que você é perfeito, Frederico? Adorei sua aparência, personalidade e figurino!
FIM DO DIA...
FREDERICO <AO TELEFONE>: — Agradeço-lhe sua oferta de triplicar meu salário, Senhor! É algo deveras fraterno e humilde de sua parte, mas já decidi: trabalharei a partir de amanhã com minha amiga Juliana!
 “CASA DE MARIHÁ E DE ANNE”
MARIHÁ: — O Frederico me passou um torpedo ainda há pouco... ele me disse que acaba de ser contratado pela Juliana!
HAIRAN: — Bacana, é assim que deve ser!
ANNE: — Veremos então se, desta vez, não rola um clima!

Parte XX: Um Encontro Verdadeiramente Romântico!
 “CASA DE FREDERICO”
FREDERICO <EM FRENTE À JANELA DE SEU QUARTO E PENSATIVO>: “Preciso achar um jeito de esquecer a ideia de me relacionar de forma séria com a Juliana... ou, pelo menos, até que ela decida me aceitar de vez!”
JULIANA <AO TELEFONE>: — Sim, pai, está tudo ótimo! O Frederico e eu iremos ao cinema juntos mais tarde... mas como amigos apenas!
 “CONSULTÓRIO — INTERDITADO”
DOUTOR <DEVERAS IMPRESSIONAO E SURPRESO>: — Que palhaçada é essa afinal? Não mandei ninguém fechar meu consultório!
POLICIAL (1) <APONTANDO PARA A DIREITA>: — Você não, só que eles, sim!
<O DOUTOR OLHA PARA O LADO E VÊ OS SINDICATOS ORGANIZADOS DA MÍDIA E DA MEDICINA REUNIDOS>
REPÓRTER DE TV (MASCULINO): — E estamos aqui, em frente ao antigo consultório do Doutor Maxpir Ado! Esse homem tão doentio e insensato cometeu uma série de crimes contra o escriturário Frederico Lorenzoni!
DOUTOR <JÁ CANSADO DAQUILO TUDO>: — Eu chamarei meu advogado contra vocês!
REPÓRTER DE TV (FEMININA): — E, na certa, dirá que nós todos somos loucos, psicopatas e retardados mentais!
DOUTOR: — Estou vendo que vocês não leram meu mais recente livro!
MÉDICO: — Qual livro, Combatendo a Triplicidade das Doenças Mentais?
MÉDICA: — Saiba que somente pessoas sem cultura e informação continuarão acreditando em seus gestos e palavras!
 “CLIC!”
MARIHÁ: — Sujeitinho tão arrogante e egoísta esse, não é verdade?
HAIRAN: — Sim, tomara que vá preso logo de uma vez!
ANNE: — Ficarei muito feliz se assim for feito verdadeiramente!
 “EX
CONSULTÓRIO”
DELEGADO <CHEGANDO EM SEU CARRO COM UM DE SEUS HOMENS>: — Sabemos que você fez determinados acordos com o criminoso profissional Doidivanas da Silva Brito, Doutor Maxpir Ado!
POLICIAL (2) <SENTADO AO LADO DO DELEGADO>: — Renda-se de maneira totalmente democrática e pacífica ou lhe será relativamente pior, entendeu bem o que disse?
DOUTOR: — Vocês Estão achando que sou um doente mental?
 “CASA DE FREDERICO”
JULIANA: — Ei, Frederico, está tudo bem?
FREDERICO: — Sim, Juliana, está tudo bom demais da conta, é sério!
JULIANA: — Sabe, estive pensando e decidi que já estou pronta para ser sua namorada, você me aceita como seu par romântico?
<OS OLHOS DE FREDERICO BRILHAM DE TANTA ALEGRIA E SENSIBILIDADE E ELE FAZ QUE SIM COM A CABEÇA>
 “EX-CONSULTÓRIO”
DOUTOR <SENDO CARREGADO PARA DENTRO DO CAMBURÃO PELOS POLICIAIS (3) E (4): — Bolas, isso não ficará assim! Aguardem até que eu seja liberado e verão só do que sou capaz!
DELEGADO <RINDO DEMAIS>: — Você ficará preso por, no mínimo, cinquenta anos seguidos, está bom assim?
FREDERICO: — Juliana, fiz essa poesia para você: Você Completa Meu Íntimo e Ínfimo!, posso lê-la agora?
 “JULIANA FAZ QUE SIM COM A CABEÇA”

Confesso a você que até então, eu mesmo não fazia a menor ideia do que era amar outra pessoa!
A princípio e a rigor, pode até ser que, como algo falso, isso possa parecer que soa!

Mas não, você é alguém que eu nem sequer fazia ideia de que existia!
E, então, assim, do nada e sem mais nem menos, apareceu e acabou com minha azia!

No começo, era tudo uma aposta idiota, não precisava provar nada a ninguém, nem, muito menos, a mim próprio!
Tudo começou com tamanha implicância de um pessoal que parece ter vindo de um fóssil!

Só que, agora, é tudo tão admirável, encantador e maravilhoso, nada como poder estar a seu lado!
Também espero que possamos estar juntos sem restrição e de bom grado!

<FREDERICO E JULIANA SORRIEM MUTUAMENTE>
 “CASA DO PRIMO”
PRIMO <TODO PROSA E SATISFEITO>: — Pois é, querida! Depois do Doidivanas, foi a vez do Doutor ser capturado!
ESPOSA DO PRIMO <TODA PROSA E SATISFEITA TAMBÉM>: — Que bom, tomara que não sejam liberados!
 “EX
CONSULTÓRIO”
DELEGADO: — E, por garantia, você não ficará no mesmo lugar do que o Doidivanas, está certo assim, Doutor?
<O DOUTOR FAZ UMA CARA TODA EMBURRADA E FECHADA>
FREDERICO <SORRINDO>: — Juliana, quer ir comigo à Sorveteria Calda e Palito amanhã depois do serviço?
<JULIANA FAZ QUE SIM COM A CABEÇA E SORRI TAMBÉM>
 “CASA DA IRMÃ DE JULIANA”
IRMÃ DE JULIANA <TODA PROSA E SATISFEITA TAMBÉM>: — Até que enfim, estamos livres de mais uma ameaça ambulante!
CUNHADO DE JULIANA <TODO PROSA E SATISFEITA TAMBÉM>: — Sim, é o que mais espero agora!
FIM DA TARDE DO DIA SEGUINTE...
 “AGÊNCIA”
FREDERICO <TODO SEM JEITO>: — Juliana, isso, declaradamente, decididamente e definitivamente; está errado!
JULIANA <SEM COMPREENDER O QUE SE PASSA>: — Frederico, mas como assim?
FREDERICO: — Isso não é um encontro: nós estamos trabalhando juntos e iremos à Sorveteria Calda e Palito juntos, qual é o clima disso?
JULIANA: — Você tem toda a razão com o que diz... irei para a casa de meus pais tomar banho e encontrarei você por lá então, beleza?
<FREDERICO FAZ QUE SIM COM A CABEÇA E AMBOS SORRIEM MUTUAMENTE>
UMA HORA MAIS TARDE...
 “SORVETERIA CALDA E PALITO”
FREDERICO <SAINDO DO PRÓPRIO CARRO>: — Juliana, aqui estou eu! Posso chamá-la de querida agora?
JULIANA <ESPERANDO NA PORTA DA SORVETERIA>: — Frederico, só se eu puder lhe chamar de querido agora, o que você me diz?
<AMBOS SORRIEM MUTUAMENTE MAIS UMA VEZ>
CINCO MINUTOS MAIS TARDE...
FREDERICO <TOMANDO UM SUNDAE TRIPLO DE CHOCOLATE COM CREME NA MESMA VASILHA DO QUE JULIANA>: — Querida, esse é o dia mais feliz de minha vida, sabia?
JULIANA: — Querido, esse é o meu também!
 “CASA DO CASAL LORENZONI”
SENHOR LORENZONI <ABRINDO A PORTA>: — Que bom que aceitaram nosso convite para podermos jantar juntos!
SENHORA LORENZONI <JÁ ESPERANDO SENTADA NA MESA DA SALA> — Sim, é algo extremamente importante para nós dois!
SENHOR MEDEIROS <JÁ DENTRO DA CASA>: — Sim, sabemos disso; e; para nós dois, idem!
SENHORA MEDEIROS <JÁ DENTRO DA CASA TAMBÉM>: — E, por de certo, nossos filhos também estão se dando bem demais da conta!
 “SORVETERIA”
<FREDERICO E JULIANA SE BEIJAM EM PÚBLICO>

Parte XXI: O Golpe de Misericórdia Vem à Tona!
 “CASA DE FREDERICO”
FREDERICO <LENDO UM TEXTO NA INTERNET>:

 “DIFERENÇAS ENTRE PSICÓLOGO, PSIQUIATRA, PSICANALISTA, PSICOTERAPEUTA E PSICOPEDAGOGO

Psicólogo é o profissional que fez faculdade de Psicologia e está inscrito no CRP; sua atuação pode ocorrer em várias áreas: clínica, educacional, organizacional, etc.; tem exclusividade no uso da maioria dos testes psicológicos (alguns popularmente conhecidos como psicotécnicos). 


Psiquiatra é um médico, fez faculdade de Medicina, Residência em Psiquiatria e possui CRM ativo. É o único que pode prescrever remédios. 

Psicanalista é a pessoa que se utiliza da Psicanálise para sua atuação, podendo ser também psicólogo, psiquiatra ou outro profissional. Geralmente, fazem curso de formação, atuam na área clínica e permanecem ligados a uma escola de Psicanálise. Explicando de forma simplista, a Psicanálise é uma possibilidade teórica de compreensão da pessoa e que possui uma proposta de intervenção própria sobre a saúde mental.

Psicoterapeuta é um profissional que atua na área clínica. Pode ser psicólogo, psiquiatra, etc. Geralmente, possui um referencial teórico que orienta sua compreensão da pessoa e sua proposta de intervenção sobre a saúde mental. Muitas vezes fazem um curso de formação nesses referenciais teóricos.

Psicopedagogo é o profissional que intervém sobre o processo de aprendizagem. Pode atuar em escolas ou em clínica. Geralmente, fez graduação ou pós-graduação em Psicopedagogia.”


<FREDERICO PASSA PARA OUTRO TEXTO EM OUTRO SITE E COM O MESMO ASSUNTO>

 “
DIFERENÇAS ENTRE PSICÓLOGO, PSIQUIATRA, PSICANALISTA, PSICOTERAPEUTA E PSICOPEDAGOGO

Psicologia e Psicopedagogia são formações universitárias diferentes.

Psiquiatra é médico e pode prescrever medicamentos.

Psicanalista é uma pessoa que fez formação em Psicanálise (linha Freudiana), não necessariamente é psicólogo ou médico.


Psicoterapeuta é o psicólogo ou psiquiatra que atua em clínica ou alguma outra forma de terapia.
 

Psicopedagogo é o profissional que intervém sobre o processo de aprendizagem. Pode atuar em escolas ou em clínica. Geralmente, fez graduação ou pósgraduação em Psicopedagogia.”

<FREDERICO PASSA PARA OUTRO TEXTO EM OUTRO SITE E COM O MESMO ASSUNTO>

  “
Psicologia e Psicopedagogia são formações universitárias diferentes.

Psiquiatra é médico e pode prescrever medicamentos.

Psicanalista é uma pessoa que fez formação em Psicanálise (linha Freudiana), não necessariamente é psicólogo ou médico.


Psicoterapeuta é o psicólogo ou psiquiatra que atua em clínica ou alguma outra forma de terapia.”

JULIANA: — Se levarmos isso tudo em conta, o Doutor Maxpir Ado não deveria ter sido psiquiatra em vez de psicanalista? Isso é, se fosse para ser sério!
FREDERICO: — De repente, ele é bacharel em uma coisa e pós-doutor em outra, não é possível?
 “JULIANA FAZ QUE SIM COM A CABEÇA”
 “CASA DO EX-FUNCIONÁRIO (1)”
EX-FUNCIONÁRIO (1) <NA FRENTE DE TODOS OS OUTROS>: — Bem, vocês já devem estar sabendo que o Frederico e a Juliana estão namorando para valer!
EX-FUNCIONÁRIO (2): — Sim, já sabemos! E ele cumpriu nossa aposta direitinho! Agora, acabou, já temos como deixá-lo em paz e quieto!
EX-FUNCIONÁRIO (1): — Vocês ainda não estão entendendo? Esse cara é uma verdadeira ameaça para nossa reputação!
EX-FUNCIONÁRIO (3): — Como assim? O que isso significa?
EX-FUNCIONÁRIO (1): — Esse aí agora se tornou um romântico permanente! Está bem pior do que antes!
<OS OUTROS FAZEM UMAS CARAS BEM APAVORADAS>
 “CASA DE FREDERICO”
FREDERICO: — Sabe, Juliana... minha aguçada e apurada intuição me diz que aquele pessoal do escritório não pretende me deixar em paz tão cedo!
JULIANA: — Mas por que, Frederico? Você agora já está comigo! É bem verdade que não deu para engolir você e digerir você no começo, só que já estamos de boa agora, não é verdade?
FREDERICO: — Não confio naqueles caras e isso não mudará da noite para o dia, entende?
JULIANA <OLHANDO PARA TRÁS>: — E você está correto nisso!
FREDERICO: — Você então confia em minha intuição?
JULIANA <APONTANDO PARA A JANELA DO QUARTO DE FREDERICO>: — Não é isso aí, não... é porque essa galera toda está na frente da janela de seu quarto!
<FREDERICO OLHA PARA TRÁS E VÊ UM MONTE DE ROSTOS TOLOS>
JULIANA: — O que vocês querem agora, podemos saber?
EX-FUNCIONÁRIO (4): — Não admitimos a existência de um romântico permanente!
EX-FUNCIONÁRIO (5): — É por isso mesmo que acabaremos de vez com a alegria dos dois pombinhos!
<FREDERICO E JULIANA SE ASSUSTAM BASTANTE>

Parte XXII: O Veneno Mora Bem Mais Perto do que Parece!
 “CASA DE MAIRANE”
MAIRANE <AO TELEFONE>: — Como assim? Você mesmo, como meu empresário, não quer me apoiar com a escolha das novas músicas para meu mais novo CD?
REPÓRTER DE TV (MASCULINO): — E continuam foragidos os excolegas de escritório de Frederico Lorenzoni! Caso ninguém os encontre até amanhã cedo, a polícia e a justiça farão com que o proprietário do Escritório de Contabilidade Valores em Alta os entregue democraticamente e pacificamente!
 “CLIC!”
ESPOSA DO PATRÃO: — Querido, é melhor você entregar logo todo mundo!
PATRÃO: — Isso sujará de vez minha imagem, mas você tem toda a razão: farei isso amanhã cedo!
<A ESPOSA DO PATRÃO SORRI>
 “CASA DE FREDERICO”
EX-FUNCIONÁRIO (6): — Não adianta, Frederico e Juliana: vocês já estão cercados em definitivo!
EX-FUNCIONÁRIO (7): — De fato, estão encurralados e não têm como se salvarem mais!
<FREDERICO E JULIANA FAZEM UMAS CARAS BEM EMBURRADAS>
<MARIHÁ, HAIRAN E ANNE ESPIAM OS EX-COLEGAS DE FREDERICO A UMA DISTÂNCIA CONSIDERÁVEL, EMBORA NÃO MUITO LONGE DA CASA DELE>
MARIHÁ <AO CELULAR>: — Alô, Delegado? Aqui é a Marihá, estou aqui, com a Hairan e a Anne, quase de frente para a casa do Frederico!
DELEGADO: — Bem, imagino que vocês três já tenham cercado os delinquentes, não é mesmo?
MARIHÁ <RINDO>: — A Hairan está à direita e a Anne à esquerda deles, os tolos sequer fazem ideia de que estão sendo devidamente vigiados por nós três agora!
HAIRAN <COCHICHANDO E RINDO>: — Pode continuar filmando essas pestes todas, Anne! Enquanto isso, continuarei fotografando todo mundo!
ANNE <COCHICHANDO E RINDO>: — Pelo tipo, essas coisas não têm mais para onde fugir e se esconder!
  “CASA DE MAIRANE”
MAIRANE: “Hoje em dia, já não se acha mais bons empresários... malmente, acha-se um qualquer!”
 “CASA DE FREDERICO”
EX-FUNCIONÁRIO (8): — Precisamos acabar de vez com vocês dois!
EX-FUNCIONÁRIO (9): — Por isso mesmo, revestimos o lado de fora da casa inteiro de armadilhas!
<FREDERICO E JULIANA SE ZANGAM MAIS UMA VEZ>
EX-FUNCIONÁRIO (10): — E bem, agora...
DELEGADO <SEGURANDO UM MEGAFONE>: — QUIETINHOS AÍ! MEUS HOMENS E EU CERCAMOS A RUA INTEIRA PARA VOCÊS NÃO ESCAPAREM!
<OS EX-FUNCIONÁRIOS SE APAVORAM>
EX-FUNCIONÁRIO (11): — Amigos, o que faremos agora?
POLICIAL (3) <FALANDO DE UM HELICÓPTERO, BEM ACIMA DOS MARGINAIS>: — RENDAM-SE POR BEM OU SE ENCRENCARÃO MUITO MAIS!
<OS EX-FUNCIONÁRIOS FICAM CABISBAIXOS, AO MESMO TEMPO EM QUE MARIHÁ, HAIRAN E ANNE FAZEM UNS SORRISINHOS AMARELOS>
CINCO MINUTOS MAIS TARDE...
REPÓRTER DE TV (FEMININA): — E a polícia acaba de levar todos os 33 ex
colegas de escritório de Frederico Lorenzoni! O Delegado e seus homens tiveram a ajuda das três melhores amigos dele: a astrônoma Marihá Borges e Carvalho, a tradutora e modelo Hairan Zucchero e a arquiteta Anne Borges e Carvalho, esta última irmã mais nova da primeira!
 “CLIC!”
<FREDERICO, JULIANA, MARIHÁ, HAIRAN E ANNE SORRIEM>

Parte XXIII: A Iminente Ameaça das Esposas Revoltadas!
REPÓRTER DE TV (MASCULINO): — E a cantora Mairane Castelli está jogando as mais diversas pessoas na polícia e na justiça por clonagem, difamação e plágio virtuais, além de assalto!
 “CLIC!”
MARIHÁ: — Por que essas pessoas não arranjam empregos fixos em vez de arruinarem a vida das outras mesmo?
HAIRAN: — Até reconheço que existam pessoas com problemas de saúde, sem vagas disponíveis e querendo estudar mais e melhor, mas isso não justifica essa maldade!
ANNE: — Maldade nenhuma se justifica!
 “CASA DO EX-FUNCIONÁRIO (33)”
ESPOSA DO EX-FUNCIONÁRIO (33): — Aquele casal, Frederico Lorenzoni e Juliana Medeiros é uma praga ambulante... precisamos nos livrar dos dois e já!
<TODAS AS ESPOSAS FAZEM UNS SORRISINHOS BEM MALDOSO>
 “CASA DE FREDERICO”
FREDERICO: — Não entendo como e por que esses caras que perseguem celebridades dormem tão bem à noite afinal!
JULIANA: — Tem gente que finge ter méritos e valores... só que, um dia, a casa cai!
<FREDERICO E JULIANA SORRIEM MUTUAMENTE>
 “CASA DO EMPRESÁRIO”
EMPRESÁRIO <SENTADO NO SOFÁ AO LADO DA ESPOSA>: — Pois é, querida! Sabe que essas artistas de hoje em dia estão cada vez mais exigentes!
ESPOSA DO EMPRESÁRIO: — Não ligue para o que a Mairane lhe disse, meu bem! O que importa é que você está fazendo o seu melhor e isso já é muito mais do que o suficiente!
 “PENITENCIÁRIA SEGREDO MORTO”
DOIDIVANAS: — Galera, tenho um novo plano de fuga... e ele é muito mais do que perfeito!
COLEGA (1): — Não deve ser grande coisa, vide o último, que acabou não dando certo!
 “CASA DO PATRÃO”
PATRÃO: — Sabe, querida... por mais que os novos funcionários da empresa estejam se mostrando bastante experientes e habilidades, eles não são tão competentes e eficientes quanto os anteriores!
ESPOSA DO PATRÃO: — Pois é, mas esses aí são corretos, decentes e íntegros!
 “CASA DE FREDERICO”
FREDERICO: — Era seu pai ao telefone.
JULIANA: — E o que ele queria?
FREDERICO: — Só informar que sua casa ficará pronta em uma semana.
JULIANA: — Excelente notícia essa! Se bem que já me acostumei bastante a ficar por aqui... você aceita passar uns dias comigo por lá?
<FREDERICO SORRI PARA JULIANA, E, LOGO EM SEGUIDA, ELA TAMBÉM SORRI PARA ELE>
 “CASA DE MARIHÁ E DE ANNE”
MARIHÁ: — Por que não fazem um remake de O Amor Não Tem a Ver com os Olhos?
HAIRAN: — Porque não se faz mais remakes hoje em dia sem saber primeiro se o público está interessado!
ANNE: — Isso é verdade! Inclusive e principalmente, me parece que o público prefere assistir a essa reprise!
ATOR DE NOVELAS: — Estou sem acordar, comer e dormir direito de tanto pensar em você, sabia disso, querida?
ATRIZ DE NOVELAS: — Você mente tanto que me dá bastante antipatia, nojo e pavor!
 “CASA DO CASAL LORENZONI”
SENHOR LORENZONI: — Querida, li no jornal de hoje cedo que teve um cara lá nos Estados Unidos que ganhou um processo judicial contra os excolegas de trabalho!
SENHORA LORENZONI: — Parece-me que o caso do Frederico está servindo de ótimo exemplo agora!
 “CASA DE FREDERICO”
FREDERICO: — A alimentação do brasileiro é tão precária que parece que a única alimentação existente é a do americano!
JULIANA: — Realmente, é assim mesmo que funciona!
ESPOSA DO EX-FUNCIONÁRIO (33) <NA JANELA DA CASA, SORRINDO E ACOMPANHADA DAS OUTRAS>: — SURPRESINHA!
<FREDERICO E JULIANA FICAM APAVORADOS>
 “CASA DO PRIMO”
PRIMO: — Algo me diz que aqueles ex
colegas do Frederico não ficarão regenerados a vida inteira!
ESPOSA DO PRIMO: — Esses aí são verdadeiros malandros, pilantras e trapaceiros!
 “CASA DE FREDERICO”
FREDERICO: — Ninguém aqui chamou vocês, pulem fora ou acionaremos as autoridades!
JULIANA: — É isso aí mesmo, sumam de vez!
ESPOSAS DOS EX-FUNCIONÁRIOS <EM TOM DE CORO>: — NÓS CERCAMOS O REDOR DA CASA COM BOMBAS, DINAMITES E GRANADAS!
FREDERICO E JULIANA: — SOCORRO!
 “CASA DO DOUTOR”
ESPOSA DO DOUTOR <AO TELEFONE E PERPLEXA>: — Como assim, minha casa estará sendo confiscada por falta de pagamento? Não tenho culpa se meu esposo foi preso! Isso é culpa daquele triplo doente mental e da namoradinha dele, aquele Frederico Lorenzoni e aquela Juliana Medeiros!
REPÓRTER DE TV (FEMININA): — E depois de um americano ganhar uma causa legal contra seus ex-colegas de trabalho por abalos morais e psicológicos, foi a vez de um argentino fazer igual!
 “CLIC!”
SENHOR MEDEIROS: — É excelente saber que o Brasil está servindo de exemplo para países como os Estados Unidos e a Argentina!
SENHORA MEDEIROS: — Você tem razão... mas não temos porque ficar idolatrando nem o Brasil, nem países completamente diferentes!

Parte XXIV: Mais um Caso de Prisão por Abalos Morais e Psicológicos!
 “CASA DE FREDERICO”
FREDERICO: — O que faremos agora, querido?
JULIANA: — Excelente pergunta essa, querida!
ESPOSA DO EX-FUNCIONÁRIO (1): — Agora, iremos...
 “UUUUÓÓÓÓ!”
ESPOSA DO EX-FUNCIONÁRIO (2): — Essa polícia não descansa na realidade?
ESPOSA DO EX-FUNCIONÁRIO (3): — Não adianta discutir isso agora... temos que escapulir!
<FREDERICO E JULIANA SORRIEM, E, EM SEGUIDA, TODAS AS ESPOSAS DEBANDAM>
REPÓRTER DE TV (MASCULINO): — E estamos aqui com a cantora Mairane Castelli! E aí, Mairane? Diga algumas palavrinhas para o público!
MAIRANE <TODA CONTENTE>: — Olá, meu povo! Estou com uma nova turnê pelo país, o que inclui passagens pelos mais diversos municípios! Nesta semana, por exemplo, irei para Timóteo (Minas Gerais)! E na próxima, irei para o Rio de Janeiro (cidade)!
 “CASA DE FREDERICO”
FREDERICO: — Será que elas serão pegas agora também?
JULIANA: — Tomara que sim... detesto essa coisa toda de alguém querer causar sérios abalos morais e psicológicos em outrem!
 “CASA DE MARIHÁ E DE ANNE”
MARIHÁ: — Tem gente que não tem vergonha na cara mesmo!
HAIRAN: — Pois é, dá para imaginar como seria se tivesse?
ANNE: — O problema é que ninguém possui um certificado de boa conduta ou uma estrela de bom comportamento em sua testa!
 “BECO DAS ESCURAS”
ESPOSA DO EX-FUNCIONÁRIO (4): — Como faremos agora, amigas?
ESPOSA DO EX-FUNCIONÁRIO (5): — Excelente pergunta essa... já estamos bem encrencadas!
<POR TRÁS DO BECO, UM CASAL ANÔNIMO ESCUTA TUDO E SEM SER VISTO>
 “CASA DE FREDERICO”
FREDERICO: — Parece-me que o sucesso de um casal é a inveja de muitos outros!
JULIANA: — Certamente que é assim que acontece!
MAIRANE <AINDA NA TV>: — Antes de me despedir de vocês, cantarei a música romântica Quando o Amor Explode no Ar!, só espero que vocês gostem!

♪E eis que surge uma nova explosão...♫
♪Mas não se preocupem com isso, não!♫

♪Às vezes, as explosões são boas...♫
♪Elas podem até contagiar as pessoas!♫

♪Desta vez, o amor está explodindo no ar e é para valer, sem brincadeira!♫
 ♪Muitos casais, cada um com uma paixão verdadeira!♫

♪Para todos esses casais, um baita viva...♫
♪Até porque, se deve manter o amor na ativa!♫

 “BECO”
ESPOSA DO EX-FUNCIONÁRIO (6): — Conheço um ótimo lugar para onde podemos ir sem sermos capturadas!
<TODAS AS ESPOSAS SORRIEM>
DELEGADO <VINDO POR TRÁS E SORRINDO>: — Excelente, conte-nos onde é que ele fica!
<TODAS AS ESPOSAS SE ASSUSTAM>
REPÓRTER DE TV (FEMININA): — E as esposas dos ex-funcionários do Escritório de Contabilidade Valores em Alta acabam de ser pegas pela polícia, tudo graças a uma denúncia anônima! Será que agora, o casal Frederico Lorenzoni e Juliana Medeiros terá paz definitiva?
 “CLIC!”
<OS CASAIS LORENZONI E MEDEIROS SORRIEM, CADA QUAL NA PRÓPRIA RESIDÊNCIA>
 “CASA DE FREDERICO”
FREDERICO: — Querida, o que acha de irmos juntos ao próximo espetáculo da Mairane?
JULIANA: — Querido, suas ideias são sempre excelentes!
<FREDERICO E JULIANA SORRIEM MUTUAMENTE>
 “CASA DO PATRÃO”
PATRÃO: — Sabe, querida... o Frederico poderia estar crescendo profissionalmente de vez lá na empresa, mas acho que ele agora está superfeliz trabalhando com a Juliana!
ESPOSA DO PATRÃO: — Você acha isso e eu garanto!
<O PATRÃO E A ESPOSA SORRIEM MUTUAMENTE>
 “CASA DE HAIRAN”
MARIHÁ: — Algo me diz que o Frederico e a Juliana não serão mais felizes de verdade tão cedo!
HAIRAN: — Pois é, existe muita pessoa, lugar e coisa negativa para os dois, mas que triste isso!
ANNE: — Para muitas pessoas, a vida é bastante complicada, desgastante e trabalhosa!
<MARIHÁ, HAIRAN E ANNE FAZEM UMAS CARAS BEM TRISTES MUTUAMENTE>

Parte XXV: o Improvável e Inusitado Retorno dos Dois Antigos Adversários!
 “TEATRO ALEGRIA CONTAGIANTE”
MAIRANE: — E aqui estou eu, mais uma vez, com canções inéditas e originais e bastante alegria para vocês todos!
<O PÚBLICO SORRI, INCLUINDO FREDERICO E JULIANA>
Começarei com a cantiga de rock Quando o Mal Não Tem Vez! e o cântico pop Quando o Conhecimento É de Sobra!, vocês deverão adorar os dois!

♪Existem seres humanos que não honram aos outros, não sei por que motivo...♫
♪São cidadãos que parecem de um mundo que já não é mais vivo!♫

♪Não podemos entender o que se passa com eles...♫
♪As pessoas devem lutar para manter suas peles!♫

♪No entanto, têm surgindo muitos seres bem profundos...♫
♪São pessoas que não fogem pelos fundos!♫

♪Com essas pessoas, o mal não tem lugar!♫
♪Quem tiver amigos assim, deve comemorar!♫

 “PLAC! PLAC! PLAC!”

♪A sabedoria é gratuita para todos, sempre foi...♫
♪Para ela, amigos, nós daremos um belíssimo oi!♫


♪A sabedoria é ótima em melhorar o aprendizado, a experiência e a habilidade pessoais...♫
♪Por isso, apeguemo-nos a ela cada vez mais!♫


♪É notório o número de gente que sabe tanto...♫
♪Cada pessoa desenvolvendo o próprio manto!♫


♪E bastantes aplausos para cada esse pessoal...♫
♪Cujas mentes são, no mínimo, algo intelectual!♫

 “PLAC! PLAC! PLAC!”

 “CADEIA DE SEGURANÇA MÁXIMA PENA DE MORTE”
EX-FUNCIONÁRIO (7): — Galera, acabo de produzir um buraco na parede!
EX-FUNCIONÁRIO (8): — E ainda dizem que essas cadeias de segurança máxima são tão competentes e eficientes na realidade...
EX-FUNCIONÁRIO (9): — É tão fácil e rápido de se escapar de uma!
DIA SEGUINTE...
REPÓRTER DE TV (MASCULINO): — E o grupo de 33 ex-funcionários do Escritório de Contabilidade Valores em Alta acaba de escapar da Cadeia de Segurança Máxima Pena de Morte! Pelo tipo, um dos detentos produziu um buraco na parede da cela!
<OS CASAIS LORENZONI E MEDEIROS FICAM BOQUIABERTOS, CADA QUAL NA PRÓPRIA RESIDÊNCIA>
 “APARTAMENTO RESERVA DO EX-FUNCIONÁRIO (10)”
EX-FUNCIONÁRIO (10): — Beleza, gente! Como ninguém investigou direitinho sobre nossas propriedades, aqui estamos, reunidos em meu apartamento reserva!
<TODOS OS EX-FUNCIONÁRIOS SORRIEM>
EX-FUNCIONÁRIO (11): — Agora, temos que liberar logo nossas esposas!
EX-FUNCIONÁRIO (12): — E, também, o Doutor Maxpir Ado e Doidivanas da Silva Brito!
<TODOS OS EX-FUNCIONÁRIOS SORRIEM MAIS UMA VEZ>
EX-FUNCIONÁRIO (13): — Começaremos pelos dois camaradas!
 “CASA DE FREDERICO”
FREDERICO: — Tem gente que não possui amor próprio!
JULIANA: — E ainda tem amor doentio por outra gente para piorar tudo!
MARIHÁ: — A verdade dói e é dura, imutável, nua e crua e uma só: determinadas pessoas adoram pagar de boazinhas!
HAIRAN: — Sim, o mundo seria ótimo se não fosse dessa forma, mas ele é assim e não podemos mudar isso!
ANNE: — Viver não é tarefa das mais simples, antes fosse, só que nem tudo é como desejamos!
FREDERICO: — Que papel é esse que você está segurando agora, querida?
JULIANA: — Uma poesia que fiz para você, querido! Ela se chama Você Vive em Meu Coração!
<FREDERICO E JULIANA SORRIEM MUTUAMENTE E MARIHÁ, HAIRAN E ANNE SORRIEM PELO CASAL>

Certamente que você vive dentro de mim...
Até porque, não teria como não ser assim!

A vida me ensinou o que é ter uma companhia amorosa...
Alguém que seja assim tão prosa!

Por isso mesmo, não deixarei nosso amor morrer de fato...
Já que somos um casal nato!

Acredite em mim, é a companhia muito mais do que perfeita...
Mostrando que o amor não tem receita!

<FREDERICO E JULIANA SE BEIJAM, FAZENDO MARIHÁ, HAIRAN E ANNE SORRIREM NOVAMENTE>
REPÓRTER DE TV <FEMININA>: — E a recente onda de fugas da cadeia parece que não acabará tão cedo: desta vez, fugiram não apenas o Doutor Maxpir Ado e Doidivanas da Silva Brito, mas como, também, as esposas dos 33 ex-funcionários do Escritório de Contabilidade Valores em Alta, e agora?
 “CLIC!”
<O PATRÃO E A ESPOSA SE ZANGAM>
 “APARTAMENTO RESERVA DO EX-FUNCIONÁRIO (10)”
ESPOSA DO EX-FUNCIONÁRIO (14): — Graças que finalmente, estamos livres, mas que maravilha!
DOUTOR: — Eu também... só faltava me torturarem naquele lugar!
DOIDIVANAS: — E eu também, por de certo! Agora, podemos continuar respirando normalmente!
 “CASA DE FREDERICO”
FREDERICO: — Aparentemente e supostamente, o mal é muito mais forte, poderoso e ousado do que o bem!
JULIANA: — Parece ser realmente... só que não devemos desanimar de modo algum e em momento algum!
<FREDERICO E JULIANA SORRIEM MUTUAMENTE E MARIHÁ, HAIRAN E ANNE SORRIEM AINDA>
 “APARTAMENTO DO EX-FUNCIONÁRIO (10)”
EX-FUNCIONÁRIO (15): — Arranjamos novos lugares para que vocês dois, Doutor e Doidivanas possam voltar a trabalhar sem problemas!
EX-FUNCIONÁRIO (16) <SEGURANDO UM PEDAÇO DE PAPEL>: — Aqui estão os endereços! O Doutor trabalhará de maneira clandestina com seus antigos clientes, ao passo que Doidivanas estará em um ambiente bem protegido e seguro!
<O DOUTOR E DOIDIVANAS SORRIEM>
 “CASA DO CASAL LORENZONI”
SENHOR LORENZONI <AO TELEFONE>: — Esse pessoal não pretende acabar com toda essa baderna, marginalidade, transgressão e vandalismo... muito menos tão cedo assim!
SENHOR MEDEIROS <DO OUTRO LADO DA LINHA>: — Até quando e onde o mundo continuará nesse nível? Parece-me que até mesmo respirar é a pior coisa a se fazer na face da Terra!
 “CASA DE MAIRANE”
MAIRANE <AO TELEFONE E DEVERAS EXALTADA>: — Como assim, não podemos cancelar os próximos espetáculos, Senhor Empresário? Com o tanto de criminoso solto nas ruas, eu é que não quero mais me apresentar!
 “CASA DE FREDERICO”
FREDERICO: — Sua casa ficará pronta de novo daqui a poucos dias, querida... mas eu sei que você, assim como eu, não tem motivos para comemorar!
JULIANA: — Sim, não temos de verdade... mas a vida tem bastantes percalços e cabe a nós batalharmos até o final!
<FREDERICO E JULIANA SORRIEM MUTUAMENTE>

Parte XXVI: O Escritório É Invadido Solenemente!
 “OBSERVATÓRIO”
MARIHÁ <ABRINDO A PORTA DO PRÓPRIO SETOR DE TRABALHO>: — Bem, garotas, é aqui que eu geralmente trabalho!
HAIRAN: — Ah, que legal! Adorei a ambientação!
ANNE: — Não entendo de astronomia, mas também adorei a disposição dos objetos dentro da sala!
 “CASA DE FREDERICO”
FREDERICO: — Sua casa já está ficando pronta, espero que seja de seus inteiros agrado e interesse!
JULIANA: — Que maravilha, você ficará comigo por lá durante uns dias, não é verdade?
<FREDERICO E JULIANA SORRIEM MUTUAMENTE>
 “CONSULTÓRIO CLANDESTINO DO DOUTOR”
DOUTOR <AO TELEFONE >: — Pode vir se consultar comigo, sim... só não deixe terceiros saberem de meu novo local de trabalho, por favor e muito obrigado!
 “ESCONDERIJO ULTRASSECRETO DE DOIDIVANAS”
DOIDIVANAS <DE FRENTE PARA OS COLEGAS>: — Nós iremos ao Banco Mício disfarçados e cometeremos um baita roubo!
REPÓRTER DE TV (MASCULINO): — E a polícia continua na cola de todos os fugitivos! Quem souber o paradeiro de algum deles, notifique Às autoridades!
 “CLIC!”
SENHOR MEDEIROS: — Quando é que essa novela acabará mesmo?
SENHORA MEDEIROS: — Por falar em novela, já está prestes a começar a reprise do capítulo de hoje de O Amor Não Tem a Ver com os Olhos!
  “CASA DE FREDERICO”
FREDERICO: — Escute só, querida... semana que vem, ocorrerá um novo evento de anime, quer ir comigo?
JULIANA: — Mas querido, com todos os bandidos que estão à solta?
FREDERICO: — Tenho um plano: iremos de cosplays e um amigo de infância meu (que os bandidos não conhecem e vice-versa) nos dará cobertura!
<JULIANA SORRI E RECEBE OUTRO SORRISO DE VOLTA>
 “CASA DO CASAL LORENZONI”
SENHOR LORENZONI: — Francamente, tem gente que, de longe, possui grandes e graves problemas!
SENHORA LORENZONI: — Pois é, detalhe que existem bastantes profissionais da área de saúde por aqui e com preços bem módicos!
 “ESCRITÓRIO”
PATRÃO <AO TELEFONE>: — Pois é isso aí mesmo, querida! O Frederico e eu temos nos comunicado todos os dias, e, acredite: ele simplesmente está ótimo!
<A ESPOSA DO PATRÃO SORRI>
ENQUANTO ISSO, DO LADO DE FORA, DOIDIVANAS E SUA QUADRILHA APARECEM DISFARÇADOS E NÃO SÃO VISTOS>
DOIDIVANAS <COCHICHANDO>: — Entraremos pelos fundos, disfarçaremos nossas vozes e intimidaremos o patrão logo de cara, vocês entenderam?
<TODOS FAZEM QUE SIM COM AS CABEÇAS E DOIDIVANAS SORRI LOGO EM SEGUIDA>
PATRÃO <DE FRENTE PARA O NOVO FUNCIONÁRIO (1)>: — É isso aí mesmo, meu bom e velho rapaz! Seus colegas e você possuem um futuro para lá de garantido em nossa empresa!
<O NOVO FUNCIONÁRIO (1) SORRI>
NOVO FUNCIONÁRIO (2): — Patrão e amigo, vocês me desculpem interromper o momento de tamanhas fraternidade e humildade, só que vieram pessoas para lá de estranhas aqui e agora!
PATRÃO <TÃO IMPRESSIONADO E SURPRESO>: — Como assim, pessoas para lá de estranhas?
NOVO FUNCIONÁRIO (1): — Que pessoas deverão ser essas de fato?
DOIDIVANAS <IMITANDO UMA VOZ BEM MAIS GROSSA E PESADA>: — Vão passando a grana e tudo o mais de valor que vocês possuírem no momento... agora mesmo!
<OS TRÊS SE ASSUSTAM>
 “OBSERVATÓRIO”
MARIHÁ: — O pessoal daqui do Observatório e eu estivemos observando uma série de novos planetas-anões, muitos deles até extrassolares!
<HAIRAN E ANNE SORRIEM>
 “TRRRRIIIIMMMM!”
MARIHÁ: — Será que o telefone tocou agora?
HAIRAN: — Mas quem ligaria para cá em uma hora dessas afinal?
ANNE: — Coisa boa é que não deve ser!
FUNCIONÁRIO DO OBSERVATÓRIO: — Marihá, é para você!
<MARIHÁ PEGA O TELEFONE E O COLOCA NO OUVIDO>
PORTEIRO DO ESCRITÓRIO: — Alô, Marihá? Sou o porteiro do Escritório de Contabilidade Valores em Alta, só fui beber água um pouquinho e um pessoal sinistrão se alastrou na empresa!
<MARIHÁ FICA BOQUIABERTA>
HAIRAN E ANNE: — O que está acontecendo afinal, Marihá?

Parte Final: Paz para Alguns e Pás para Outros!
 “ESCRITÓRIO”
<O PATRÃO E TODOS OS NOVOS FUNCIONÁRIOS APARECEM RENDIDOS E AMARRADOS>
DOIDIVANAS <GARGALHANDO HISTERICAMENTE>: — UARRARRARRARRÁ! Esse golpe foi bem fácil e rápido!
 “OBSERVATÓRIO”
MARIHÁ: — Pois é, agora, o ex-patrão do Frederico deve estar em grandes e graves apuros!
HAIRAN: — Mas quem faria uma coisa dessas agora?
ANNE: — Deve ter sido aquele cara, o Doidivanas!
MARIHÁ: — Deve haver um jeito de fazermos algo... eu até sei onde fica o Escritório de Contabilidade Valores em Alta, só que o Doidivanas já nos conhece!
HAIRAN: — E se ele deixar de nos conhecer?
ANNE: — Como assim, no que você está pensando?
REPÓRTER DE TV (FEMININA): — E um curioso e misterioso bandido está fazendo a festa lá no Escritório de Contabilidade Valores em Alta, onde trabalhava o atual modelo fotográfico Frederico Lorenzoni, que namora a fotógrafa Juliana Medeiros, esta proprietária da Agência Fotográfica Tiro e Queda! Frederico já teve muitos problemas por culpa dos ex-colegas da empresa em que trabalhava, e, agora, seu ex-patrão é quem está em uma situação bem delicada e frágil!
 “CLIC!”
FREDERICO: — Na certa, é o Doidivanas!
JULIANA: — Sim, não pode ser outro nome!
 “CONSULTÓRIO CLANDESTINO”
DOUTOR <ENTREGANDO UMA RECEITA A UM PACIENTE>: — Você escolheu a pessoa certa para ser seu profissional da área de saúde agora!
<O PACIENTE SORRI>
 “OBSERVATÓRIO”
MARIHÁ: — O Frederico é um amigo muito querido, nós temos muita gratidão por ele e devemos fazer algo por seu ex-patrão! Essa sua ideia é realmente ótima, Hairan!
HAIRAN: — Que bom que reconhece isso, Marihá!
ANNE: — Colocaremos o plano em prática agora mesmo então, garotas!
 “ESCRITÓRIO”
DOIDIVANAS <SORRINDO>: — Parece que eu nasci com o umbigo virado para a lua de verdade!
COLEGA (1): — É isso aí, chefe, você sempre foi o maioral!
 “OBSERVATÓRIO”
<MARIHÁ, HAIRAN E ANNE SAEM NO CARRO DE MARIHÁ>
 “CASA DE FREDERICO”
FREDERICO: — Tem gente que não tem o que fazer da vida mesmo e se diverte infernizando e perseguindo as outras pessoas!
JULIANA: — O pior é que isso é a mais mera, pura e simples verdade!
VINTE MINUTOS MAIS TARDE...
 “ESCRITÓRIO”
<MARIHÁ, HAIRAN E ANNE CHEGAM E ESTACIONAM EM SEGUIDA>
DOIDIVANAS: — Não existem pessoas, lugares e coisas capazes de me deter!
<OS COLEGAS TODOS SORRIEM>
 “BIP! BIP!” <TOCA O INTERFONE>
COLEGA (1): — Chefe, está tocando o interfone!
DOIDIVANAS: — Atenda e disfarce bastante a voz, finja que é o patrão e que acabou de se libertar!
<O COLEGA (1) SORRI E O PATRÃO FAZ UMA CARA REALMENTE PÉSSIMA>
COLEGA (1): — Alô? Aqui quem fala é o patrão, acabei de me libertar e está tudo bem agora!
MARIHÁ <DISFARÇANDO A VOZ>: — Aqui é da entrega da marmita, posso subir?
COLEGA (1) <RINDO DEMAIS>: — Certamente que sim, suba!
MARIHÁ <DESLIGANDO O INTERFONE>: — Subirei agora mesmo! Deixem-me ver se entendi direitinho o esquema tático: a Hairan ficará na entrada traseira do prédio e a Anne na dianteira, com bastantes policiais escondidos em cada entrada, não é isso?
<HAIRAN E ANNE FAZEM QUE SIM COM AS CABEÇAS E AS TRÊS SORRIEM MUTUAMENTE>
Estou subindo então, esse plano terá que dar certo!
<HAIRAN E ANNE FAZEM SINAIS DE POSITIVO COM OS DEDOS ESQUERDOS DAS MÃOS>
 “CASA DE FREDERICO”
FREDERICO: — Recebi um torpedo da Marihá... as garotas e ela têm um esquema infalível contra o Doidivanas!
<JULIANA SORRI E RECEBE OUTRO SORRISO DE VOLTA>
 “ESCRITÓRIO”
DOIDIVANAS <PASSANDO AS MÃOS NO ESTÔMAGO>: — Beleza, estou morto de fome!
COLEGA (1) <FAZENDO UMA CARA BEM FEIA>: — Ei, chefe, e quanto a nós?
DOIDIVANAS: — Primeiro, eu como! Depois, penso em vocês!
<OS COLEGAS FAZEM UMAS CARAS BEM FEIAS MESMO>
MARIHÁ: — Olá, Doidivanas, sou eu! Surpreso em me ver?
DOIDIVANAS: — Ei, eu conheço você... é amiga daquele casal de palermas! Cadê sua amiga e sua irmã?
MARIHÁ: — Estão por aí!
DOIDIVANAS: — Vocês não sabem que eu posso acabar com as três no ato afinal?
MARIHÁ: — Eu não faria isso se fosse você!
COLEGA (1): — E por que não?
DOIDIVANAS <GRITANDO BEM ALTO>: — SILÊNCIO, SEU PARVO E TOSCO!
<O COLEGA (1) FICA TODO ASSUSTADO>
COLEGA (1) — E por que não, posso saber?
MARIHÁ: — Porque a polícia está cercando esse prédio agora!
DOIDIVANAS: — Isso é mentira! Você mente mal demais da conta, está sabendo disso?
COLEGA (1) <APONTANDO PARA UMA DAS JANELAS ESQUERDAS COM O DEDO MINDINHO ESQUERDO>: — Chefe, não é, não! Há um monte de carros e helicópteros da polícia e as outras duas garotas estão uma de cada lado para garantirem que não mais escaparemos!
<DOIDIVANAS DESMAIA DE TANTO SUSTO>
DEZ MINUTOS MAIS TARDE...
DELEGADO <APERTANDO A MÃO ESQUERDA DE MARIHÁ COM A PRÓPRIA MÃO ESQUERDA>: — Muitíssimo obrigado e parabéns às três por pegarem de vez esse bandido!
MARIHÁ, HAIRAN E ANNE <SORRINDO>: — Não foi nada, Delegado!
DELEGADO <SORRINDO>: — Já arranjamos prisões definitivas para todos! Desta vez, não existem erros!
<MARIHÁ, HAIRAN E ANNE SORRIEM OUTRA VEZ>
MEIA HORA MAIS TARDE...
REPÓRTER DE TV (MASCULINO): — E a onda de terror e de guerra por aqui parece ter, finalmente, se encerrada! Todos os fugitivos já foram devidamente capturados, e, agora, não tem mais como eles escaparem! Fiquem então com o filme de comédia dramática romântica Você Roubou Meu Coração e Muito Mais!
 “CLIC!”
FREDERICO: — Finalmente, já temos como respirar em paz de vez!
JULIANA: — Sim, não dava para viver direito com aquele montão de pessoas em nossa cola!
<MARIHÁ, HAIRAN E ANNE CHEGAM À CASA DE FREDERICO>
FREDERICO <SORRINDO>: — Que bom que vocês estão aqui e agora, nossas amigas!
JULIANA <SORRINDO>: — Sim, nós temos uma baita de uma novidade!
MARIHÁ: — Já sabemos: aquela galera do mal já era, não é isso aí mesmo?
HAIRAN: — Como se isso já não fosse sem tempo na realidade!
ANNE: — Pessoal mais chato, antipático e desagradável!
FREDERICO: — Também, mas temos outra coisa a dizer!
JULIANA: — Sim, e vocês gostarão bastante de saber do que se trata!
REPÓRTER DE TV (FEMININA): — E Frederico Lorenzoni e Juliana Medeiros já são o casal do ano! Ambos acabam de confirmar que se casarão daqui a dois meses, fazendo uma baita de uma festança! A estimativa média será de trezentos convidados, com direito a um espetáculo musical da cantora de música romântica, rock e pop Mairane Castelli!
 “CLIC!”
PATRÃO: — Sempre soube que o Frederico é uma das melhores pessoas que já vi na vida!
ESPOSA DO PATRÃO: — E agora, já sabe o mesmo sobre a Juliana! Aliás, nós dois sabemos!
 “CASA DO CASAL LORENZONI”
SENHOR LORENZONI: — E aquele bando de picaretas trabalhará utilizando as próprias picaretas durante muitos anos!
SENHORA LORENZONI: — Sim, ou, quem sabe, durante muitas décadas!
SENHOR MEDEIROS: — Muitas vezes, a justiça tarda, mas não falha!
SENHORA MEDEIROS: — Pois é, gente, é isso aí mesmo!
DOIS MESES DEPOIS...
 “CERIMONIAL MIL ALEGRIAS”
<MARIHÁ, HAIRAN E ANNE APARECEM SENTADAS NA PRIMEIRA FILEIRA>
ESCRIVÃO: — E a partir de agora, a Senhorita Juliana Medeiros passará a assinar como Senhora Juliana Lorenzoni, está correto?
<FREDERICO E JULIANA FAZEM QUE SIM COM AS CABEÇAS E SORRIEM>
MARIHÁ <TODA EMOCIONADA>: — Puxa vida, quem diria que nosso queridíssimo amigo estaria se casando dessa forma!
HAIRAN <TAMBÉM TODA EMOCIONADA>: — E com uma festa tão bonita quanto essa ainda por cima!
ANNE <AINDA TODA EMOCIONADA>: — Pois é, garotas, isso é para vocês verem como o mundo evolui tanto assim na realidade!
<SENTADOS LOGO À ESQUERDA DE MARIHÁ, HAIRAN E ANNE, OS CASAIS LORENZONI E MEDEIROS TAMBÉM SE EMOCIONAM BASTANTE>
DUAS HORAS MAIS TARDE...
 “NOVA CASA DE FREDERICO E DE JULIANA”
FREDERICO: — Sabe, querida... a história de amor nossa, embora seja tão exótica e pirada, também é tão perfeita e sublime!
JULIANA: — Pois é, querido! A vida tem bastante dessas coisas, não é verdade?
 “CASA DE MARIHÁ E DE ANNE”
MARIHÁ: — O Frederico mostrou a todos que muitas vezes, fazer algo sem pensar pode render um excelente resultado!
HAIRAN: — Isso é um fato... mas é melhor ninguém sair fazendo igual ao que ele fez!
ANNE: — Até porque, ninguém sabe como os outros reagirão mesmo com uma coisa dessas!
 “NOVA CASA DE FREDERICO E DE JULIANA”
FREDERICO E JULIANA <SORRINDO MUTUAMENTE>: — Nada como estar com a pessoa amada... nadinha na realidade!
<FREDERICO E JULIANA SE ABRAÇAM E SE BEIJAM>

Cenas Extras
FREDERICO <PEGANDO NAS MÃOS DE JULIANA>: — Essa foi, sem dúvidas, a parte mais diferente e interessante de minha vida! E quanto a você?
JULIANA <SORRINDO PARA FREDERICO E ELE SENDO RECÍPROCO>: — Certamente que sim! Afinal de contas, quem imaginaria que teríamos uma história de amor assim, tão louca e sinistra?
 “CADEIA DE SEGURANÇA ULTRAMÁXIMA DETENÇÃO GERAL E TOTAL”
DOUTOR: — Sinceramente, a humanidade e a sociedade estão para lá de perdidas! Será possível que já não se pode mais inovar com a carreira profissional?
DOIDIVANAS: — Ah, qual é, cara? Você fala coisas demais! E acaba que no fim das contas, nada do que você fala é algo aproveitável!
EX-FUNCIONÁRIO (16): — Tem um monte de gente matando, roubando e traindo de forma tão descarada e nojenta no mundo inteiro e essas pessoas não são presas!
TODOS OS DEMAIS EX-FUNCIONÁRIOS <EM CORO>: — RAPAZ, VEJA SE FICA EM SILÊNCIO E PONTO FINAL!
 “CASA DE HAIRAN”
MARIHÁ: — Adoro finais felizes... ainda mais quando é com alguém com quem me importo bastante!
HAIRAN: — Sim, eu também... é bem verdade que nem só de finais felizes vive o mundo, mas existem, sim bastantes finais assim!
ANNE: — Pois é, vivendo e aprendendo... afinal, cada nova vivência nos ensina cada vez mais como seres humanos!
 “APARTAMENTO DO CASAL MEDEIROS”
SENHOR LORENZONI: — Nossos filhos nos mostraram o quão vale a pena lutarmos para sermos felizes... ainda que de maneiras extremamente improváveis e inusitadas!
SENHORA LORENZONI: — Pois é, filhos nos ensinam bastantes coisas de fato... Só que foi um tanto quanto curioso e estranho imaginar que nenhum dos dois estava atrás de um par romântico!
SENHOR MEDEIROS: — Eles, sim são um belíssimo e excelentíssimo exemplo de vida... não são como essas pessoas aí, que tanto os caçaram e os molestaram!
SENHORA MEDEIROS: — Mas é isso aí! Certamente que essa, de longe, não é a melhor forma de se conquistar alguém, ainda que tenha dado certo no caso!
 “CASA DE MAIRANE”
MAIRANE <BASTANTE DESANIMADA E FRUSTRADA>: — Pois é, os dois se casaram e eu continuo aqui como solteira!
EMPRESÁRIO: — Só que você tem a mim para consolá-la!
MAIRANE: — E quem foi que disse que eu quero namorar você?
EMPRESÁRIO: — E eu dei a entender que quero namorar você por acaso?
 “NOVA CASA DE FREDERICO E JULIANA”
 FREDERICO: — Como bem disse o título daquela novela: O Amor Não Tem a Ver com os Olhos... mas você é bem bonita de qualquer forma, fique sabendo disso!
JULIANA: — Pois é, muito obrigada a você por isso, ainda digo o mesmo quanto a sua pessoa!
FREDERICO: — Também como bem disse o título daquele filme: Você Roubou Meu Coração e Muito Mais... só que foi um dos roubos mais louváveis e plausíveis que já vi em toda minha vida!
JULIANA: — É isso aí mesmo, muito obrigada mais uma vez e igualmente!
<FREDERICO AGARRA O CORPO DE JULIANA E OS DOIS SE ABRAÇAM E SE BEIJAM LOUCAMENTE>

<FADE OUT>



<THE END>

Letra musical romântica Tudo Está em Ordem Quando Se Está em Boa Companhia!
♪Muitas vezes, companhias amorosas são, somente, pessoas passageiras!♫
♪Mas, em outras ocasiões, são pessoas que estão conosco sempre, aos fins de semana e das segundas às sextas-feiras!♫

♪Precisamos dar valor às pessoas que tanto amamos, é o procedimento padrão da vida!♫
♪Até porque, a própria vida é para ser aproveitada, e, se der para aproveitar ao lado de alguém, a vida em si não será sofrida!♫

♪Não devemos colocar em nada, nem em ninguém nossa infelicidade: se sentimos necessidade e vontade de termos um par, devemos ir atrás dele!♫
♪Com bastante dedicação, empenho e esforço, dá para chegar até alguém, nem que isso signifique sacrificar a própria pele!♫

♪Quem ama outra pessoa está disposto a se doar a ela de corpo e alma!♫
♪E para cada casal que dá certo, devemos, no mínimo, dar mais de uma palma!♫

Esta é uma obra de ficção. Qualquer semelhança com pessoas reais, vivas ou mortas, salvo quando indicado, é mera coincidência.

Personagem fictícia Marihá Borges e Carvalho baseada na pessoa real Marihá Barbosa e Castro. Direitos de nome e imagem gentilmente cedidos para essa história.

Personagem fictícia Hairan Zucchero baseada na pessoa real Hairan Zuchelli. Direitos de nome e imagem gentilmente cedidos para essa história.

E personagem fictícia Anne Borges e Carvalho baseada na pessoa real Anne Barbosa e Castro. Direitos de nome e imagem gentilmente cedidos para essa história.


Referências utilizadas
https://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20090802002553AAb2Gd7https://br.answers.yahoo.com/question/index;_ylt=AwrC1C52RLZaE3IAYAHz6Qt.;_ylu=X3oDMTByOHZyb21tBGNvbG8DYmYxBHBvcwMxBHZ0aWQDBHNlYwNzcg--?qid=20171111085311AAXE1Ephttps://pt.wikipedia.org/wiki/Transtorno_mentalhttps://pt.wikipedia.org/wiki/Insanidadehttps://pt.wikipedia.org/wiki/Transtorno_de_personalidade_antissocialhttps://pt.wikipedia.org/wiki/Psicopatahttps://pt.wikipedia.org/wiki/Deficiência_intelectualhttps://pt.wiktionary.org/wiki/loucurahttps://pt.wiktionary.org/wiki/loucohttps://pt.wiktionary.org/wiki/psicopatiahttps://pt.wiktionary.org/wiki/psicopatahttps://pt.wiktionary.org/wiki/retardohttps://pt.wiktionary.org/wiki/retardadohttp://www.ansiedade.com.br/transtornos/loucura/http://deyvisrocha.com/loucura-como-identificar-que-alguem-esta-ficando-louco/http://www.psicologiafree.com/conselhos_praticos/psicopata-7-caracteristicas-centrais/http://www.sbie.com.br/conheca-as-caracteristicas-de-um-psicopata-e-como-identificar-quando-ve-lo/https://www.vittude.com/blog/deficiencia-intelectual-caracteristicas-sintomas/http://sintomascausas.blogspot.com.br/2012/09/retardo-mental.htmlhttp://www.deborahramos.com/artigos/retardo-mental/https://www.pensador.com/frase/MTgwMjIyMg/http://pessoasperigosas.blogspot.com.br/2009/01/psicopatas-no-so-loucos-entendendo.htmlhttp://www.diarioonline.com.br/tedoide/viral/noticia-424165-qual-a-diferenca-entre-as-pessoas-normais-e-os-psicopatas.htmlhttps://www.fatosdesconhecidos.com.br/o-que-realmente-e-um-psicopata/http://circuscircus.com.br/blog/10-informacoes-valiosas-para-identificar-um-psicopata/https://origemdapalavra.com.br/site/palavras/louco/https://origemdapalavra.com.br/site/palavras/psicopata/https://origemdapalavra.com.br/site/palavras/retardado/https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/veritas/article/download/4458/3367https://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/abp/article/download/18612/17353http://genoma.ib.usp.br/pt-br/servicos/consultas-e-testes-geneticos/doencas-atendidas/retardo-mental-inespecifico-e-sindromicohttp://www.dimpna.com/2015/11/11/retardo-mental-paralisia-cerebral-e-sindrome-de-down/https://www.facebook.com/groups/214345975336504/permalink/1405086759595747/ e https://www.facebook.com/groups/106643476213066/permalink/793759210834819/

Bônus: Curta-metragem Esperando um Anjinho
Resumo do filme.

Gênero: Comédia Dramática Romântica.

Sinopse: Um modelo fotográfico e uma fotógrafa precisam enfrentar um perigoso assaltante enquanto ela está grávida.

<FADE IN>



NARRADOR: — O ex-escriturário e atual modelo fotográfico e a fotógrafa Juliana Medeiros já se casaram há algum tempo. Atualmente, ela está grávida de seis meses.
FREDERICO: —
Pois é, primo! A Juliana e eu estamos superfelizes! Na verdade, não tínhamos planejado um bebê, mas que bom que está vindo! De acordo com a médica, a saúde está ótima também! Tchau, primo! A Juliana precisa fazer alguns exames e eu irei acompanhá-la!
 <JULIANA SORRI, SENTADA NA POLTRONA, AO LADO DE FREDERICO>
 "CLANG!"
— Frederico desliga o telefone.
JULIANA:
Frederico, querido! Minha irmã estará vindo para cá hoje! Ela virá em poucas horas!
 <FREDERICO SORRI PARA JULIANA ENQUANTO PASSA AS MÃOS NA BARRIGUINHA DELA E ELA SORRI DE VOLTA>
ENQUANTO ISSO, DO LADO DE FORA...
ALGUÉM: "Quem liga para mulheres grávidas? Esse aí mesmo, apesar de ser o esposo dela, na certa, está se lixando para ela própria!"

<FREDERICO E JULIANA COMEÇAM A SAIR DE CASA>
<FREDERICO>
Sabe que achei excelente que meu primo e sua irmã se tornaram amicíssimos… De fato, é assim que tem que ser: relações estreitadas entre as famílias!
<JULIANA> —Sim, sim, com certeza! E os dois também estão bem felizes com a ideia de nós dois sermos pais!
ALGUÉM: —
Mãos ao alto, isso é um assalto!
FREDERICO: —Cara, veja se respeita minha esposa e a mim mesmo! Ela está grávida de seis meses e ainda está indo fazer alguns exames!
JULIANA: —
Isso mesmo! Você não deve ter pai, mãe, irmão, esposa, filho ou o que quer que seja de parente na realidade!
BANDIDO:
Ah, qual é? Pensam que eu não sei que você é só um coió que fez a gostosa engravidar? Fale sério, meu! Eu não nasci ontem, sabia?
<FREDERICO E JULIANA SE ENFEZAM DE VEZ>
 MARIHÁ <OBSERVANDO TUDO DE LONGE E SEM SER OBSERVADA>: "Credo, mas que homem mais malvado! Preciso ligar para o Delegado!"
FREDERICO:
Você está tremendamente equivocado! Eu amo demais a Juliana!
JULIANA:
Sim, e eu amo bastante o Frederico!
BANDIDO:
Pois é, estou sabendo… Sabem que o Brasil inteiro ficou sabendo que você é portador daquela tal de triplicidade das doenças mentais! UARRARRARRARRÁ!
FREDERICO: —Não existem triplos doentes mentais! Isso foi uma babaquice que meus antigos colegas de trabalho espalharam!
JULIANA: —E aquele tal de Doutor Maxpir Ado também não merece qualquer credibilidade!
MARIHÁ <PELO CELULAR>:
Pois é, Delegado! Tem um homem bem malvado intimidando o Frederico e a Juliana! Ela está grávida de seis meses e a saúde do bebê pode ser afetada!
DELEGADO:
Enviarei meus homens para aí agora mesmo, Marihá!
 MARIHÁ SORRI.
BANDIDO:
Rapaz, você não ama a ninguém, nem a si próprio! Você é louco (contraria a existência das mulheres), psicopata (trata-as com escárnio) e retardado mental (não processa que são elas é quem fazem os homens)!
FREDERICO:
Você está blefando com esse seu facão aí! A Juliana e eu não estamos amedrontadas!
JULIANA:
Ai, querido, pois já estou com muito medo!
MARIHÁ <ENQUANTO RECEBE HAIRAN E ANNE, RECÉM-SAÍDAS DE UM TÁXI>:
Que bom que chegaram agora, garotas!
HAIRAN:
Infelizmente, não tem como ignorar esses caras, amiga!
ANNE:
Pois é, nesses casos, não dá mesmo para não dar bola… ainda mais que o cara está armado, irmã!
MARIHÁ: —Ouçam bem qual é meu plano, Hairan e Anne!
<AS TRÊS SORRIEM MUTUAMENTE>
FREDERICO:
E o pior é que você está correta, querida… o ruim também é que não temos como chamar a polícia!
JULIANA:
Querido, eu não quero que aconteçam coisas ruins com nosso bebê!
O BANDIDO SORRI.
FREDERICO: —Já não bastava o Doidivanas da Silva Brito, agora, vem esse qualquer aí!
JULIANA: —Sim, ele é um qualquer realmente!
BANDIDO: —Calminha aí! Não sou um qualquer coisíssima nenhuma! Sou Laurentino Laurêncio, procurado pela Polícia Federal e famoso no Brasil inteiro, também em países como os Estados Unidos e a Argentina! Não acredito que vocês dois nunca ouviram falar de mim!
FREDERICO E JULIANA: —Você não é nem ninguém, nem nada, combinado e esclarecido?
MARIHÁ <COM UMA PERUCA E DISFARÇANDO A PRÓPRIA VOZ>:
É, com licença! Nós três somos turistas e estamos procurando o caminho certo para o Centro da Cidade!
HAIRAN <TAMBÉM COM UMA PERUCA E DISFARÇANDO A PRÓPRIA VOZ>: —Sim, algum de vocês sabe nos informar como fazemos para chegar lá?
ANNE <AINDA COM UMA PERUCA E DISFARÇANDO A PRÓPRIA VOZ>:
Ficaremos bastante gratas por qualquer tipo de ajuda!
LAURENTINO <SEM PERCEBER QUE FREDERICO E JULIANA ESTÃO SE AFASTANDO DEVAGARZINHO, SILENCIOSAMENTE E SORRINDO, BEM COMO QUE ALGUNS DOS HOMENS DO DELEGADO ESTÃO VINDO POR TRÁS>:
Estou no meio de um crime, não posso dar atenção a peruas agora!  
MARIHÁ, HAIRAN E ANNE <SORRINDO>: —Tem certeza disso, amigo?
LAURENTINO:
Sim, por quê?
<AS TRÊS APONTAM PARA A DIREITA, FAZENDO LAURENTINO FICAR BOQUIABERTO AO SER CERCADO PELOS HOMENS DO DELEGADO>
MAIS TARDE...
 "CASA DE FREDERICO E JULIANA" 

REPÓRTER DE TV (MASCULINO):
E Laurentino Laurêncio acaba de ser transferido para a Cadeia de Segurança Mais que Superior em Massa! Fiquem agora com o programa Os Novos Talentos da Música Jovem, apresentado pela cantora de música romântica, rock e pop Mairane Castelli!
 "CLIC!"
a TV é desligada.
FREDERICO <TODO ORGULHOSO>:
Tem gente que jamais saberá o que é estar esperando um filho!
JULIANA <TAMBÉM TODA ORGULHOSA>: —Sim, e, depois, o que será tê-lo!
MARIHÁ: —A médica responsável pelos exames acaba de telefonar com uma notícia!
HAIRAN: —Mas calma que a notícia é uma coisa ótima!
ANNE: —
Vocês estão esperando uma filha ao invés de um filho!
<OS OLHOS DE FREDERICO E JULIANA SE ENCHEM DE TANTA ALEGRIA>

MARIHÁ: —Que nome vocês pensam em dar à garotinha?
HAIRAN:
Isso mesmo, já pensaram em algum nome para dar a ela?
ANNE:
Pensem em algo bem bonito!
<FREDERICO E JULIANA FAZEM QUE SIM COM AS CABEÇAS>
MARIHÁ, HAIRAN E ANNE: —E qual será o nome então?
Vitorina, já que ela será a pequena representante de nossa vitória como pais que sobreviveram a uma terrível experiência!
<MARIHÁ, HAIRAN E ANNE SORRIEM PARA FREDERICO E JULIANA E VICE-VERSA>
<FADE OUT>



<THE END>

Esta é uma obra de ficção. Qualquer semelhança com pessoas reais, vivas ou mortas, salvo quando indicado, é mera coincidência.

Personagem fictícia Marihá Borges e Carvalho baseada na pessoa real Marihá Barbosa e Castro. Direitos de nome e imagem gentilmente cedidos para essa história.

Personagem fictícia Hairan Zucchero baseada na pessoa real Hairan Zuchelli. Direitos de nome e imagem gentilmente cedidos para essa história.

E personagem fictícia Anne Borges e Carvalho baseada na pessoa real Anne Barbosa e Castro. Direitos de nome e imagem gentilmente cedidos para essa história.

Bônus: Três artigos sobre transtornos mentais
Porque razão loucos não são psicopatas (e vice-versa)
 
O louco é alguém que age pelo excesso de emoções, ele não tem consciência do que faz, nem qualquer maldade. Também tem alucinações e delírios.

Já o psicopata é alguém que age pela ausência de emoções, ele tem plena consciência do que faz, além de bastante maldade. Também não tem empatia, nem remorso.

Ou seja, o psicopata é a antítese do louco. Se um possui emoções sobrando, o outro possui emoções faltando. Nenhum dos dois possui culpa e cura, mas seus tratamentos podem, devem e vão ajudar.

Referências utilizadas: 
https://www.pensador.com/frase/MTgwMjIyMg/, http://www.cerebromente.org.br/n17/doencas/alucinacoes.html e http://www.medicoonline.net/psicopatia-auxencia-de-empatia-culpa-e-remorso/

O que querem dizer os nomes louco, psicopata e retardado na realidade

Louco vem do árabe, lauqa e significa tonto, bobo ou tolo. Como cognatos, somente tem em espanhol (loco) e em galego (louco também).
Psicopata vem do alemão, Psychopatisch e este do grego, psykhé (mente ou alma) + pathos (sofrimento, doença ou enfermidade). É uma palavra que se formou no século XIX. Psicopata é, portanto, doente mental.

E retardado vem do latim, retardātus, sendo este derivado de re- (prefixo intensificativo que indica ação repetitiva, retroativa ou reforçada), + tardare (atrasar ou demorar) e este último de tardus (o que atrasa ou o que vem depois). Retardado mental é, portanto, quem ou o que está ou vem mais tarde, atrasado ou demorado.

Referências utilizadas: 
https://origemdapalavra.com.br/site/palavras/louco/https://origemdapalavra.com.br/site/palavras/psicopata/https://origemdapalavra.com.br/site/palavras/retardado/ e https://www.google.com.br/search?client=opera&q=retardado&sourceid=opera&ie=UTF-8&oe=UTF-8

Lista de sintomas do louco, do psicopata e do retardado mental, parte 1 de 7

Louco: Os principais transtornos psicóticos crônicos são:

Esquizofrenia: a esquizofrenia é uma doença mental que afeta a zona central do “eu” e altera a estrutura vivencial. O portador de esquizofrenia, quando em surto, costuma agir em função dos seus delírios e alucinações, perdendo a liberdade de escapar a essas vivências fantásticas. Cerca de 1% da população é acometida pela doença, geralmente, iniciada antes dos 25 anos de idade. “A esquizofrenia se caracteriza por distorções do pensamento, da percepção e por inadequação dos afetos. Usualmente, o paciente com esquizofrenia mantém clara sua consciência”.

Transtorno delirante: esta patologia é caracterizada pela ocorrência de ideia(s) delirante(s), em geral, paranoide (de estar sendo perseguido, de estar sendo alvo de críticas, de as pessoas quererem prejudicá-lo intencionalmente). O delírio tende a ser persistente e algumas vezes crônico. Podem haver alucinações auditivas (ouve vozes que não existem na realidade) e visuais (vê imagens que não existem na realidade), embora alucinações sejam incomuns. O afeto tende a ser inexpressivo.

Transtorno esquizoafetivo: esta patologia se manifesta pela ocorrência de episódios de humor intercalados por episódios psicóticos sem sintomas de humor. É importante salientar que dentro dos episódios de humor, quando graves, podem também ocorrer sintomas psicóticos. Existem dois tipos principais: depressivo (onde os episódios de humor são sempre depressivos) e misto (onde ocorrem episódios depressivos, maníacos, hipomaníacos e mistos).

Transtornos psicóticos agudos: estes transtornos têm frequentemente um início repentino, se desenvolvendo em geral rapidamente no espaço de poucos dias e desaparecendo também em geral rapidamente, sem recidivas. Quando os sintomas persistem, o diagnóstico deve ser modificado para esquizofrenia ou transtorno delirante persistente.

Transtorno Bipolar: é uma doença mental em que o paciente alterna estados de euforia e depressão, além de fases de “normalidade” intercaladas. A pessoa pode apresentar alguns sintomas de euforia e de depressão ao mesmo tempo, que são os estados mistos. A causa exata é desconhecida, mas os cientistas acreditam que esteja ligada à genética.

Tratamentos: Além do tratamento com os remédios chamados antipsicóticos, a psicoterapia pode auxiliar o paciente a lidar com as dificuldades de realizar atividades do dia a dia impostas pelos sintomas.

Lista de sintomas do louco, do psicopata e do retardado mental, parte 2 de 7

Psicopata: 20 características de um psicopata:
1- Loquacidade e charme superficial
Loquacidade envolve ter facilidade verbal, ser um conversador divertido. Essas pessoas têm respostas para tudo, muitas vezes, engenhosos e inteligentes, e são capazes de contar histórias interessantes que envolvem os ouvintes.
Eles são charmosos, cortês e educada, nada tímidos e nunca tem medo de dizer o que pensam ou o que eles querem dizer. Eles parecem pessoas muito extrovertidas que normalmente caem bem aos outros.
Também podem ser ouvintes atentos; fingem ter empatia com a outra pessoa para que desenvolva confiança entre eles e torná-lo mais vulnerável, para que mais tarde possam manipulá-lo à vontade.
Tudo isso é nada mais do que uma máscara. Os psicopatas se apresentam a si mesmos muito bem, muito convincentes. Eles fazem os outros acreditam que eles têm muito conhecimento profundo em muitas áreas, quando uma análise mais detalhada da informação que fornecem faz ver que o seu conhecimento é apenas superficial. Normalmente, eles impressionam as pessoas, oferecendo termos técnicos que o resto não conhece.
2- Sensação de uma grande autoestima
Os psicopatas têm uma visão de si mesmos e das suas habilidades e valor muito inflado. Eles tendem a ser teimosos e arrogantes e acreditam que são superiores as outras pessoas. Eles são muito confiantes, arrogantes, não se consideram nunca fracassados socialmente e não se preocupam com a sua situação atual.
Eles dão a entender que se eles têm problemas, as suas circunstâncias atuais são o resultado da má sorte ou eventos fora deles que não podem controlar. Eles sublinham muito as habilidades que supostamente têm, mesmo se eles não podem provar. Eles parecem despreocupada com os contatos que tiveram com a justiça e não parecem acreditar que isto possa afetar negativamente o seu futuro.
3- A necessidade de estimulação constante e propensão ao tédio
Essas pessoas mostram necessidade excessiva e crônica para a estimulação nova e excitante que os leva a tomar medidas arriscadas. As pessoas com este transtorno de personalidade tendem a ter baixa disciplina na realização de tarefas porque se cansam com facilidade.
Eles não conseguem durar muito tempo no mesmo emprego, por exemplo, ou terminar tarefas de rotina. Eles têm dificuldade em manter atenção em atividades monótonas ou não têm interesse para eles. Quando lhes perguntam, eles descrevem as atividades acadêmicas e outras atividades comuns como chatas e tediosas.
Os psicopatas argumentam esses costumes dizendo que gostam de aproveitar as oportunidades ou aceitar desafios. Na verdade, é muito mais do que isso; realmente, sentem uma necessidade de correr riscos. Isto leva muitas dessas pessoas a usar medicamentos, especialmente aqueles que possuem um efeito estimulante.

Lista de sintomas do louco, do psicopata e do retardado mental, parte 3 de 7

4- Mentira patológica
O grau de mentira patológica pode variar de moderada a alta. De maneira moderada, estes indivíduos são simplesmente astuto, inventivos com o que eles dizem; em forma extrema, eles são enganosos, fraudes, obscuros, manipuladores e sem escrúpulos.
As mentiras e enganos são uma parte essencial dos psicopatas e as interações com os outros. Além de fingir conhecimentos em muitas áreas, eles fazem promessas que não cumprem e as afirmações que contradizem o seu comportamento. Eles têm uma grande facilidade para mentir e uma ausência de culpa sobre isso.
Normalmente, produzem histórias mostrando grande confiança ao contar, de modo que o receptor normalmente não duvida sobre a sua veracidade. Além disso, quando se lhes descobre uma mentira, não mostram sintomas de vergonha; simplesmente, reinventam a história ou adicionam elementos para fazer parecer mais credível.
5-Direção e manipulação
O uso do engano para manipular os outros é diferente do item anterior na lista porque atinge níveis excessivos de crueldade. Essas pessoas exploram as outras sem escrúpulos, com uma falta de preocupação e empatia pelos sentimentos e sofrimento das suas vítimas.
Os psicopatas manipulam as pessoas ao seu redor para obter lucro pessoal a qualquer preço. Às vezes, as estratégias de manipulação utilizadas são muito elaboradas; outras vezes, são bastante simples.
Os indivíduos sempre agem com muita imprudência e indiferença. Às vezes eles usam pseudônimos para manter o seu anonimato e para defraudar os outros mais facilmente. Eles têm uma visão das outras pessoas como se fossem demasiado crédulos e isso lhes deu uma razão para enganar e manipular.
6- A falta de remorso ou culpa
As pessoas com transtorno de personalidade psicopático não tem sentimentos ou preocupação com as perdas, dor ou sofrimento das suas vítimas. Eles tendem a ser descuidados, não mostrar paixão e ser frios e nada empáticos. Eles mostram um total desrespeito pelas suas vítimas, citando como “seria insensato não explorar as fraquezas dos outros.”
Os psicopatas não parecem preocupados nem mostram interesse pelas consequências das suas ações ou pelos efeitos do seu comportamento sobre os outros. Às vezes, eles podem verbalizar sentimentos de culpa para tentar mostrar empatia, mas as suas ações não correspondem ao que eles dizem.
Se eles entram em contato com a justiça, muitas vezes, eles consideraram a sentença que tenha sido fornecida a eles é injusta ou desproporcionada, mostrando uma avaliação pouco realista da gravidade dos fatos e uma atribuição externa das suas ações.

Lista de sintomas do louco, do psicopata e do retardado mental, parte 4 de 7

7- A falta de profundidade de emoções
As pessoas com psicopatia sofrem uma pobreza de emoções e uma gama muito limitada de sentimentos. Eles podem mostrar a calidez, mas é apenas superficial; nas suas relações interpessoais eles são frios apesar de que apresentam sintomas abertos de sociabilidade. Mostram uma incapacidade de expressar emoções intensas e, quando expressam algum tipo de sentimento ou emoção, é dramaticamente e superficial.
Na escala emocional e sentimental de um psicopata não podemos encontrar muito mais além de ressentimento, raiva, autopiedade estados emocionais superficiais, atitudes vaidosas e grandiosidade, um ressentimento emburrado e indignação. Em muitos casos, essas pessoas são muito difíceis de descrever o que sentem.
8— Insensibilidade e falta de empatia
Este artigo descreve uma falta geral de sentimentos para com as pessoas e uma atitude fria, insolente, irreverente e falta de tato para com eles. Estes indivíduos parecem completamente incapazes de assumir o lugar dos outros e imaginar o sofrimento das suas manipulações e mentiras. Se alguma vez conseguem apreciar o que os outros sofrem por sua culpa nunca é uma apreciação emocional, mas puramente lógica, intelectual.
Os psicopatas são egoístas e desdenhosos. O desprezo que sentem para com os outros os leva a se descreverem como “solitários” , e “pessoas seletivas” .
9- Estilo de vida parasito
A psicopatia leva essas pessoas a depender dos outros intencionalmente, manipuladoras, egoístas e exploradores. Esta dependência é causada por uma falta de motivação, uma disciplina muito baixa e incapacidade de assumir a responsabilidade.
Podem usar ameaças para seguir financeiramente dependente da sua família ou conhecidos, ou podem tentar parecer vítimas e pessoas dignas de apoio e ajuda.
Essas pessoas irão usar qualquer desculpa para não ter de trabalhar e ganhar dinheiro por si próprios. O uso dos outro para sustentar e sobreviver é um padrão persistente na sua vida, não é o resultado de circunstâncias que podem estar ocorrendo no momento.
10- Déficits no controle emocional
Os psicopatas mostram muitas expressões de irritabilidade, aborrecimento, impaciência, agressão e abuso verbal: não conseguem controlar adequadamente a raiva e fúria.
Eles se incomodam com facilidade e por questões que não merecem importância e são inadequados no contexto. As suas explosões de raiva são muitas vezes breves e são afetadas negativamente pelo álcool.

Lista de sintomas do louco, do psicopata e do retardado mental, parte 5 de 7

11- Comportamento sexual promíscuo
As relações das pessoas com este transtorno são caracterizados por ser curtos, numerosos, simultâneos, casuais, informais e indiscriminados. Eles geralmente têm um histórico de tentativas de forçar alguém a fazer sexo com eles e estão visivelmente orgulhosos das suas conquistas sexuais.
12— Problemas comportamentais precoces
Muitas vezes, os psicopatas já demonstraram uma variedade de comportamentos disfuncionais antes dos treze anos de idade, tais como: roubo, mentiras, vandalismo, intimidação, atividade sexual precoce, incêndios, abuso de álcool ou fuga de casa. Todos estes comportamentos muitas vezes levam à expulsão da escola ou faculdade e podem envolver problemas com a polícia.
13- Falta de metas realistas de longo prazo
A incapacidade ou fracasso persistente para desenvolver e executar planos de longo prazo é outra característica desses indivíduos. A sua existência é muitas vezes nômade, sem sentido ou propósito nas suas vidas.
Eles não se preocupam com o futuro ou pensam seriamente; vivem dia a dia, e, embora possam expressar intenção ou desejo de obter um trabalho importante, não fazem nada para consegui-lo. Todos os seus objetivos descrevem metas de curto prazo.
14- Impulsividade
O comportamento dos psicopatas geralmente não é premeditado, é muito pouco planejado. Eles têm sérias dificuldades para resistir à tentação, superar suas frustrações e impulsos do momento.
Muitas vezes, eles agem de forma espontânea, sem considerar os prós e contras do que eles querem fazer ou as consequências que trarão a eles ou outros. Muitas vezes, vão mudar os seus planos, e vão deixar o seu parceiro ou deixar o seu trabalho de repente e sem explicação.
15- Irresponsabilidade
Este artigo é caracterizado por um fracasso repetido no cumprimento das obrigações e responsabilidades, como não pagar contas, faltar à escola ou ao trabalho ou não cumprir as promessas. O comportamento irresponsável dos psicopatas podem colocar outros em risco (por exemplo, conduzir sob a influência de álcool).
16- A incapacidade de aceitar a responsabilidade pelas suas ações
Estas pessoas tendem a ter sempre uma desculpa para explicar o seu comportamento. Eles negam as suas responsabilidades e atribuem coisas que acontecem a causas externas (a sociedade, a família, o sistema legal, etc.).

Lista de sintomas do louco, do psicopata e do retardado mental, parte 6 de 7

17- Várias relações breves
Dada a sua incapacidade de manter metas de longo prazo, os psicopatas muitas vezes têm relações com falta de compromisso, refletida em uma quantidade considerável deles. As relações interpessoais e românticas são inconsistentes e de curto prazo (menos de um ano).
18- Delinquência Juvenil 
Muitas vezes, os psicopatas têm tido problemas com a lei antes dos 18 anos, quase sempre envolvendo comportamentos de exploração, manipulação e crueldade.
19- A revogação da liberdade condicional
Às vezes, essas pessoas têm anulada a liberdade condicional pelas autoridades por não manter as condições como cometer ilegalidades ou violações técnicas.
20- Versatilidade criminosa
Finalmente, os psicopatas podem ter uma carreira criminosa variada, incluindo encargos ou condenações por vários tipos de crime, tais como: roubo, assalto à mão armada, crimes relacionados a drogas, assalto, crimes sexuais, negligência criminosa e fraude. Eles, em geral, estão orgulhosos de ter cometido crimes sem ser descobertos.

Retardado mental: Os sinais e sintomas do retardo mental dependem da profundidade do transtorno e do nível de exigências feito pelo ambiente sobre o indivíduo:
Pessoas com retardos mentais leves podem levar uma vida relativamente normal, mostrando, apenas, desde crianças, uma maior lentidão em seus aprendizados ou impossibilidade de adquirir aprendizados de alta complexidade. Chegam a ler e escrever e compreender textos e são capazes de uma vida autônoma, embora simplória. As pessoas com retardos mentais profundos não são capazes de aprender e de se adaptarem às situações e nem mesmo conseguem ter cuidados corporais mínimos. Dependem, para tudo, de outra pessoa. Entre esses extremos, existe uma grande variação.

Lista de sintomas do louco, do psicopata e do retardado mental, parte 7 de 7

Referências utilizadas:

9 comentários:

  1. Gostei muito do seu roteiro, ele é divertido, um dos pouscos textos que consegui ler sem parar, eu só acho que todos os personagems nã precisavam falar de forma tã formal, seria legal se só o protagonista falase assim, mas na realidade isso da atéum charme para a obra. Parabéns pelo bom trabalho, continue assim 😊

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito grato, meu amigo!

      O roteiro deverá estar pronto no mês que vem, beleza?

      Quanto ao mais, já anotei suas sugestões!

      Abraços, e, qualquer coisa, estou sempre na área!

      Excluir
  2. Muito bom!! Desejo a ti um bom desempenho

    ResponderExcluir
  3. Sávio:
    Está muito bom. Mas, tenho algumas sugestões:
    Concordo com o Menino Desocupado. As falas estão muito formais. Os personagens precisam ter falas mais coloquiais e comuns. Deixe a formalidade somente para o narrador (3ª pessoa).
    Outra sugestão é que o tema é compacto, então é mais próprio para um curta-metragem do que para um longa-metragem. Se esticar muito esse tema, vai ficar repetitivo demais e vai perder a dinâmica.
    Além disso, o mercado e atenção para curta-metragem de produtores independentes é muito maior que para longa-metragem. Tem até maior número de festivais para curta do que para longa, sem contar o menor custo de produção.
    Outra sugestão é pensar em uma versão com menor número de ambientes, para ser transformada em peça teatral. Na verdade (não fique chateado) ao ler, eu enxergava mais uma peça de teatro do que um filme. Quem sabe se escrever peças não seja seu maior talento??? Descobrir um talento que não se imaginava é muito comum.

    Por enquanto, é isso que eu achei.
    Abraços para você e para a Sra. Sua Mãe, de quem sempre lembramos aqui em casa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito grato e um abraço, amigo Ângelo!

      Seguirei algumas de suas dicas, mas a ideia é ser um longa mesmo (até porque, já possuo bastantes projetos para curtas agora).

      Excluir